sábado, 30 de maio de 2009

Jo 21,20-25 - O modelo dos seguidores de Cristo

Preparo-me para a Leitura Orante, recordando o que disse, nestes dias, Bento XVI: "A oração é o caminho silencioso que nos conduz diretamente ao coração de Deus; é o respiro da alma que nos doa paz nas tempestades da vida".

Assim invoco o Espírito:

Espírito de verdade, a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.

Que eu conheça Jesus Mestre compreenda o seu Evangelho.

1. Leitura (Verdade)

O que diz o texto do dia? Leio atentamente o texto: Jo 21,20-25, e observo pessoas, palavras, relações.

Jesus respondeu:

- Se eu quiser que ele viva até que eu volte, o que é que você tem com isso? Venha comigo!

se espalhou entre os seguidores de Jesus a notícia de que aquele discípulo não ia morrer. Mas Jesus não disse isso. Ele apenas disse: "Se eu quiser que ele viva até que eu volte, o que é que você tem com isso?" Este é o discípulo que falou destas coisas e as escreveu. E nós sabemos que o que ele disse é verdade. Ainda há muitas outras coisas que Jesus fez. Se todas elas fossem escritas, uma por uma, acho que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos.

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje?

Posso me comparar a João?

Amo a Jesus e levo outras pessoas por este mesmo caminho?

Neste texto, que é o final do Evangelho de João, é recordado o discípulo amado - João - como modelo dos seguidores de Jesus. O discípulo amado é aquele que também ama e, por amar, conduz as pessoas a Jesus.

Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus?

Rezo, espontaneamente, e concluo com a Oração da Unidade: Senhor, Faze-nos perceber as discriminações e exclusões que marcam a sociedade. Conduze nosso olhar e ajuda-nos a reconhecer os nossos preconceitos. Ensina-nos a expulsar todo desprezo de nosso coração, para que apreciemos a alegria de viver na unidade. Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Meu novo olhar é aquele sugerido pelos Bispos da América Latina:

"O compromisso missionário de toda a comunidade. Ela sai ao encontro dos afastados, interessa-se por sua situação, a fim de reencantá-los com a Igreja e convidá-los a novamente se envolverem com ela." (DA, 226,d).

CELEBRAÇÃO ECUMÊNICA

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2009

"Unidos na tua mão." (Ezequiel 37,17)

Canto de Abertura

Momento Novo 1-Deus chama a gente pra um momento novo de caminhar junto com seu povo. É hora de transformar o que não dá mais,Sozinho, isolado, ninguém é capaz.
Por isso vem, entra na roda com a gente, também! Você é muito importante! (bis) Vem...

Acolhida

(dinâmica de apresentação dos participantes. Os participantes podem apresentar sua igreja ou comunidade).

Introdução

O lema da Semana de oração deste ano - "Unidos na tua mão" - é inspirado no livro do profeta Ezequiel. O profeta vive num contexto de desunião do povo de Deus. Israel estava dividido entre reino do sul e reino do norte. Mas, Deus quer que seu povo esteja unido. Essa é a mensagem do profeta. Unidade não significa o fim da diversidade. Nós sabemos muito bem o quanto é importante afirmar nossa identidade.Cada jeito de ser é um jeito de participar e de contribuir para um mundo melhor, onde a vida possa ser boa como Deus deseja. O que Deus deseja está na sua Palavra que vamos ouvir.

Canto

A Palavra está perto de ti, em tua boca, em teu coração. (Rm 10,8)

Leitura de Ezequiel, capítulo 37, versículos 15 a 28
- Serão um, em tuas mãos Veio-me uma palavra do Senhor: "Tu, filho de homem, toma um pedaço de madeira e escreve nele: Judá e os filhos de Israel que lhe estão associados. Depois toma outro pedaço de madeira e escreve nele: José - esta será a madeira de Efraim - e toda a casa de Israel que lhe está associada. Aproxima estes pedaços um contra o outro para formarem um só; estarão unidos em tua mão. Quando a gente do teu povo te disser: 'Não queres explicar-nos o que fazes?' lhe dirás: Assim fala o Senhor Deus: Vou tomar o pedaço de madeira de José - que está na mão de Efraim - e das tribos de Israel que lhe estão associadas; eu os encostarei neles, no pedaço de madeira de Judá: farei deles um só pedaço e eles estarão na minha mão. E os pedaços de madeira sobre os quais tiveres escrito estarão na tua mão, à vista deles. Dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Vou tirar os filhos de Israel do meio das nações para onde foram, vou reuni-los de todas as partes e os levarei para seu solo. Farei deles uma nação única, na Terra, nas montanhas de Israel: um rei único será o rei de todos eles; não formarão mais duas nações e não estarão mais divididos em dois reinos. Não se macularão mais com seus ídolos e seus horrores, nem por todas as suas transgressões; eu os livrarei de todos os lugares onde habitam, os lugares onde pecaram. Eu os purificarei, serão para mim um povo e eu serei Deus para eles. Meu servo David reinará sobre eles, pastor único para todos eles; caminharão segundo meus costumes, guardarão minhas leis e as observarão. Habitarão a terra que dei a meu servo Jacó, a terra onde vossos pais a habitaram; ali habitarão eles, seus filhos e os filhos de seus filhos, para sempre; meu servo David será seu príncipe para sempre. Firmarei com eles uma aliança de paz, será uma aliança perene com eles. Eu o estabelecerei, multiplicá-los-ei. Estabelecerei meu santuário no meio deles para sempre. Minha morada estará junto deles; serei para eles Deus, e eles serão para mim um povo. Então as nações conhecerão que eu sou o Senhor que consagro Israel, quando estabelecer meu santuário no meio deles, para sempre.


Comentário
Em 2009, os cristãos do mundo inteiro rezam pela unidade "para que estejam unidos em tua mão" (cf. Ez 37,17). Ezequiel - cujo nome significa "Deus o faz forte" - foi chamado para restituir esperança a seu povo, numa situação política e religiosa desesperada que perdurou depois da queda e ocupação de Israel, com o exílio de grande parte de seu povo. Nesta profecia vê-se uma prefiguração da vida nova em Cristo. Unindo os dois pedaços no madeiro da cruz, Jesus nos reconcilia com Deus e humanidade se enche de uma nova esperança! Apesar dos nossos pecados, da violência e das guerras; apesar da desigualdade entre ricos e pobres; apesar de nosso desrespeito à Criação; apesar das doenças, sofrimentos e discriminações; apesar da nossa desunião e das nossas divisões, Jesus Cristo - com os braços abertos na cruz - abraça toda a criação e nos dá o shalom de Deus. Elevado na cruz ele nos atrai para si e nos faz "um" em suas mãos. ( pausa para reflexão em silêncio).


Intercessão
Unimo-nos à oração de Jesus para nossa unidade, pedindo por nossa unidade em Deus. Sem esta unidade, será difícil para nós construir um reino de paz com todos os homens e mulheres de boa vontade. Pai Nosso...

Bênção final
Deus, que conhece nossas alegrias, sofrimentos e esperanças, nos guie hoje e sempre.
Que vivamos na fé e numa vida digna e santa, conforme o Evangelho. Amém.
Que o Senhor vos abençoe e vos guarde.
Que o Senhor faça resplandecer sua face sobre vós, e vos seja favorável.
Que o Senhor volte para vós a sua face e vos dê a paz. Amém.











Nenhum comentário: