quarta-feira, 24 de junho de 2009

Lc 1,57-66.80 – João Batista, o Profeta do Altíssimo

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Creio, meu Deus, que estou diante de Ti.
Que me vês e escutas as minhas orações.
Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.
Tu me deste tudo: eu te agradeço.
Foste tão ofendido por mim:
eu te peço perdão de todo o coração.
Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças
que sabes serem necessárias para mim.


1. Leitura (Verdade)

O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto:
Lc 1,57-66.80,
e observo o belo cântico de Zacarias.
Chegou o tempo de Isabel ter a criança, e ela deu à luz um menino. (...) Todos os que ouviam essas coisas e pensavam nelas perguntavam:
- O que será que esse menino vai ser? Pois, de fato, o poder do Senhor estava com ele. Zacarias, o pai de João, cheio do Espírito Santo, começou a profetizar.
Ele disse:
- Louvemos o Senhor, o Deus de Israel, pois ele veio ajudar o seu povo e lhe dar a liberdade. Enviou para nós um poderoso Salvador, aquele que é descendente do seu servo Davi. Faz muito tempo que Deus disse isso por meio dos seus santos profetas. Ele prometeu nos salvar dos nossos inimigos e nos livrar do poder de todos os que nos odeiam. Disse que ia mostrar a sua bondade aos nossos antepassados e lembrar da sua santa aliança. Ele fez um juramento ao nosso antepassado Abraão; prometeu que nos livraria dos nossos inimigos e que ia nos deixar servi-lo sem medo, para que sejamos somente dele e façamos o que ele quer em todos os dias da nossa vida. E você, menino, será chamado de profeta do Deus Altíssimo e irá adiante do Senhor a fim de preparar o caminho para ele. Você anunciará ao povo de Deus a salvação que virá por meio do perdão dos pecados deles. Pois o nosso Deus é misericordioso e bondoso. Ele fará brilhar sobre nós a sua luz e do céu iluminará todos os que vivem na escuridão da sombra da morte, para guiar os nossos passos no caminho da paz.
O menino cresceu e ficou forte de espírito. E viveu no deserto até o dia em que apareceu diante do povo de Israel.


São João Batista, primo de Jesus, é o único santo que tem duas festas no calendário litúrgico. Hoje celebramos seu nascimento e no dia 29 de agosto, o seu martírio.
Zacarias, que estivera mudo desde o anúncio do nascimento de seu filho, começou a falar, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. João Batista recebeu de Deus a vocação de profeta e sua primeira profecia foi, abrir a boca do pai Zacarias. O profeta fala de Deus e faz com que os outros também falem. A fogueira das festas juninas nos lembra o nascimento de João Batista que anunciou Jesus, “Luz que ilumina as nações”.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Pela graça do Batismo cada um de nós é profeta.
Todos os batizados têm a missão de abrir a boca como Zacarias,
como João Batista para apontar o Messias, Jesus Cristo.
Esta é também a minha missão.


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo a
Oração a são João Batista
Glorioso são João Batista,
que foste santificado no seio materno,
ao ouvir tua mãe fazer a saudação de Maria Santíssima,
e canonizado ainda em vida pelo mesmo Jesus Cristo
que declarou solenemente não haver entre os nascidos de mulheres
nenhum maior que tu;
por intercessão da Virgem
e pelos infinitos merecimentos de seu divino Filho,
de quem fostes precursor,
anunciando-o como Mestre
e apontando-o como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo,
alcançai-nos a graça de darmos também nós
testemunho da verdade e selá-lo até, se preciso for,
com o próprio sangue, como o fizeste, degolado iniquamente,
por ordem de um rei cruel e sensual,
cujos desmandos e caprichos havias justamente denunciado.
Abençoa todos os que te invocam

e faze que aqui floresçam todas as virtudes que praticaste em vida,
para que, verdadeiramente animados do teu espírito,
no estado em que Deus nos colocou,
possamos um dia gozar contigo da bem-aventurança eterna.
Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é iluminado pelo testemunho de João Batista e pelas palavras dos Bispos em Aparecida:
“Bento XVI nos recorda que: “o discípulo, fundamentado assim na rocha da Palavra de Deus, sente-se motivado a levar a Boa Nova da salvação a seus irmãos. Discipulado e missão são como os dois lados de uma mesma moeda: quando o discípulo está enamorado de Cristo, não pode deixar de anunciar ao mundo que só Ele salva (cf. At 4,12). Na realidade, o discípulo sabe que sem Cristo não há luz, não há esperança, não há amor, não há futuro”. Esta é a tarefa essencial da evangelização, que inclui a opção preferencial pelos pobres, a promoção humana integral e a autêntica libertação cristã.” (DA, 146).

Nenhum comentário: