domingo, 19 de julho de 2009

Mc 6,30-34 - Jesus sente pena do povo

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Espírito Santo, tu que vieste do Pai,
e que permaneceste conosco, em Jesus,
tu que habitas, pela fé, nos nossos corações,
abre-nos à Palavra!
Seja a nossa inteligência e a nossa vontade,
terreno bom,
onde tu possas trabalhar com liberdade,
de modo que a nossa vida seja
sinal eloquente da tua caridade. Amém.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mc 6, 30-34,
e observo a atenção de Jesus aos que sofrem.

Os apóstolos voltaram e contaram a Jesus tudo o que tinham feito e ensinado. Havia ali tanta gente, chegando e saindo, que Jesus e os apóstolos não tinham tempo nem para comer. Então ele lhes disse:
- Venham! Vamos sozinhos para um lugar deserto a fim de descansarmos um pouco.
Então foram sozinhos de barco para um lugar deserto. Porém muitas pessoas os viram sair e os reconheceram. De todos os povoados, muitos correram pela margem e chegaram lá antes deles. Quando Jesus desceu do barco, viu a multidão e teve pena daquela gente porque pareciam ovelhas sem pastor. E começou a ensinar muitas coisas.
Jesus "teve pena daquela gente".
Nós, Igreja, temos o mesmo sentimento.
Como dizem os bispos em Aparecida: "Desejamos que a alegria que recebemos no encontro com Jesus Cristo, a quem reconhecemos como o Filho de Deus encarnado e redentor, chegue a todos os homens e mulheres feridos pelas adversidades; desejamos que a alegria da boa nova do Reino de Deus, de Jesus Cristo vencedor do pecado e da morte, chegue a todos quantos jazem à beira do caminho, pedindo esmola e compaixão (cf. Lc 10,29-37; 18,25-43)." (DA, 32).


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Tenho os mesmos sentimentos de Jesus Cristo
e da Igreja?
Como olho as pessoas que estão "à beira do caminho"
ou que parecem "ovelhas sem pastor"?


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo com a
Oração a Nossa Senhora dos cuidados humanos
Dom Hélder Câmara
Mãe, me alegra tanto ver o globo em tuas mãos!
Mas é globo muito pequeno
e temo que dentro dele nossas grandes angústias
sofram muita redução.
Olho de novo e descubro:
o globo pequeno tem justamente
a virtude de reduzir ao tamanho exato os dramas
que nos parecem imensos
e, no entanto, cabem e
sobram na concha de duas mãos.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é voltado para
os que mais sofrem.

Nenhum comentário: