sábado, 27 de novembro de 2010

Mc 13,33-37- 1º Domingo do Advento: Vigiar!

"Vigiai!"
Formamos uma rede de comunicação
e comunhão em torno da Palavra com todas as pessoas que circulam por este ambiente
virtual. Rezamos em sintonia com a Santíssima Trindade.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém
Ó vem, Senhor, não tardes mais!
Vem Saciar nossa Sede de Paz!  
  1.   Ó vem, como chega a brisa do vento,
Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!  
1. Leitura (Verdade)
2.   Ó vem, como a chuva no chão  
Trazendo fartura de vida e de pão!  
3.   Ó vem, como chega a luz que faltou  
Só tua palavra nos salva Senhor!  
4.   Ó vem, como chega a carta querida  
Bendito carteiro do Reino da Vida!  
5.   Ó vem, como chega o filho esperado  
Caminha conosco Jesus Bem amado!  
6.   Ó vem, como chega o Libertador  
Das mãos do inimigo nos salva Senhor

O que diz o texto do dia? Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Mc 13,33-37.
E Jesus terminou, dizendo:
Vigiem e fiquem alertas, pois vocês não sabem quando chegará a hora. Será como um homem que sai de casa e viaja para longe; mas, antes de ir, dá ordens, distribui o trabalho entre os empregados e manda o porteiro ficar de vigia. Então vigiem, pois vocês não sabem quando o dono da casa vai voltar; se será à tarde, ou à meia-noite, ou de madrugada, ou de manhã. Se ele chegar de repente, que não encontre vocês dormindo! O que eu lhes digo digo a todos: fiquem vigiando! Jesus recomenda nestes versículos, atenção e vigilância. Que estejam  “de pé”, na presença do Filho de Deus, quando Ele vier. O bem-aventurado Alberione recomendava, e quis que estivesse escrito nas capelas paulinas, “vivam em contínua conversão”. Isto é o mesmo que estar vigilante, atento. Iniciando o Advento, a primeira atitude recomendada é esta: vigilância! Qualquer alienação pode nos distrair e não nos deixar perceber o Senhor que vem nos visitar.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Lembro-me de uma parábola que me ajuda a entender a questão da "vigilância" e estar "atento".
AS SETE MARAVILHAS DO MUNDO
      Um grupo de estudantes estudava as sete maravilhas do mundo. No final da aula, lhes foi pedido que fizessem uma lista do que consideravam as sete maravilhas. Embora houvesse algum desacordo, prevaleceram os votos:                
1) O Taj Mahal   
2) A Muralha da China   
3) O Canal do Panamá       
4) As Pirâmides do Egito
5) O Grand Canyon           
6) O Empire State Building         
7) A Basílica de São Pedro
  
      Ao recolher os votos, o professor notou uma estudante muito quieta. A menina ainda não tinha virado sua folha. O professor, então, perguntou à ela se tinha problemas com sua lista.
      Meio encabulada, a menina respondeu:

— Sim, um pouco. Eu não consigo fazer a lista, porque são muitas as maravilhas.
      O professor disse:

— Bem, diga-nos o que você já tem e talvez nós possamos ajudá-la. A menina hesitou um pouco, então leu:
— Eu penso que as sete maravilhas do mundo sejam:
1 — VER    
2 — OUVIR    
3 — TOCAR      
4 — PROVAR     
5 — SENTIR
6 — PENSAR   
7 — COMPREENDER

Penso que, muitas vezes não estou atenta, porque, distraída, não vejo, não ouço, não toco, não provo, não sinto, não penso, nem compreendo.
Os bispos, na Conferência de Aparecida, lembraram mais: “O encontro com Cristo, graças à ação invisível do Espírito Santo, realiza-se na fé recebida e vivida na Igreja. Faz-se, pois, necessário propor aos fiéis a Palavra de Deus como dom do Pai para o encontro com Jesus Cristo vivo, caminho de “autêntica conversão e de renovada comunhão e solidariedade”. Esta proposta será mediação de encontro com o Senhor se for apresentada a Palavra revelada, contida na Escritura, como fonte de evangelização. Os discípulos de Jesus desejam se alimentar com o Pão da Palavra: querem chegar à interpretação adequada dos textos bíblicos, empregá-los como mediação de diálogo com Jesus Cristo e a que sejam alma da própria evangelização e do anúncio de Jesus a todos. (...) Isto exige por parte dos bispos, presbíteros, diáconos e ministros leigos da Palavra uma aproximação à Sagrada Escritura que não seja só intelectual e instrumental, mas com um coração “faminto de ouvir a Palavra do Senhor” (Am 8,11). (DAp 248).
E eu me interrogo: Como me sinto neste caminho de conversão? Tenho garantida a minha paz pela vigilância e pela oração?
3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos e concluo com a canção, acendendo a 1ª vela do 1º Domingo  do Advento
1° DomingoUma vela, na coroa, acendemos,
Toda sombra se esvai com sua luz;
Vigilantes, o Senhor esperemos:
Chegou o tempo do Advento de Jesus !

Refrão:
Meus irmãos, penitência e oração !
Arrumemos nossa casa co’alegria !
Logo a ela, o Senhor vai chegar,
Pelo ventre imaculado de Maria !

2 o Domingo:Outra vela, na coroa, acendemos,
Penitentes nos caminhos do Senhor.
Consolando os aflitos, busquemos.
Novos céus e nova terra, com ardor!

3 o Domingo:A terceira vela hoje acendemos
E cantamos: “Alegrai-vos no Senhor!”
No deserto, uma voz escutemos:
Praticai a justiça e o amor!

4 o domingo:Acendemos hoje a última vela,
Pois tão logo o Emanuel vai chegar.
Com Maria, todos juntos, na espera,
“Deus-Conosco”, pro seu Reino implantar!

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Sinto-me discípulo/a de Jesus.
Meu olhar deste dia será iluminado pela vigilência e atenção para perceber quando o Senhor vem me visitar

Bênção Bíblica
O Senhor o abençoe e guarde!
O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de você!
O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!’
(Nm 6,24-27).

Obs.: Se você quiser receber o Evangelho do Dia, acesse o seguinte endereço e preencha o formulário de cadastro - http://www.paulinas.org.br/loja/CentralUsuarioLogin.aspx

-  Faça individualmente e partilhe com sua família, com seu grupo ou comunidade, o
Retiro de Advento e Natal. Veja em
http://bit.ly/edmxz1

- Ou a Novena de Natal que pode ser encontrada em
http://bit.ly/pcKxAb
Ir. Patrícia Silva, fsp

Nenhum comentário: