domingo, 8 de março de 2015

Jo 2,13-25 - Jesus é o novo templo

Thomas Merton dizia: 
“Quando rezo, não estou mais falando com Deus nem comigo,amado por Deus. 
Quando rezo, a Igreja reza em mim. 
Minha oração é a oração da Igreja.”
Sinto-me assim neste momento: 
milhares de pessoas, unidas na mesma fé, oram comigo.

Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Trindade Santíssima
 - Pai, Filho, Espírito Santo -
presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser.
Eu vos adoro, amo e agradeço.

1. Leitura (Verdade)
 - O que a Palavra diz?
Leio com atenção, na Bíblia, o texto de hoje: Jo 2,13-25.
Alguns dias antes da Páscoa dos judeus, Jesus foi até a cidade de Jerusalém. No pátio do Templo encontrou pessoas vendendo bois, ovelhas e pombas; e viu também os que, sentados às suas mesas, trocavam dinheiro para o povo. Então ele fez um chicote de cordas e expulsou toda aquela gente dali e também as ovelhas e os bois. Virou as mesas dos que trocavam dinheiro, e as moedas se espalharam pelo chão. E disse aos que vendiam pombas:
Tirem tudo isto daqui! Parem de fazer da casa do meu Pai um mercado! Então os discípulos dele lembraram das palavras das Escrituras Sagradas que dizem: "O meu amor pela tua casa, ó Deus, queima dentro de mim como fogo."
Aí os líderes judeus perguntaram: Que milagre você pode fazer para nos provar que tem autoridade para fazer isso?
Jesus respondeu: Derrubem este Templo, e eu o construirei de novo em três dias! Eles disseram:
A construção deste Templo levou quarenta e seis anos, e você diz que vai construí-lo de novo em três dias?
Porém o templo do qual Jesus estava falando era o seu próprio corpo. Quando Jesus foi ressuscitado, os seus discípulos lembraram que ele tinha dito isso e então creram nas Escrituras Sagradas e nas palavras dele. 

Jesus sabe o que as pessoas pensam. Quando Jesus estava em Jerusalém, durante a Festa da Páscoa, muitos creram nele porque viram os milagres que ele fazia. Mas Jesus não confiava neles, pois os conhecia muito bem. E ninguém precisava falar com ele sobre qualquer pessoa, pois ele sabia o que cada pessoa pensava.
Este Evangelho tem como tema o templo. Jesus purifica o antigo templo, expulsando do mesmo, com o chicote de cordas, vendedores e mercadorias. Assim, apresenta a si mesmo como o novo templo de Deus que os homens destruirão, mas que Deus fará ressurgir em três dias.

2. Meditação(Caminho) 
- O que a Palavra diz para mim?
Neste texto, Jesus ensina que o templo de Deus é, em primeiro lugar, o coração da pessoa que acolheu sua palavra. Falando de si e do Pai, diz: «viremos a ele, e faremos morada nele» (João 14, 23). E Paulo escreve aos cristãos: «Não sabeis que sois templo de Deus?» (1 Cor 3, 16).
O cristão é templo novo de Deus. Mas o lugar da presença de Deus e de Cristo também se encontra «onde estão dois ou três reunidos em meu nome» (Mt 18, 20).
Por que, então, os cristãos dão tanta importância à Igreja, se cada um de nós pode adorar o Pai em espírito e verdade em seu próprio coração ou em sua própria casa? Por que é um mandamento da Igreja ir à Missa  todos os domingos? A questão é que Jesus não nos salva separadamente; veio para formar um povo, uma comunidade de pessoas, em comunhão com Ele e entre si.
Grandes religiosos como Agostinho, Pascal, Kierkegaard, Manzoni, eram homens de  interioridade profunda e sumamente pessoal e, ao mesmo tempo, estavam integrados em uma comunidade, iam à sua igreja. Os bispos em Aparecida, disseram:
"Jesus está presente em meio a uma comunidade viva na fé e no amor fraterno. Ali Ele cumpre sua promessa: “Onde estão dois ou três reunidos em meu nome, ali estou eu no meio deles” (Mt 18,20). Ele está em todos os discípulos que procuram fazer sua a existência de Jesus, e viver sua própria vida escondida na vida de Cristo (cf. Cl 3,3). Eles experimentam a força de sua ressurreição até se identificar profundamente com Ele: “Já não vivo eu, mas é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20). Jesus está nos Pastores, que representam o próprio Cristo (cf. Mt 10,40; Lc 10,16)." (DAp 256).
Pergunto-me: tenho consciência de que sou templo vivo de Deus? Participo da minha comunidade paroquial?

3. Oração (Vida)
- O que a Palavra me leva a dizer a Deus?      
Rezo com o Salmista:
Até o pássaro encontra um abrigo e
a andorinha um ninho para pôr os seus filhotes:
 nos vossos altares, Senhor do universo, meu rei e meu Deus!
Felizes os que habitam em vossa casa:
sem cessar podem louvar-vos (Sl 83,4s).

e com toda a Igreja rezo:
Oração da CF 2015
Ó Pai, Alegria e esperança de vosso povo,
vós conduzis a Igreja, servidora da vida,
nos caminhos da história.
A exemplo de Jesus Cristo
e ouvindo sua palavra
que chama à conversão,
seja vossa Igreja testemunha viva de
fraternidade
e de liberdade, de justiça e de paz.
Enviai o vosso Espírito da verdade
para que a sociedade se abra
à aurora de um mundo justo e solidário,
sinal do Reino que há de vir.
Por Cristo Senhor nosso.
Amém!

4. Contemplação(Vida/ Missão)
 - Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Segundo a proposta do Mestre, vou cultivar minha espritualidade pessoal, mas vou participar mais concretamente da vida da Igreja.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

Nenhum comentário: