domingo, 7 de junho de 2015

Mc 3,20-35 - Onde encontrar Jesus e sua família?


Era tanta gente: discípulos, multidão, mestres, parentes
Preparo-me para a Leitura rezando, com todas as pessoas que navegam na  grande "casa" da internet:

Jesus Mestre, 
vós dissestes que a vida eterna consiste em conhecer a vós e ao Pai.
Derramai sobre nós os dons do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no vosso seguimento,
porque sois o único caminho para o Pai.
Fazei-nos crescer no vosso amor, para que sejamos, como São Paulo,
testemunhas vivas do vosso Evangelho.
Com Maria, Mãe, Mestra e Rainha dos apóstolos,
guardaremos a vossa Palavra, 
meditado-a em nosso coração.
Amém.

1. Leitura (Verdade)O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto do dia: Mc 3,20-35, e observo pessoas, palavras, atitudes.
Quando Jesus foi para casa, uma grande multidão se ajuntou de novo, e era tanta gente, que ele e os discípulos não tinham tempo nem para comer. Os parentes de Jesus souberam disso e foram buscá-lo porque algumas pessoas estavam dizendo que ele estava louco. Alguns mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam:
- Ele está dominado por Belzebu, o chefe dos demônios. É Belzebu que dá poder a este homem para expulsar demônios.
Então Jesus chamou todos e começou a ensiná-los por meio de parábolas. Ele dizia:
- Como é que Satanás pode expulsar a si mesmo? O país que se divide em grupos que lutam entre si certamente será destruído. Se uma família se divide, e as pessoas que fazem parte dela começam a lutar entre si, ela será destruída. Se o reino de Satanás se dividir em grupos, e esses grupos lutarem entre si, o reino não continuará a existir, mas será destruído.
- Ninguém pode entrar na casa de um homem forte e roubar os seus bens, sem primeiro amarrá-lo. Somente assim essa pessoa poderá levar o que ele tem em casa.
- Eu afirmo a vocês que isto é verdade: os pecados que as pessoas cometem ou as blasfêmias contra Deus poderão ser perdoados. Mas as blasfêmias contra o Espírito Santo nunca serão perdoadas porque a culpa desse pecado dura para sempre.
Jesus falou assim porque diziam que ele estava dominado por um espírito mau.
Em seguida a mãe e os irmãos de Jesus chegaram; eles ficaram do lado de fora e mandaram chamá-lo. Muita gente estava sentada em volta dele, e algumas pessoas lhe disseram:
- Escute! A sua mãe e os seus irmãos estão lá fora, procurando o senhor.
Jesus perguntou: - Quem é a minha mãe? E quem são os meus irmãos?
Aí olhou para as pessoas que estavam sentadas em volta dele e disse:
- Vejam! Aqui estão a minha mãe e os meus irmãos. Pois quem faz a vontade de Deus é meu irmão, minha irmã e minha mãe.
A narrativa deste texto ocorre em torno da casa, onde Jesus, seus discípulos e a multidão se colocam expressando uma certa tensão pelo fato de alguns estarem dentro e outros, fora da mesma. Nesta tensão a casa ocupa um lugar central, tornando-se a chave de leitura para todo o capítulo terceiro de Marcos.
Vários grupos se colocam dentro e fora da casa: discípulos, multidão, mestres, parentes. Os estão dentro da casa estão ouvindo a Palavra de Jesus, isto é, seguindo os seus ensinamentos. Os que se encontram fora da casa, inclusive sua família,  procuram Jesus. Assim, estar dentro e fora da casa reflete uma unidade cuja síntese está em fazer a vontade de Deus (Mc 3,35).

2. Meditação (Caminho)
Em que lugar me situo na casa? Dentro? Fora?
Os bispos, em Aparecida afirmaram:
"A vida em comunidade é essencial à vocação cristã. O discipulado e a missão sempre supõem a pertença a uma comunidade. Deus não quis salvar-nos isoladamente, mas formando um Povo. Este é um aspecto que distingue a experiência da vocação cristã de um simples sentimento religioso individual. Por isso, a experiência de fé é sempre vivida em uma Igreja Particular".(DAp 164).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, e concluo com a oração da unidade:
Pai Nosso.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Como vou vivê-lo na missão?
Meu novo olhar me leva a encontrar Jesus Cristo na  "casa", ou, na comunidade, na celebração e na missão de cristão.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

Nenhum comentário: