quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Sugestão para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação


No dia 1º de setembro, reúna amigos, colegas de trabalho, sua comunidade, 
sua família e faça este


MOMENTO ORANTE PELO CUIDADO DA CRIAÇÃO

DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELO CUIDADO DA

 CRIAÇÃO 

1º de Setembro de 2015

I – REZEMOS COM O CORAÇÃO AGRADECIDO

ANIMADOR/A 1- Irmãs e Irmãos! Iniciemos este momento orante com o coração agradecido a DEUS, PAI e MÃE, criador da vida, da natureza e FONTE de vida. Ele nos chama, nos convida à vida em plenitude e nos dá condições para conquistá-la, conservá-la, aprimorando-a sempre mais. Invoquemos a Deus Trindade, cantando:

T.: Canto: Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito Santo! Amém (2x).

A2-  Senhor, Deus da Vida e do Amor, nos Te louvamos e Te agradecemos pelas dádivas da criação:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

Leitor/a 1-  Senhor, Deus da Comunhão! Contemplamos Tua face na beleza, na harmonia e na sintonia dos seres criados. Numa só voz, Te louvamos, rezando:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

L2-  Senhor, Deus Uno e Trino, que inspiras o cuidado e a manutenção dos seres criados, elevamos a Ti nosso hino de louvor pela instituição do “Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação”. Agradecidos, rezamos:

T.:  “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

L1- Senhor, Deus da Sabedoria e do Entendimento, em comunhão com todas as pessoas, comunidades e instituições que se comprometem com o cuidado da criação, fortalecidos e confiantes, rezamos:

T.: “Tudo o que existe e respira Te louva, Senhor!”

A1-  Felizes e agradecidos, cantemos (Salmo 135 – “ Em coro a Deus louvemos” – (Frei Luiz Carlos Susin).

T.: Canto: Em coro a Deus louvemos:- eterno é seu amor! Pois Deus é admirável: - eterno é seu amor!
Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!
- Criou o céu e a terra:- eterno é seu amor! Criou o sol e a lua: eterno é seu amor!
- Distribui a vida: - eterno é seu amor! - na planta, peixe e ave: eterno é seu amor!
- Na história que fazemos - eterno é seu amor! – Deus vai à nossa frente: eterno é seu amor!
A2-  Oremos:
T.: Ó Pai e Mãe de bondade e ternura, suplicamos que a Tua Palavra ilumine nossas mentes e corações para que vigilantes cuidemos dos tesouros recebidos na criação. E fortalecidos pela tua graça, denunciemos todo mal contra a vida e o meio ambiente. Nós te pedimos na unidade do Filho e do Espírito Santo. Amém!


II – REZEMOS COM O CORAÇÃO PENITENTE

Canto: Pela Palavra de Deus - Frei Luiz Turra- (acolhida da Palavra e símbolos – terra, água, sementes, frutas e Flores).

T.: Pela Palavra de Deus, saberemos por onde andar. Ela é Luz e verdade, precisamos acreditar!

L3-  Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses (1Ts 5,1-6.9-11-  (momentos de silêncio).

A1-  Irmãs e Irmãos, deixemo-nos tocar e transformar pela Palavra de Deus: Expressemos nossos pedidos de perdão por tantas situações pecaminosas (nível pessoal, comunitário, eclesial, social e planetário) que ferem Teu plano de Vida em abundância para todos.

L1-  Senhor, perdão e misericórdia, porque nem sempre temos uma postura profética diante do sistema que visa o lucro exacerbado e, com isto, destrói a natureza. Pedimos...
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

L2- Senhor, perdão e misericórdia, pelo comodismo, passividade e pouco compromisso que, por vezes, traduzem a nossa vivência cristã. Pedimos...
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

L3-  A Encíclica Laudato Si’, nos mostra que há uma relação entre a  miséria presente no mundo com a destruição do meio ambiente, a Casa comum. Senhor, tem piedade de nós, pelas vezes que não soubemos cuidar de toda a nossa Casa Comum e não denunciamos as agressões e destruição praticadas contra a vida e o meio ambiente.
T.: Perdão e Misericórdia, Senhor!

(Preces espontâneas).

A2-  Lembremos as pessoas mártires, defensoras da vida, da ecologia: Dom Oscar Romero, Ir. Doroty, (outros nomes).  Confiantes em Tua bondade, ternura e misericórdia, Senhor, ousamos elevar a Ti a oração ensinada por Teu Filho Jesus. E o fazemos envolvendo os braços em nossos irmãos e irmãs que rezam conosco (rezada ou cantada).

T.: Pai Nosso...


III – REZEMOS COM O CORAÇÃO COMPROMETIDO
A1-  A Encíclica Laudato Si’ do Papa Francisco convida-nos a exaltar a generosidade e gratuidade do Deus Criador! 

L2- “Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã, a mãe Terra, que nos sustenta, governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras!” (silêncio).

L1-  “O nosso corpo é constituído pelos elementos do Planeta; o seu ar permite-nos respirar, e a água vivifica-nos e restaura-nos” (silêncio).
T.: “... entre os pobres mais abandonados e maltratados, conta-se a nossa Terra oprimida e devastada, que está ‘gemendo como que em dores de parto’ “(Rm 8, 22) – (silêncio). 

A2- Imploremos as luzes do alto, para iluminar nossas mentes, encorajar-nos e fortalecer-nos na vivência de atitudes proféticas, na defesa e cuidado da criação (cada pessoa acende uma vela, enquanto se canta):
Canto: Ó luz do Senhor (comunidade G. Champus).

T.: Ó Luz do Senhor, que vens sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós!

A1-  Podemos, de forma livre e espontânea, verbalizar o compromisso que o Espírito Santo, a divina Ruah, soprar em seu interior. Enquanto isso plantamos uma semente na terra boa, na certeza que vai ser germinada, brotará e dará frutos abundantes (música suave).

 Canto: Põe a semente na terra não será em vão, não te preocupes a colheita, plantas para o irmão (bis).

A2- Rezemos em dois coros alternados a oração instituída pelo Papa Francisco.

Oração Cristã com a Criação

L1-  Nós Te louvamos, Pai,/ com todas as tuas criaturas,/ que saíram da tua mão poderosa./ São tuas e estão repletas da tua presença e da tua ternura.

L2-  Louvado sejas Filho de Deus, Jesus,/ por Vós foram criadas todas as coisas.
Foste formado no seio materno de Maria,/ fizeste parte desta terra,/ e contemplaste este mundo com olhos humanos.

L1-  Hoje estas vivo em cada criatura/ com a glória de ressuscitado.
Louvado sejas!

L2-  Espírito Santo, que, com a Tua  luz,/ guias este mundo para o amor do Pai
e acompanhas o gemido da criação, /  Vives também nos nossos corações
a fim de nos impelir para o bem. Louvado sejas!

L1-  Senhor Deus, Uno e Trino,/ comunidade estupenda de amor infinito,/ ensina-nos a contemplar-Te na beleza do universo,/ onde tudo nos fala de Ti. Louvado sejas!

L2-  Desperta o nosso louvor e a nossa gratidão / por cada ser que criaste.
Dai-nos a graça de nos sentirmos / intimamente unidos a tudo o que existe. Louvado sejas!

L1- Deus de amor,/ mostra-nos o nosso lugar neste mundo/ como instrumentos do Teu carinho por todos os seres desta terra, / porque nem um deles sequer é esquecido por Ti. Louvado sejas!

L2.: Ilumina os donos do poder e do dinheiro / para que não caiam no pecado da indiferença,/ amem o bem comum, promovam os fracos,/ e cuidem deste mundo que habitamos. Louvado sejas!

L1-  Os pobres e a Terra estão bradando:
T.: Senhor toma-nos sob o Teu poder e a Tua luz,/ para proteger cada vida,/ para preparar um futuro melhor,/ para que venha o Teu Reino de justiça, paz, amor e beleza. Louvado sejas! Amém.


A1-  Bênção: (por duplas – frente a frente – estender  os braços e colocar as mãos nos ombros um/a do outro/a, enquanto a pessoa que anima reza ou canta): 

- “O Senhor te abençoe e te guarde!
-  O Senhor faça resplandecer sobre ti seu olhar e te conceda sua graça!
-  O Senhor volte para ti o seu olhar e te dê a Paz!” ( Nm 6, 24).
-  E permaneçamos com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. T.: Amém!

- Canto Final (ou outro): Em meu caminho percebo as belezas que vêm da terra, do céu e do mar, tudo me fala do Amor do Criador, ó meu irmão; para ver, basta querer.  
R.: Que lindo é sentir a Deus em cada rosto do universo, a criação sempre dirá obras de amor, tu verás em mim (2x)

(Se houver possibilidade, no final da oração convidar os participantes a um gesto concreto: recolher os materiais que estão ao redor e que prejudicam a mãe Terra, ex.: latas, papéis, plásticos, cacos de tijolos - vidros, telhas, reboco etc. Se não for possível fazer esta ação ao final desta celebração, combinar outro horário para fazê-lo).

FONTE: CRB Nacional

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Mt 20,1-16a - Os trabalhadores da vinha

A justiça de Deus é oportunidade para todos
Preparo-me para a Leitura Orante, rezando com todos os internautas:
Espírito Santo que procede do Pai e do Filho,
tu estás em mim, falas em mim,
rezas em mim, ages em mim.
Ensina-me a fazer espaço à tua palavra,
à tua oração,
à tua ação em mim para que eu possa
conhecer o mistério da vontade do Pai. Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 20,1-16a e observo o ensinamento de Jesus na parábola.
Os trabalhadores da plantação de uvas Jesus disse:
- O Reino do Céu é como o dono de uma plantação de uvas que saiu de manhã bem cedo para contratar trabalhadores para a sua plantação. Ele combinou com eles o salário de costume, isto é, uma moeda de prata por dia, e mandou que fossem trabalhar na sua plantação. Às nove horas, saiu outra vez, foi até a praça do mercado e viu ali alguns homens que não estavam fazendo nada. Então disse: "Vão vocês também trabalhar na minha plantação de uvas, e eu pagarei o que for justo."
- E eles foram. Ao meio-dia e às três horas da tarde o dono da plantação fez a mesma coisa com outros trabalhadores. Eram quase cinco horas da tarde quando ele voltou à praça. Viu outros homens que ainda estavam ali e perguntou: "Por que vocês estão o dia todo aqui sem fazer nada?" - "É porque ninguém nos contratou!" - responderam eles.
- Então ele disse: "Vão vocês também trabalhar na minha plantação."
- No fim do dia, ele disse ao administrador:
"Chame os trabalhadores e faça o pagamento, começando com os que foram contratados por último e terminando pelos primeiros."
- Os homens que começaram a trabalhar às cinco horas da tarde receberam uma moeda de prata cada um. Então os primeiros que tinham sido contratados pensaram que iam receber mais; porém eles também receberam uma moeda de prata cada um. Pegaram o dinheiro e começaram a resmungar contra o patrão, dizendo:
"Estes homens que foram contratados por último trabalharam somente uma hora, mas nós aguentamos o dia todo debaixo deste sol quente. No entanto, o pagamento deles foi igual ao nosso!"
- Aí o dono disse a um deles:
"Escute, amigo! Eu não fui injusto com você. Você não concordou em trabalhar o dia todo por uma moeda de prata? Pegue o seu pagamento e vá embora. Pois eu quero dar a este homem, que foi contratado por último, o mesmo que dei a você. Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com o meu próprio dinheiro? Ou você está com inveja somente porque fui bom para ele?" E Jesus terminou, dizendo:
- Assim, aqueles que são os primeiros serão os últimos(...).
Refletindo
O Senhor convida os trabalhadores, em horas diferentes: "Vão vocês também trabalhar na minha plantação de uvas". E a cada um paga o mesmo valor. Ninguém recebeu mais ou menos. Deus valoriza a todos e distribui seus dons a quem quer e como quer. A recompensa é igual não porque Deus é injusto, mas porque ele é bom. A recompensa não é quantitativa. Equivale à dedicação e interesse pelo trabalho. O Reino é sempre um dom gratuito de Deus.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Não devo "cobrar" de Deus pelo que fiz em favor dos irmãos. Também não devo me contentar com o que já fiz. Devo desejar sempre que Deus realize em mim o seu Projeto.
Meditando
Na Conferência de Aparecida, os bispos disseram: "Quando cresce no cristão a consciência de pertencer a Cristo, em razão da gratuidade e alegria que produz, cresce também o ímpeto de comunicar a todos o dom desse encontro. A missão não se limita a um programa ou projeto, mas é compartilhar a experiência do acontecimento do encontro com Cristo, testemunhá-lo e anunciá-lo de pessoa a pessoa, de comunidade a comunidade e da Igreja a todos os confins do mundo (cf. At 1,8)".(DAp 145).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo com o canto Venham trabalhar na minha vinha, de Dom Pedro Brito Guimarães.
1.Venham trabalhar na minha vinha
Dilatar meu Reino entre as nações
Convidar meu povo ao banquete
Quero habitar nos corações.
Unidos pela força da oração
Ungidos pelo Espírito da missão
Vamos juntos construir
Uma Igreja em ação.
2.Venham trabalhar na minha vinha
Espalhar na terra o meu amor
Muitos não conhecem a Boa Nova
Vivem como ovelhas sem pastor.
3. Venham trabalhar na minha vinha
Com fervor meu nome proclamar
Que ninguém se queixe ao fim do dia
Ninguém me chamou a trabalhar.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de gratidão a Deus que me ama de forma gratuita e confia em mim para que eu realize com alegria a missão que me cabe.
Palavra que vou repetir muitas vezes: "obrigada, Senhor!"

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Mt 18,15-20 - Juntos, em nome de Jesus

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Espírito Santo
que procede do Pai e do Filho,
tu estás em mim, falas em mim,
rezas em mim,
ages em mim.
Ensina-me a fazer espaço à tua palavra,
à tua oração,
à tua ação em mim
para que eu possa
mistério da vontade do Pai.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mt 18,15-20.
Se o seu irmão pecar contra você, vá e mostre-lhe o seu erro. Mas faça isso em particular, só entre vocês dois. Se essa pessoa ouvir o seu conselho, então você ganhou de volta o seu irmão. Mas, se não ouvir, leve com você uma ou duas pessoas, para fazer o que mandam as Escrituras Sagradas. Elas dizem: "Qualquer acusação precisa ser confirmada pela palavra de pelo menos duas testemunhas." Mas, se a pessoa que pecou não ouvir essas pessoas, então conte tudo à Igreja. E, se ela não ouvir a igreja, trate-a como um pagão ou como um cobrador de impostos. - Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o que vocês proibirem na terra será proibido no céu, e o que permitirem na terra será permitido no céu. - E afirmo a vocês que isto também é verdade: todas as vezes que dois de vocês que estão na terra pedirem a mesma coisa em oração, isso será feito pelo meu Pai, que está no céu. Porque, onde dois ou três estão juntos em meu nome, eu estou ali com eles.
Às vezes, erramos. Os outros também erram. Ninguém está isento de errar, pecar. Jesus ensina como tratar a pessoa que errou na comunidade. O primeiro passo é falar com a própria pessoa, dialogando, ouvindo suas explicações e clareando as causas do erro. Se a pessoa não admite seu erro, o segundo passo: dialogar sobre o fato tendo como testemunhas uma ou duas pessoas. E se a pessoa, ainda assim, recusar a se converter, Jesus sugere o terceiro passo: contar tudo à comunidade. Mas, se ela não ouvir também à Igreja, que seja tratada como um pagão, ou seja, esta pessoa não é cristã, não vive como cristã, não tem porque estar no meio da comunidade.E Jesus fala, por outro lado, da maravilha que é estar juntos, em comunidade, e juntos orar. Ele garante que está no meio deles: "onde dois ou três estão juntos em meu nome, eu estou ali com eles”

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Em Aparecida, os bispos afirmaram:
Faz-se, pois, necessário propor aos fiéis a Palavra de Deus como dom do Pai para o encontro com Jesus Cristo vivo, caminho de “autêntica conversão e de renovada comunhão e solidariedade” (DAp 248).
É assim que assumo a Palavra de Deus? É minha referência que me motiva à conversão, me impulsiona à comunhão e solidariedade?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, com um grande sacerdote, o bem-aventurado Tiago Alberione:
Jesus, Mestre,
que eu pense com a tua inteligência,
com a tua sabedoria.
Que eu ame com o teu coração.
Que eu veja com os teus olhos.
Que eu fale com a tua língua.
Que eu ouça com os teus ouvidos.
Que as minhas mãos sejam as tuas.
Que os meus pés estejam sobre as tuas pegadas.
Que eu reze com as tuas orações.
Que eu celebre como tu te imolaste.
Que eu esteja em ti e tu em mim. Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é para reconhecer meus erros, admiti-los e mudar de atitude, inserindo-me na comunidade.

Bênção Bíblica
O Senhor o abençoe e guarde!
O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante
e tenha piedade de você!
O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!’
(Nm 6,24-27).


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br