segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Lc 1,39-45 – Encontro de duas mães: Maria e a prima Isabel

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Agradeço-te, meu Deus,
porque me chamaste,
tirando-me das minhas ocupações do dia-a-dia,
muitas vezes difíceis e pesadas,
para aqui me encontrar contigo.
Dispõe o meu coração na paz e na humildade
para poder ser por ti encontrado/a e ouvir a tua Palavra.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 21,20-28, e observo as palavras de Jesus.
Alguns dias depois, Maria se aprontou e foi depressa para uma cidade que ficava na região montanhosa da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança se mexeu na barriga dela. Então, cheia do poder do Espírito Santo, Isabel disse bem alto:
- Você é a mais abençoada de todas as mulheres, e a criança que você vai ter é abençoada também! Quem sou eu para que a mãe do meu Senhor venha me visitar?! Quando ouvi você me cumprimentar, a criança ficou alegre e se mexeu dentro da minha barriga. Você é abençoada, pois acredita que vai acontecer o que o Senhor lhe disse.
Refletindo
Lucas narra o encontro destas duas mães. Maria, mãe do Filho de Deus e Isabel, mãe do precursor, João Batista. Uma jovenzinha, Maria. E outra, de idade avançada, Isabel. Maria era virgem. Isabel, de idade avançada. Feita a saudação de Maria, Isabel responde profetizando: “Você é a mais abençoada de todas as mulheres. A criança que você vai ter é abençoada também. Quem sou eu para que a mãe do meu Senhor venha me visitar?” Nestas palavras, Isabel manifesta fé, reconhece a maternidade e o Messias, quando diz “meu Senhor”. Ao dizer “você é a mais abençoada”, esta bênção traz alegria para Isabel e a seu filho: “a criança ficou alegre e se mexeu dentro da minha barriga”. Esta bênção, fruto da fé, gera uma série imensa de louvores a Deus que Maria expressa no seu cântico. A visita de Maria a Isabel tornou-se a “visita de Deus ao seu povo”, diz o Catecismo da Igreja Católica (717)

2. Meditação (Caminho) O que o texto diz para mim, hoje?
Meditando
Recordamos as palavras dos bispos na Conferência de Aparecida: “Nossos povos encontram a ternura e o amor de Deus no rosto de Maria. Nela vem refletida a mensagem essencial do Evangelho. (...)Ela, reunindo os filhos, integra nossos povos ao redor de Jesus Cristo.” (DAp 265).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo a Maria, que tão bem soube ouvir e compreender a Palavra de Deus
A Nossa Senhora da Anunciação
Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada,
ó Maria!
Crestes na mensagem celeste,
e em vós se cumpriram grandes coisas,
como vos fora anunciado.
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação do Filho de Deus
no vosso seio virginal 
e vos tornastes Mãe de Deus.
Raiou então o dia mais feliz da história da humanidade!
Os homens tiveram o Mestre divino,
o Sacerdote único e eterno,
a Hóstia de reparação,
o Rei universal!
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem.
Maria, alcançai-me a graça de uma fé viva,
forte, atuante; uma fé que salva e santifica!
Fé no Evangelho, na Igreja, na vida eterna


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de reconhecimento das maravilhas que Deus faz em cada pessoa que encontrar hoje.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Mt 21,23-27 - A maior pobreza: não reconhecer a presença do mistério de Deus

Preparo-me para a Leitura Orante, fazendo uma rede de comunicação
e comunhão em torno da Palavra com todas as pessoas que circulam neste ambiente
virtual. Rezamos:Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? Leio atentamente o texto: Mt 21,23-27.
Jesus chegou ao Templo, e, quando já estava ensinando, alguns chefes dos sacerdotes e alguns líderes judeus chegaram perto dele e perguntaram:
- Com que autoridade você faz essas coisas? Quem lhe deu essa autoridade?
Jesus respondeu:
- Eu também vou fazer uma pergunta a vocês. Se me derem a resposta certa, eu direi com que autoridade faço essas coisas. Respondam: quem deu autoridade a João para batizar? Foi Deus ou foram pessoas?
Aí eles começaram a dizer uns aos outros:
- Se dissermos que foi Deus, ele vai perguntar: "Então por que vocês não creram em João?" Mas, se dissermos que foram pessoas, temos medo do que o povo pode fazer, pois todos acham que João era profeta.
Por isso responderam:
- Não sabemos.
- Então eu também não digo com que autoridade faço essas coisas! - disse Jesus.
Refletindo
A presença de Jesus e seu ensinamento no Templo, provocaram uma espécie de inquérito oficial por parte das lideranças e autoridades. Na sua missão de Mestre que ensina e faz milagre estão comprometidas a identidade e a missão de Jesus. Às perguntas que lhe são feitas, o Mestre responde perguntando. Jesus evita dar uma resposta porque sabe, eles não estão dispostos a escutar e aceitar. E a controvérsia vai continuar.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Há também hoje pessoas que perguntam para contradizer. Perguntam, mas não aceitam as respostas. Querem colocar-se em confronto. Qual é a melhor atitude para com elas?
Meditando
 No Documento de Aparecida, os bispos disseram:
“Não podemos nos esquecer que a maior pobreza é a de não reconhecer a presença do mistério de Deus e de seu amor na vida do homem e seu amor, que é o único que verdadeiramente salva e liberta. Na verdade, “quem exclui a Deus de seu horizonte falsifica o conceito de realidade e, consequentemente, só pode terminar em caminhos equivocados e com receitas destrutivas. A verdade desta afirmação parece evidente diante do fracasso de todos os sistemas que colocam Deus entre parêntesis. ” (DAp 405).
E eu me interrogo: Por acaso, por timidez, vergonha, desconhecimento, não coloco Deus “entre parêntesis na minha vida?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Oração à Nossa Senhora da Anunciação
Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada, ó Maria!
Crestes na mensagem divina
e em vós se cumpriram grandes coisas,
como vos fora anunciado.
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação o Filho de Deus no vosso seio virginal
e vos tornastes Mãe de Deus.
Raiou, então, o dia mais feliz da história da humanidade
e Jesus veio habitar entre nós.
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem,
por isso, ó mãe,
alcançai-nos a graça de uma fé viva,
forte e atuante.
Que possamos comunicar com a nossa vida a mensagem de Jesus
que é o Caminho, a Verdade e a Vida da humanidade. Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Vou olhar o mundo com o olhar de Jesus.

Bênção
Senhor, volta para mim, na maneira simples de chegar.
E que te possa descobrir
em todos os presépios e casas,
em todas as manjedouras e berços,
em todas as Marias e Josés.
Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Lc 1,26-38 - Imaculada Conceição

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando, 
com todos os internautas, ao Espírito Santo:
Espírito Santo,
Amor do Pai e do Filho,
inspirai-me sempre
o que devo pensar,
o que devo dizer,
o que hei de calar,
o que hei de escrever
o que hei de fazer,
como o hei de fazer,
para a vossa glória,
para o bem das pessoas
e a minha própria santificação. Amém

1. Leitura (Verdade)
- O que a Palavra diz?
Leio com toda atenção o texto do Evangelho na minha Bíblia: Lc 1,26-38.
Quando Isabel estava no sexto mês de gravidez, Deus enviou o anjo Gabriel a uma cidade da Galileia chamada Nazaré. O anjo levava uma mensagem para uma virgem que tinha casamento contratado com um homem chamado José, descendente do rei Davi. Ela se chamava Maria. O anjo veio e disse:
- Que a paz esteja com você, Maria! Você é muito abençoada. O Senhor está com você.
Porém Maria, quando ouviu o que o anjo disse, ficou sem saber o que pensar. E, admirada, ficou pensando no que ele queria dizer. Então o anjo continuou:
- Não tenha medo, Maria! Deus está contente com você. Você ficará grávida, dará à luz um filho e porá nele o nome de Jesus. Ele será um grande homem e será chamado de Filho do Deus Altíssimo. Deus, o Senhor, vai fazê-lo rei, como foi o antepassado dele, o rei Davi. Ele será para sempre rei dos descendentes de Jacó, e o Reino dele nunca se acabará.
Então Maria disse para o anjo:
- Isso não é possível, pois eu sou virgem!
O anjo respondeu:
- O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Deus Altíssimo a envolverá com a sua sombra. Por isso o menino será chamado de santo e Filho de Deus. Fique sabendo que a sua parenta Isabel está grávida, mesmo sendo tão idosa. Diziam que ela não podia ter filhos, no entanto agora ela já está no sexto mês de gravidez. Porque para Deus nada é impossível.
Maria respondeu:
- Eu sou uma serva de Deus; que aconteça comigo o que o senhor acabou de me dizer!
E o anjo foi embora.
Refletindo
O lugar onde acontece este fato é uma pequena aldeia da Galileia: Nazaré. A pessoa a quem Deus envia seu mensageiro é uma jovem como as outras de seu tempo: Maria. Fica preocupada e pede explicações. Por isso, fica sabendo que o que lhe acontecerá é obra do Espírito Santo e que o Menino do qual será Mãe é o próprio Filho de Deus. Sabendo que a Deus nada é impossível, com fé, faz seu ato de disponibilidade ao Projeto de Deus: “Eu sou uma serva de Deus; que aconteça comigo o que o senhor acabou de me dizer!” Aprendo com Maria a buscar perceber os sinais de Deus, a dialogar com Deus, a ouvi-lo, a discernir a vontade de Deus e a dizer “sim”.

2. Meditação(Caminho)
- O que a Palavra diz para mim?
Como acolho os “anúncios” de Deus na minha vida? Muitas vezes o anúncio é para uma mudança de vida, outras é o imprevisto que me faz trocar meus projetos, outras vezes um problema de saúde, no trabalho, em família. Respondo com fé e disponibilidade?
O anúncio de Nazaré continua hoje, de muitas formas e através de muitas pessoas.
Meditando
Os bispos nos ajudam nesta reflexão: A Virgem de Nazaré teve uma missão única na história da salvação, concebendo, educando e acompanhando seu filho até seu sacrifício definitivo. Desde a cruz Jesus Cristo confiou a seus discípulos, representados por João, o dom da maternidade de Maria, que nasce diretamente da hora pascal de Cristo: “E desse momento em diante, o discípulo a recebeu em sua casa” (Jo 19,27). Perseverando junto aos apóstolos à espera do Espírito (cf. At 1,13-14), ela cooperou com o nascimento da Igreja missionária, imprimindo-lhe um selo mariano que a identifica profundamente. Como mãe de tantos, fortalece os vínculos fraternos entre todos, estimula a reconciliação e o perdão e ajuda os discípulos de Jesus Cristo a experimentarem como uma família, a família de Deus. Em Maria, encontramo-nos com Cristo, com o Pai e com o Espírito Santo, assim como com os irmãos.”( DAp 267).

3. Oração (Vida)
- O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Agora, canto a Maria Imaculada
Imaculada
Tomaz Filho / F. Fabreti

Refrão:
Imaculada Maria de Deus
coração pobre, acolhendo Jesus!
Imaculada Maria do povo,
Mãe dos aflitos que estão junto à cruz!

Um coração que era sim para a vida

Um coração que era sim para o irmão.
Um coração que era sim para Deus
Reino de Deus renovando este chão!
Refrão

Olhos abertos pra sede do povo

Passo bem firme que o medo desterra.
Mãos estendidas que os tronos renegam.
Reino de Deus que renova esta terra.
Refrão

Faça-se, ó Pai, vossa plena vontade:

Que os nossos passos se tornem memória
Do amor fiel que Maria gerou:
Reino de Deus atuando na História!

4. Contemplação(Vida/ Missão)
- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Quero hoje perceber melhor os anúncios de Deus e com fé e disponibilidade, e com alegria como fez Maria,  vou dar minha resposta.


Bênção 
O Senhor te abençoe e te guarde!
O Senhor te mostre a sua face e compadeça de ti.
O Senhor volva seu rosto para ti e te dê a paz!
O Senhor te abençoe!
Amém!
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br