sábado, 14 de maio de 2016

Jo 15,9-17 - Eu amo vocês!

Ëscolhi vocês!
Preparando-me para a Leitura Orante,
com todos os que fazem este caminho, pela web,
“damos graças a Deus que nos deu o dom da palavra,
com a qual podemos nos comunicar entre nós "

e com Ele por meio de seu Filho,
que é sua Palavra (cf. Jo 1,1).
Damos graças a Ele que,
por seu grande amor fala a nós como a amigos
(cf. Jo 15,14-15).(DAp 26).

Rezo:
Para pedir o Espírito Santo
C : Espírito Santo, Dom do Pai no seu Filho Jesus Cristo, permanece em nós, abre nossos
corações e torna-nos atentos a tua voz.
A : Espírito Santo, vem sobre nós.
C : Espírito Santo, Divino Amor, fonte de unidade e de santidade, mostra-nos o amor do Pai.
A : Espírito Santo, vem sobre nós.
C : Espírito Santo, Fogo de Amor, purifica-nos fazendo desaparecer toda divisão dos nossos corações, de nossas comunidades e do mundo, para que sejamos um em nome de Jesus.
A : Espírito Santo, vem sobre nós.
C : Espírito Santo, fortalece nossa fé em Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, Ele que carregou nossos pecados de divisões até a cruz e nos conduziu à comunhão por sua Ressurreição.
A : Espírito Santo, vem sobre nós.
C : Pai, Filho e Espírito Santo, permanecei em nós para nos transformar em comunhão de amor e de santidade. Que sejamos um em Vós, que viveis e reinais nos séculos dos séculos.
A : Amém.

1. Leitura (Verdade) O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Jo 15,9-17.
Assim como o meu Pai me ama, eu amo vocês; portanto, continuem unidos comigo por meio do meu amor por vocês. Se obedecerem aos meus mandamentos, eu continuarei amando vocês, assim como eu obedeço aos mandamentos do meu Pai e ele continua a me amar.
- Eu estou dizendo isso para que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa. O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês. Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles. Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando. Eu não chamo mais vocês de empregados, pois o empregado não sabe o que o seu patrão faz; mas chamo vocês de amigos, pois tenho dito a vocês tudo o que ouvi do meu Pai. Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e dêem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome. O que eu mando a vocês é isto: amem uns aos outros
.

Refletindo
Neste  texto Jesus diz quatro coisas importantíssimas:
1. Faz uma declaração de amor.
2. Faz um convite.
3. Coloca uma condição.
4. Garante algo que o coração de todos nós deseja.
Que belíssima declaração de amor faz Jesus a cada um de nós! E nos convida: fiquem unidos a mim pelo amor. Oferece uma condição: obedecer aos seus mandamentos. Garante-nos a sua alegria. E mais: uma alegria completa.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Como discípulo/a devo levar à frente a missão que me dá Jesus Cristo: o amor. Em que consiste este amor? Como vivê-lo num mundo em que é muito forte o egoísmo, o individualismo, e que a outra pessoa, muitas vezes é uma ameaça? Devo orientar minha energias para ir contra a corrente. 
Meditando
Os bispos, na Conferência de Aparecida, lembraram quais são os mandamentos de Jesus: “Para ficar parecido verdadeiramente com o Mestre é necessário assumir a centralidade do Mandamento do amor, que Ele quis chamar seu e novo: “Amem-se uns aos outros, como eu os amei” (Jo 15,12). Este amor, com a medida de Jesus, com total dom de si, além de ser o diferencial de cada cristão, não pode deixar de ser a característica de sua Igreja, comunidade discípula de Cristo, cujo testemunho de caridade fraterna será o primeiro e principal anúncio, “todos reconhecerão que sois meus discípulos” (Jo 13,35).” (DAp 138).

3.Oração (Vida)O que o texto me leva a dizer a Deus?
Em comunhão com toda a Igreja do Brasil, rezo,
Oração de esperança
C : Como filhos de Deus, conscientes da nossa dignidade e da nossa missão, façamos subir nossas orações, confirmando nosso desejo de ser para Deus um povo santo.

C : Pai amadíssimo, transforma nossos corações, nossas famílias, nossas comunidades e
nossa sociedade.
A : Tornai-nos todos santos e um em Cristo.
C : Fonte de vida, sacia a sede da qual sofre nossa sociedade : sede de dignidade, de amor, de comunhão e de santidade.
A : Torna-nos todos santos e um em Cristo.
C : Espírito Santo, Espírito de alegria e de paz, cura as divisões que um mal uso do poder e do dinheiro gera em nós, e reconcilia-nos nas nossas diversidades de culturas e de línguas. Como filhos de Deus, realiza a nossa unidade.
A : Torna-nos todos santos e um em Cristo.
C : Trindade de amor, ajuda-nos a passar das trevas à tua maravilhosa luz.
A : Torna-nos todos santos e um em Cristo.
C : Senhor Jesus Cristo, pelo batismo, nos tornamos um contigo. Por isso, unimos a nossa oração a tua, retomando as palavras que tu mesmo nos ensinaste:
A : Pai Nosso ...

4.Contemplação (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar, minha vida,
“para ficar parecido verdadeiramente com o Mestre
é necessário assumir a centralidade do Mandamento do amor”.

Bênção 
Partilha da Paz
C : Jesus disse :
Vós sois o sal da terra.
Vós sois a luz do mundo.
Que a vossa luz brilhe diante dos outros,
a fim de que vendo vossas boas obras, eles glorifiquem o vosso Pai
que está no céu.
Sejam o sal da terra.
Sejam a luz do mundo.
Que a paz do Senhor esteja sempre convosco.
A : E com teu espírito.
C : Demo-nos um sinal de paz..

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

Nenhum comentário: