sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Lc 10,13-16 - "Ai de nós!"



Preparo-me para a Leitura Orante, rezando, com todos os usuários da web,

invocando a rede de comunicação mais perfeita:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Creio, meu Deus, que estou diante de Ti.

Que me vês e escutas as minhas orações.

Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.

Tu me deste tudo: eu te agradeço.

Foste tão ofendido por mim:

eu te peço perdão de todo o coração.

Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças

que sabes serem necessárias para mim.

1. Leitura (Verdade)

O que diz o texto do dia?
Na minha Bíblia, leio atentamente o texto: Lc 10,13-16.
Jesus continuou:
- Ai de você, cidade de Corazim! Ai de você, cidade de Betsaida! Porque, se os milagres que foram feitos em vocês tivessem sido feitos nas cidades de Tiro e de Sidom, os seus moradores já teriam abandonado os seus pecados há muito tempo. E, para mostrarem que estavam arrependidos, teriam se assentado no chão, vestidos com roupa feita de pano grosseiro, e teriam jogado cinzas na cabeça. No Dia do Juízo, Deus terá mais pena de Tiro e de Sidom do que de vocês, Corazim e Betsaida! E você, cidade de Cafarnaum, acha que vai subir até o céu? Pois será jogada no mundo dos mortos!

Então disse aos discípulos:
- Quem ouve vocês está me ouvindo; quem rejeita vocês está me rejeitando; e quem me rejeita está rejeitando aquele que me enviou.
Refletindo
Jesus fala, neste texto, a três cidades da Galileia onde havia feito muitos milagres: Corazim, Betsaida e Cafarnaum. E fala no tom de recriminação: "Ai de você!" Isto porque são cidades que se fecharam à mensagem. Estas três cidades haviam recebido atenções especiais de Jesus. Ele chegou a morar em Cafarnaum (Mt 4,13). Lá ele curou o criado do centurião (Mt 8,5-13), libertou o endemoninhado (Mc 1,21-28). Em Betsaida curou um cego (Mc 8,22-26), e, ali, alimentou cinco mil homens com cinco pães e dois peixes (Lc 9,10-17). Com estes e outros tantos sinais, sobretudo com sua presença de amor, a resistência à graça de Deus é gravíssima.

2. Meditação (Caminho)

O que a Palavra diz para mim?

Atualizo a Palavra, ligando-a à minha vida. Também sou uma pessoa ingrata? Depois de receber a vida e com ela tantos bens de Deus, ainda resisto? 
Meditando
Como disseram os bispos, em Aparecida, às vezes recusamos a vida nova: "No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação."(DAp 351).
Na carta Laudato sì, o papa Francisco, fala deste pecado:
O ser humano não reconhece mais sua correta posição em relação ao mundo e assume uma posição autorreferencial, centrada exclusivamente em si mesmo e no próprio poder. Deriva então uma lógica do «descartável» que justifica todo tipo de descarte, ambiental ou humano que seja, que trata o outro e a natureza como um simples objeto e conduz a uma miríade de formas de dominação. É a lógica que leva a explorar as crianças, a abandonar os idosos, a reduzir os outros à escravidão, a superestimar a capacidade do mercado de se autorregular, a praticar o tráfico de seres humanos, o comércio de peles de animais em risco de extinção e de “diamantes ensanguentados”. É a mesma lógica de muitas máfias, dos traficantes de órgãos, do tráfico de drogas e do descarte de crianças porque não correspondem ao desejo de seus pais. (123)

3. Oração (Vida)

O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Em silêncio, dou minha resposta de adesão ao Senhor que me oferece uma vida nova. E rezo:

Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Mestre Caminho, Verdade e Vida, tende piedade de nós.


4. Contemplação(Vida/Missão)

Qual o novo olhar que a Palavra despertou em mim?
Com os olhos iluminados pela luz de Jesus Cristo ressuscitado, assumo uma vida nova, acolhendo os anúncios de Verdade, Caminho e Vida que o Senhor me faz a cada dia.

Bênção

O Senhor o abençoe e guarde!

O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de você!

O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!' (Nm 6,24-27).

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br







quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Jo 1,47-51 - Um verdadeiro israelita!

Saudação
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
- A nós todos, na rede da web, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Oração ao Espírito Santo

Espírito Santo, que procede do Pai e do Filho,
tu estás em mim,
falas em mim,
rezas em mim,
ages em mim.
Ensina-me a fazer espaço à tua Palavra,
à tua oração,
à tua ação em mim
para que eu possa conhecer
o mistério da vontade do Pai.  Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio, na  Bíblia, atentamente o texto: Jo 1,47-51, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Quando Jesus viu Natanael chegando, disse a respeito dele:
- Aí está um verdadeiro israelita, um homem realmente sincero.
Então Natanael perguntou a Jesus:
- De onde o senhor me conhece?
Jesus respondeu:
- Antes que Filipe chamasse você, eu já tinha visto você sentado debaixo daquela figueira.
Então Natanael exclamou:
- Mestre, o senhor é o Filho de Deus! O senhor é o Rei de Israel!
Jesus respondeu:
- Você crê em mim só porque eu disse que tinha visto você debaixo da figueira? Pois você verá coisas maiores do que esta. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem.

Refletindo
Jesus vê Natanael chegar e diz que ele é um “homem realmente sincero, um verdadeiro israelita”. Jesus responde-lhe, e também para todo o grupo, com uma revelação. É ele, o Cristo, um verdadeiro caminho que une a terra ao céu, o mediador, o Caminho para a Verdade e a Vida. Natanael o chamou de Mestre, Filho de Deus. Jesus se confessa “filho do homem” (= homem verdadeiro). Esta última afirmação é dirigida ao grupo inteiro: “Eu afirmo a vocês”. A referência à figueira é clara para Natanael. Para nós é ainda enigmática. Uns a interpretam como imagem de Israel. Outros a entendem como vida tranquila e quotidiana. A tradição identificou Natanael com Bartolomeu.
 
2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? O que o texto me diz no momento?
Minha vida reflete o que o texto diz ou há contradições? Em que me pareço com Natanael?
Meditando
 Os bispos, em Aparecida, disseram:
“A vocação ao discipulado missionário é con-vocação à comunhão em sua Igreja. Não há discipulado sem comunhão. Diante da tentação, muito presente na cultura atual de ser cristãos sem Igreja e das novas buscas espirituais individualistas, afirmamos que a fé em Jesus Cristo nos chegou através da comunidade eclesial e ela “nos dá uma família, a família universal de Deus na Igreja Católica. A fé nos liberta do isolamento do eu, porque nos conduz à comunhão” Isto significa que uma dimensão constitutiva do acontecimento cristão é o fato de pertencer a uma comunidade concreta na qual podemos viver uma experiência permanente de discipulado e de comunhão com os sucessores dos Apóstolos e com o Papa.” (DAp 156).
A referência à figueira pode nos lembrar o que disse o papa Francisco na Laudato sÌ: « não pode ser autêntico um sentimento de união íntima com os outros seres da natureza, se ao mesmo tempo não houver no coração ternura, compaixão e preocupação pelos seres humanos »  (91)
 
3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo:
Jesus Mestre, disseste que a vida eterna consiste
em conhecer a ti e ao Pai.
Derrama sobre nós, a abundância
do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no teu seguimento,

porque és o único caminho para o Pai.

Faze-nos crescer no teu amor,
para que sejamos, como o apóstolo Paulo
testemunhas vivas do teu Evangelho.
Com Maria,
Mãe Mestra e Rainha dos Apóstolos,
guardaremos tua Palavra,
meditando-a no coração.
Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tem piedade de nós.
(bem-aventurado Alberione)

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Meu Caminho é Jesus. Vou tornar minha vida conforme o seu Projeto. Escolho uma frase ou palavra para memorizar. Vou repeti-la durante o dia.
 
Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
 
Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Lc 9,57-62 - Diferentes formas de seguir Jesus

Saudamos a todas as pessoas próximas a nós, com um aperto de mão - gesto de paz e acolhimento -, e aos que circulam pela web dizemos:

- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,

a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Preparamo-nos para a Leitura, rezando:

Jesus Mestre, que dissestes:

"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles",
ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.(Bv. Alberione)


1. Leitura (Verdade)

O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Lc 9,57-62, e observo as pessoas que queriam seguir Jesus:
Quando Jesus e os discípulos iam pelo caminho, um homem disse a Jesus:
- Eu estou pronto a seguir o senhor para qualquer lugar onde o senhor for.
Então Jesus disse:
- As raposas têm as suas covas, e os pássaros, os seus ninhos. Mas o Filho do Homem não tem onde descansar.
Aí ele disse para outro homem:

- Venha comigo.
Mas ele respondeu:
- Senhor, primeiro deixe que eu volte e sepulte o meu pai. Jesus disse:
- Deixe que os mortos sepultem os seus mortos. Mas você vá e anuncie o Reino de Deus.
Outro homem disse:
- Eu seguirei o senhor, mas primeiro deixe que eu vá me despedir da minha família.
Jesus respondeu:
- Quem começa a arar a terra e olha para trás não serve para o Reino de Deus.

Refletindo
Neste texto, três tipos de pessoas ilustram o começo do seguimento de Jesus. São personagens anônimos. O primeiro e o terceiro tomam a iniciativa, sem serem chamados. O segundo é Jesus quem o chama. Nos três casos, a exigência é o desprendimento de outros vínculos, a disposição a enfrentar o desconforto. Tudo relacionado ao desejo de seguir o Senhor. Na última fala neste trecho, Jesus afirma que quem começa a arar a terra e olha para trás não serve para o Reino. Ele quis dizer que não se pode seguir Jesus e olhar noutra direção.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra mais me toca o coração?
Meditando
No Documento de Aparecida, os bispos disseram: “O amadurecimento no seguimento de Cristo e a paixão por anunciá-lo requerem que a Igreja local se renove constantemente em sua vida e ardor missionário. Só assim pode ser, para todos os batizados, casa e escola de comunhão, de participação e solidariedade. Em sua realidade social concreta, o discípulo tem a experiência do encontro com Jesus Cristo vivo, amadurece sua vocação cristã, descobre a riqueza e a graça de ser missionário e anuncia a palavra com alegria. (DAp 167).
E o papa Francisco na carta encíclica Laudato sì diz que temos uma vocação comum: « A humanidade possui ainda a capacidade de colaborar na construção da nossa casa comum. » (13); «o ser humano ainda é capaz de intervir de forma positiva » (58); «nem tudo está perdido, porque os seres humanos, capazes de tocar o fundo da degradação, podem também superar-se, voltar a escolher o bem e regenerar-se » (205).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com a canção do Padre Zezinho, scj:
EU TE SEGUIREI
Eu te seguirei,
Onde quer que vás.
Onde está teu povo,
Lá também estás
As aves do céu tem seu ninho,
Os peixes tem onde morar
Leões e raposas também
Mas o Filho do Homem não tem
Onde morar.
Mas lá onde está o teu povo,
É lá onde queres ficar.
E eu quero estar com meu povo,
Lá também há de ser meu lugar

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tem piedade de nós


4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus.
Vou seguir Jesus Mestre e seu Projeto na realidade em que estou.
Escolho uma frase ou palavra para memorizar.


Bênção

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Lc 9,51-56 - Cultura do descarte: não quiseram receber Jesus


"Não quiseram receber Jesus"
Preparo-me para a Leitura Orante, rezando com todos os que circulam pela web:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Espírito Santo
que procede do Pai e do Filho,
tu estás em mim, falas em mim,
rezas em mim, ages em mim.
Ensina-me a fazer espaço à tua Palavra,
à tua oração,
à tua ação em mim
para que eu possa conhecer
o mistério da vontade do Pai.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que a Palavra diz?
Volto o meu olhar para Deus, através da Palavra.Olho para Jesus, se possível, num crucifixo. Escuto o que Ele me diz: "Aprendei de mim"(Mt 11,29). Com a disposição de aprender do Mestre, faço na minha Bíblia, a leitura lenta e atenta do texto da Palavra do dia: Lc 9,51-56.
Como estava chegando o tempo de Jesus ir para o céu, ele resolveu ir para Jerusalém. Então mandou que alguns mensageiros fossem na frente. No caminho eles entraram em um povoado da região de Samaria a fim de prepararem um lugar para ele. Mas os moradores dali não quiseram receber Jesus porque viram que ele estava indo para Jerusalém. Quando os seus discípulos Tiago e João viram isso, disseram:
- O senhor quer que a gente mande descer fogo do céu para acabar com estas pessoas?
Porém Jesus, virando-se para eles, os repreendeu. Então ele e os seus discípulos foram para outro povoado.
Refletindo
Em um momento de silêncio interior, recordo o que li.
O texto diz que "estava chegando o tempo de Jesus ir para o céu". Seguia para Jerusalém. Esta viagem começa com certa solenidade, mandando alguém à frente para preparar, com certeza, alojamento, espaço para encontro com as pessoas. No entanto, ao passar por um povoado da Samaria, Jesus não foi acolhido, não quiseram recebê-lo. Esta rejeição estava fundamentada em antigas mágoas dos samaritanos contra os judeus. Isto despertou revolta em Tiago e João que queriam logo acabar com aquela gente. Jesus os repreendeu e seguiu para outro povoado. O Mestre ensina que é preciso dar tempo para a conversão. Saber eseprar o momento da abertura, do perdão, da reconciliação, do encontro.

2. Meditação(Caminho)
O que a Palavra diz para mim?
Sob a luz da verdade que acolhi, respondo aos apelos e convites de Jesus Mestre. Atualizo e medito a Palavra, ligando-a à minha vida. E posso me perguntar: a impaciência dos apóstolos não é minha também, muitas vezes? 
Meditando
Os bispos, em Aparecida, falaram também de de propostas para conduzir as pessoas ao encontro de Jesus: "A iniciação cristã, que inclui o querigma, é a maneira prática de colocar alguém em contato com Jesus Cristo e iniciá-lo no discipulado.(...)Sentimos a urgência de desenvolver em nossas comunidades um processo de iniciação na vida cristã que comece pelo querigma que guiado pela Palavra de Deus, que conduza a um encontro pessoal, cada vez maior, com Jesus Cristo, perfeito Deus e perfeito homem, experimentado como plenitude da humanidade e que leve à conversão, ao seguimento em uma comunidade eclesial e a um amadurecimento de fé na prática dos sacramentos, do serviço e da missão." (DAp 288 e 289).
Na carta Laudato sì, falando do cultura do descarte, o papa Francisco o Papa Francisco reconhece que se nota «a relação íntima entre os pobres e a fragilidade do planeta, a convicção de que tudo está estreitamente interligado no mundo, a crítica do novo paradigma e das formas de poder que derivam da tecnologia, o convite a procurar outras maneiras de entender a economia e o progresso, o valor próprio de cada criatura, o sentido humano da ecologia, a necessidade de debates sinceros e honestos, a grave responsabilidade da política internacional e local, a cultura do descarte e a proposta dum novo estilo de vida » (16).

3. Oração(Vida)
O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Meu coração já está em sintonia com o coração de Jesus. Vivo este momento em silêncio. E oro:
Senhor Jesus, eu creio que estou na tua presença
e te adoro profundamente.
Ilumina a minha inteligência e fortifica a minha vontade,
de modo que a minha vida seja, aos poucos,
transformada pelo encontro contigo.
Liberta-me de tantas coisas que me oprimem,
ensina-me a evitar a dispersão
em muitos interesses superficiais;
ajuda-me na busca contínua da tua vontade.
Espírito Santo, cria em mim um coração novo,
capaz de amar todas as pessoas.
Que a minha oração seja sustentada
pela intercessão de Maria, Mãe da Igreja
e modelo de disponibilidade à voz de Deus.
Amém.

4. Contemplação(Vida)
Qual o novo olhar que a Palavra despertou em mim?
São Paulo diz: "É Cristo que vive em mim" (Gl 2,20). E Cristo diz: "Eu sou a luz do mundo"( Jo 8,12) e "Vocês são a luz do mundo" (Mt 5,14).
Passarei o dia a olhar todas as pessoas, rezando com o apóstolo Paulo:
"Ao visitá-las, levo para vocês muitas bênçãos de Cristo". (Rm 15,29).

Bênção Bíblica
O Senhor o abençoe e guarde!
O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de você!
O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!’ (Nm 6,24-27).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


Lc 9,46-50 - Receber uma criança é receber Jesus


Preparo-me para a oração, rezando com todos os internautas:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Trindade Santíssima
- Pai, Filho, Espírito Santo,
presente e agindo na Igreja
e na profundidade do meu ser,
eu vos adoro, amo e agradeço.
E invoco o Espírito Santo para que me ilumine na Leitura Orante:
- Vinde Espírito Santo,
enchei os corações dos vossos fiéis.
E acendei neles o fogo do vosso amor.
- Enviai, Senhor, o vosso Espírito e tudo será criado.
- E renovareis a face da terra.
Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

1. Leitura (Verdade)
- O que a Palavra diz?
Começo lendo atentamente o texto do dia, possivelmente, na minha Bíblia: Lc 9,46-50, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Os discípulos começaram a conversar sobre qual deles era o mais importante. Mas Jesus sabia o que eles estavam pensando. Então pegou uma criança e a pôs ao seu lado. Aí disse:
- Aquele que, por ser meu seguidor, receber esta criança estará recebendo a mim; e quem me receber estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que é o mais humilde entre vocês, esse é que é o mais importante.
João disse:
- Mestre, vimos um homem que expulsa demônios pelo poder do nome do senhor, mas nós o proibimos de fazer isso porque ele não é do nosso grupo.
Então Jesus disse a João e aos outros discípulos:
- Não o proíbam, pois quem não é contra vocês é a favor de vocês.
Refletindo
Os que decidem seguir Jesus Cristo, às vezes, se confundem e podem desejar coisas e posturas que deixaram, como “ser o mais importante”. É a tentação da competição, da vaidade, do poder. Jesus sabia disto e fez uma explicação: pegou uma criança e a pôs a seu lado. Disse que receber uma criança - o que não acrescenta prestígio nenhum a ninguém -  é receber o Pai. Para Ele, o mais humilde, a pessoa sem pretensões, desarmada,  é a mais importante. E volta a falar da unidade no nome do Senhor.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim?
Ao seguir Jesus Cristo, jamais vou me deixar dominar pelo espírito de competição e pela tentação de julgar, pela tentação do poder.
Meditando
Na Conferência de Aparecida, os bispos lembraram que devemos entrar nesta dinâmica de Jesus que acolhe os mais fracos e pequenos: "A resposta a seu chamado exige entrar na dinâmica do Bom samaritano (cf. Lc 10,29-37), que nos dá o imperativo de nos fazer próximos, especialmente com o que sofre, e gerar uma sociedade sem excluídos, seguindo a prática de Jesus que come com publicanos e pecadores (cf. Lc 5,29-32), que acolhe os pequenos e as crianças (cf. Mc 10,13-16), que cura os leprosos (cf. Mc 1,40-45), que perdoa e liberta a mulher pecadora (cf. Lc 7,36-49; Jo 8,1-11), que fala com a Samaritana (cf. Jo 4,1-26). (DAp 135).
O Papa Francisco, na carta encíclica Laudato sì, pergunta:
«Que tipo de mundo queremos deixar a quem vai suceder-nos, às crianças ?»  (Laudato sì,160).  Esta interrogação é o âmago da Laudato  si’,  a esperada  Encíclica do Papa  Francisco sobre o cuidado da casa comum.  Que prossegue: «Esta pergunta não toca apenas o meio ambiente de maneira isolada, porque não se pode pôr a questão de forma fragmentária», e isso conduz a interrogar-se sobre o sentido da existência e sobre os valores que estão na base da vida social: « Para que viemos a esta vida? Para que trabalhamos e lutamos? Que necessidade tem de nós esta terra?»: « Se não pulsa nelas esta pergunta de fundo,–  diz o Papa  –  não creio que as nossas   preocupações ecológicas possam surtir efeitos importantes».


3. Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo:
Jesus Mestre, disseste que a vida eterna consiste
em conhecer a ti e ao Pai.
Derrama sobre nós, a abundância
do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no teu seguimento,
porque és o único caminho para o Pai.
Faze-nos crescer no teu amor,
para que sejamos, como o apóstolo Paulo
testemunhas vivas do teu Evangelho.
Com Maria,
Mãe Mestra e Rainha dos Apóstolos,
guardaremos tua Palavra,
meditando-a no coração.
Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tem piedade de nós.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus.  Vou  entrar na dinâmica de Jesus que acolhe os mais fracos e pequenos. Escolho uma frase ou palavra para memorizar. Vou repeti-la durante o dia.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp

 patricia.silva@paulinas.com.br


domingo, 25 de setembro de 2016

Lc 16,19-31 - Quando é tempo de conversão


Preparo-me para a oração, rezando com todos os internautas:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Trindade Santíssima
- Pai, Filho, Espírito Santo,
presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser,
eu vos adoro, amo e agradeço.
E invoco o Espírito Santo para que me ilumine na Leitura Orante:
Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis.
E acendei neles o fogo do vosso amor.
- Enviai, Senhor, o vosso Espírito e tudo será criado.
- E renovareis a face da terra.
Oremos:
Ó Deus, que instruistes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e  gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

1. Leitura (Verdade)
- O que a Palavra diz?
Começo lendo atentamente o texto do dia, possivelmente, na minha Bíblia : Lc 16,19-31.
Jesus continuou:
- Havia um homem rico que vestia roupas muito caras e todos os dias dava uma grande festa. Havia também um homem pobre, chamado Lázaro, que tinha o corpo coberto de feridas, e que costumavam largar perto da casa do rico. Lázaro ficava ali, procurando matar a fome com as migalhas que caíam da mesa do homem rico. E até os cachorros vinham lamber as suas feridas. O pobre morreu e foi levado pelos anjos para junto de Abraão, na festa do céu. O rico também morreu e foi sepultado. Ele sofria muito no mundo dos mortos. Quando olhou, viu lá longe Abraão e Lázaro ao lado dele. Então gritou: "Pai Abraão, tenha pena de mim! Mande que Lázaro molhe o dedo na água e venha refrescar a minha língua porque estou sofrendo muito neste fogo!"
- Mas Abraão respondeu: "Meu filho, lembre que você recebeu na sua vida todas as coisas boas, porém Lázaro só recebeu o que era mau. E agora ele está feliz aqui, enquanto você está sofrendo. Além disso, há um grande abismo entre nós, de modo que os que querem atravessar daqui até vocês não podem, como também os daí não podem passar para cá."
- O rico disse: "Nesse caso, Pai Abraão, peço que mande Lázaro até a casa do meu pai porque eu tenho cinco irmãos. Deixe que ele vá e os avise para que assim não venham para este lugar de sofrimento."
- Mas Abraão respondeu: "Os seus irmãos têm a Lei de Moisés e os livros dos Profetas para os avisar. Que eles os escutem!"
- "Só isso não basta, Pai Abraão!", respondeu o rico. "Porém, se alguém ressuscitar e for falar com eles, aí eles se arrependerão dos seus pecados."
- Mas Abraão respondeu: "Se eles não escutarem Moisés nem os profetas, não crerão, mesmo que alguém ressuscite."
Refletindo
Nesta parábola, que Jesus contou, está um forte apelo à conversão. Enquanto vivemos é tempo de conversão, mudança de vida, solidariedade, tempo de viver as propostas do Reino que é amor, perdão, justiça, fraternidade. Amanhã talvez, eu e você não tenhamos mais tempo. Depois da morte este tempo não existirá mais. E viveremos eternamente como fomos encontrados neste momento.

2. Meditação (Caminho)
- O que a Palavra diz para mim?
Pergunto-me se não estou deixando o tempo passar, deixando a conversão para depois.
O bem-aventurado Alberione recebeu de Deus e comunicou à Família Paulina, o apelo de viver em "contínua conversão".
Meditando
 Os bispos, na Conferência de Aparecida, disseram: “No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação. (DAp 351).

3. Oração (Vida)
- O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Jesus me recomenda a dar aos outros o melhor, a partilhar, a viver a fraternidade.
Oração da CFE 2016

Deus da vida, da justiça e do amor,
Tu fizeste com ternura o nosso planeta,
morada de todas as espécies e povos.

Dá-nos assumir, na força da fé
e em irmandade ecumênica,
a co-responsabilidade na construção
de um mundo sustentável
e justo, para todos.

No seguimento de Jesus,
Com a Alegria do Evangelho
e com a opção pelos pobres.

Amém!.

4. Contemplação(Vida/ Missão)
- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu olhar de contemplação é um olhar de conversão que cancela tudo aquilo que em minha vida é acomodação, indiferença, omissão, como evitar as pessoas que precisam de mim. Que Deus abençoe este meu propósito.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém
.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

sábado, 24 de setembro de 2016

Lc 9,43-45 – Jesus fala de sua paixão


Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles",
ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
 para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.
(Bv. Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 9, 43-45, e procuro compreender as palavras de Jesus.
Todos estavam admirados com o que Jesus fazia, e ele disse aos discípulos:
- Não esqueçam o que vou dizer a vocês: o Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens.
Mas eles não entenderam isso, pois o que essas palavras queriam dizer tinha sido escondido deles para que não as entendessem. E eles estavam com medo de fazer perguntas a Jesus sobre o assunto.
Refletindo
Mais uma vez Jesus fala de sua paixão. O povo se maravilhava com os feitos de Jesus e alimentava esperança de um Messias triunfalista, poderoso. Inclusive, queriam proclamá-lo rei. Este não era o projeto de Jesus. Para evitar que se confundam, mais uma vez Jesus fala de sua condenação. A sua declaração deixa os discípulos “com medo”. Mas, deveriam compreender que a dor fazia parte da opção do Mestre na fidelidade ao Reino de Deus.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra mais me toca o coração?
Meditando
O que o texto me diz no momento?
"Na história do amor trinitário, Jesus de Nazaré, homem como nós e Deus conosco, morto e ressuscitado, nos é dado como Caminho, Verdade e Vida. No encontro de fé com o inaudito realismo de sua Encarnação, podemos ouvir, ver com nossos olhos, contemplar e tocar com nossas mãos a Palavra de vida (cf. 1 Jo 1,1), experimentamos que “o próprio Deus vai atrás da ovelha perdida, a humanidade doente e extraviada. Quando em suas parábolas Jesus fala do pastor que vai atrás da ovelha desgarrada, da mulher que procura a dracma, do pai que sai ao encontro de seu filho pródigo e o abraça, não se trata só de meras palavras, mas da explicação de seu próprio ser e agir”. Esta prova definitiva de amor tem o caráter de um esvaziamento radical (kenosis), porque Cristo “se humilhou a si mesmo  fazendo-se obediente até a morte e morte de cruz” (Fl 2,8)." (DAp 242)
O meu Projeto de vida coincide com o do Mestre Jesus Cristo?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com o bem-aventurado Alberione:
Jesus Mestre, disseste que a vida eterna consiste
em conhecer a ti e ao Pai.
Derrama sobre nós, a abundância
do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no teu seguimento,
porque és o único caminho para o Pai.
Faze-nos crescer no teu amor,
para que sejamos, como o apóstolo Paulo
testemunhas vivas do teu Evangelho.
Com Maria,
Mãe Mestra e Rainha dos Apóstolos,
guardaremos tua Palavra,
meditando-a  no coração.
Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tem piedade de nós.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus, que não é conforme o Projeto de Jesus Mestre.  Renovo a minha fé em Jesus Cristo que é um Rei, mas não triunfalista. Durante o dia vou deixar que, através de minhas palavras e atitudes, Ele se revele manso e humilde de coração. Aos poucos, vou vivendo também a minha "kenosis" (esvaziamento de meu egoismo e amor próprio).

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br