quinta-feira, 14 de julho de 2016

Mt 11,28-30 - Venham a mim todos!

Em união com todos que se encontram neste ambiente virtual,
iniciamos nossa Leitura Orante com a
Oração ao Espírito Santo

Ó Espírito Santo, 
dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa 
e forte palavra inspiradora, 
fechado a todas as ambições mesquinhas, 
alheio a qualquer desprezível competição humana, 
compenetrado do sentido da santa Igreja! 
Um coração grande, desejoso de tornar-se 
semelhante ao Coração do Senhor Jesus! 
Um coração grande e forte para amar todos,
para servir a todos, para sofrer por todos! 
Um coração grande e forte para superar todas as provações, 
todo tédio, todo cansaço, toda desilusão, toda ofensa! 
Um coração grande e forte, constante até o sacrifício, se for necessário! 
Um coração cuja felicidade é palpitar com o Coração de Cristo 
e  cumprir, humildemente a vontade do pai. Amém.

Papa Paulo VI

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Mt 11,28-30
- Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. Sejam meus seguidores e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso. Os deveres que eu exijo de vocês são fáceis, e a carga que eu ponho sobre vocês é leve.
Refletindo
Jesus fala de "cargas pesadas", traduzidas também como “jugo”. Não só os animais, mas também os homens carregavam o jugo, símbolo de escravidão, dependência. Originalmente, o jugo é uma peça de madeira, pesada, que se encaixa por cima do pescoço de dois animais (em geral dois bois) e ligada a um arado ou a um carro. É figura da escravidão e da opressão (1Rs 12,4). Estar sob o jugo de alguém é estar sob seu domínio. Ao contrário do “jugo” pesado da lei (Gl 5,1), o jugo de Jesus é fácil de suportar.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Onde busco descanso? Aceito o jugo de Jesus?
Meditando
Em Aparecida, disseram os bispos: “A história da humanidade, história que Deus nunca abandona, transcorre sob seu olhar compassivo. Deus amou tanto nosso mundo que nos deu seu Filho. Ele anuncia a boa nova do Reino aos pobres e aos pecadores. Por isso, nós, como discípulos e missionários de Jesus, queremos e devemos proclamar o Evangelho, que é o próprio Cristo. Anunciamos a nossos povos que Deus nos ama, que sua existência não é uma ameaça para o homem, que Ele está perto com o poder salvador e libertador de seu Reino, que Ele nos acompanha na tribulação, que alenta incessantemente nossa esperança em meio a todas as provas. Os cristãos são portadores de boas novas para a humanidade, não profetas de desventuras” (DAp 30).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? Faço minha oração pessoal e depois, a
Oração a Nossa Senhora da Anunciação
Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada,
ó Maria!
Crestes na mensagem celeste,
e em vós se cumpriram grandes coisas,
como vos fora anunciado.
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação do Filho de Deus
no vosso seio virginal 
e vos tornastes Mãe de Deus.
Raiou então o dia mais feliz da história da humanidade!
Os homens tiveram o Mestre divino,
o Sacerdote único e eterno,
a Hóstia de reparação,
o Rei universal!
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem.
Maria, alcançai-me a graça de uma fé viva,
forte, atuante; uma fé que salva e santifica!
Fé no Evangelho, na Igreja, na vida eterna
.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Aceito o jugo de Jesus.

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br