sábado, 30 de julho de 2016

Mt 14,1-12 – O testemunho dos mártires

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando com todos que circulam pela web:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Oração ao Divino Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo! Enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Mt 14,1-12.
Naquele tempo Herodes, o governador da Galileia, ouviu falar a respeito de Jesus. Então ele disse aos seus funcionários:
- Esse homem é João Batista, que foi ressuscitado. Por isso esse homem tem poder para fazer milagres. Pois Herodes tinha mandado prender João, amarrar as suas mãos e jogá-lo na cadeia. Ele havia feito isso por causa de Herodias, esposa do seu irmão Filipe. Pois João Batista tinha dito muitas vezes a Herodes: "Pela nossa Lei você é proibido de casar com Herodias!" Herodes queria matá-lo, mas tinha medo do povo, pois eles achavam que João era profeta. No dia do aniversário de Herodes, a filha de Herodias dançou diante de todos, e ele gostou tanto, que prometeu à moça:
- Juro que darei tudo o que você me pedir! Seguindo o conselho da sua mãe, ela pediu:
Quero a cabeça de João Batista num prato, agora mesmo! O rei Herodes ficou triste, mas, por causa do juramento que havia feito na frente dos convidados, ordenou que o pedido da moça fosse atendido. E mandou que cortassem a cabeça de João Batista, na cadeia. Aí trouxeram a cabeça num prato, entregaram para a moça, e ela a levou para a sua mãe. Então os discípulos de João vieram, levaram o corpo dele e o sepultaram. Depois foram contar isso a Jesus.
Refletindo
Como aconteceu com Jesus, aconteceu com João Batista. Teve que se defrontar com os poderosos e testemunhar a verdade até com a própria vida. Que cena cruel, horrível, trazer a cabeça de João numa bandeja! Como se fosse um troféu de vitória. Vitória da paixão, do poder, da mentira, do egoísmo, do incesto, da vingança, dos baixos instintos! Repugnante! A vida humana servida durante um banquete, numa bandeja! É a ostentação do mal! No entanto, como Jesus, João Batista não se afastou do projeto de Deus. Só se submeteu a Deus e a ninguém mais. Foi verdadeiramente livre!
Outros textos repetem a crueldade. Recordamos apenas alguns mártires:
Quarenta Mártires do Brasil compõem um grupo de 40 jovens da Companhia de Jesus (entre 20 e 30 anos), 32 portugueses e 8 espanhóis, destinados às missões no Brasil em 1570. Eram no total 2 sacerdotes, 1 diácono, 14 irmãos e 23 estudantes, liderados por Inácio de Azevedo. Durante a viagem, sua nau foi interceptada nas Ilhas Canárias por navios de huguenotes, calvinistas franceses. Ao saberem que os tripulantes eram missionários católicos, atiraram-nos ao mar a 15 de Julho de 1570.
Os vinte e seis mártires do Japão foram um dos vários grupos de Mártires do Japão. Trata-se de um grupo de cristãos que foram crucificados na cidade japonesa de Nagasaki em 5 de Fevereiro de 1597, por ordem de Toyotomi Hideyoshi1, durante a perseguição ao cristianismo.
Perseguições aos cristãos vêm ocorrendo hoje em dezenas de países, como Irã, Uzbequistão, Maldivas, Sudão  e Eritreia, principalmente por parte de fundamentalistas islâmicos,  e também Coreia do Norte, e Cuba.

No dia 14 de agosto de 2014 o papa Francisco O Papa beatificou  em Seul, Coreia do Sul, os mártires Paulo Yun Ji-chung e 123 companheiros, mortos durante a perseguição contra os cristãos entre 1791 e 1888, perante centenas de milhares de pessoas.

Há dez anos, Irmã Dorothy Stang foi assassinada, com seis tiros, um na cabeça e cinco ao redor do corpo, aos 73 anos de idade, no dia 12 de fevereiro de 2005, em uma estrada de terra de difícil acesso, a 53 quilômetros da sede do município de Anapu, no Estado do Pará, Brasil.

Segundo uma testemunha, antes de receber os disparos que lhe ceifaram a vida, ao ser indagada se estava armada, Ir. Dorothy afirmou «eis a minha arma!» e mostrou a Bíblia. Leu ainda alguns versículos das bem aventuranças para aquele que logo em seguida a mataria.
O bispo de El Salvador,  Dom Oscar Romero, voz dos sem voz,  foi morto no dia 24 de março de 1980, enquanto celebrava a Missa.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Sou capaz de dar testemunho? Sou coerente com a minha fé? A minha verdade é a verdade de Deus? Tenho e me submeto a outras “verdades”? Deixo-me vencer pelos maus instintos, pela covardia, pela mentira, pelo mal?
Atualizando
Os bispos na Conferência de Aparecida lembraram: Identificar-se com Jesus   Cristo é também compartilhar seu destino: “Onde eu estiver, aí estará também o meu servo” (Jo 12,26). O cristão vive o mesmo destino do Senhor, inclusive até a cruz: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, carregue a sua cruz e me siga” (Mc 8,34). Estimula-nos o testemunho de tantos missionários e mártires de ontem e de hoje em nossos povos que têm chegado a compartilhar a cruz de Cristo até a entrega de sua vida. ”(DAp 140)

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Vamos rezar a
Ladainha dos Santos Mártires
          Nós te rendemos graças, ó Deus Pai onipotente, por ter-nos dado Irmãos, que testemunharam o próprio amor por Ti com uma vida santa, e muitos até à efusão do sangue. O seu exemplo ilumine e sustente a nossa caminhada até o dia em que chegaremos à Jerusalém celeste. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

Senhor, piedade............... Senhor, piedade.

Cristo, piedade................. Cristo, piedade.
Senhor, piedade................ Senhor, piedade.
Santa Maria Mãe de Deus e Rainha dos Mártires, ........... Roga por nós.
São José, "homem justo", esposo da Mãe de Deus e guarda de Jesus,
Santos Pedro e Paulo, mártires de Cristo, colunas e fundamento da Igreja de Roma
São Calisto I, papa e mártir, guarda dos irmãos de fé aqui sepultados,
São Ponciano, papa e mártir, condenado às minas,
São Fabiano, papa e mártir, organizador da Igreja romana,
São Cornélio, papa e mártir, "modelo de humildade, paciência e bondade",
São Sisto II, papa e mártir, morto por Cristo na área destas Catacumbas,
Santo Eusébio, papa e mártir, misericordioso para com os lapsos, necessitados de perdão
Santos Diáconos: Januário, Magno, Vicente, Estêvão, Felicíssimo e Agapito, companheiros no martírio do Papa Sisto II
Santo Tarcísio, adolescente de fortes ideais e intrépido defensor da Eucaristia,
Santia Cecília, jovem corajosa, que ofereceu a Cristo a própria vida,
Santo Sótere, nobre romana, morta pela sua fidelidade ao Evangelho,
Santo Polícamo, glória e decoro da Santa Igreja,
Santos Calógero e Partênio, fiéis a Cristo a ponto de perder a vida por Ele,
Santos Marcos e Marceliano, irmãos de sangue e inseparáveis no martírio,
Santos Cereal, Salústia e 21 Companheiros, defensores da fé contra a heresia novaciana,
Santos Mártires Gregos: Maria, Neone, Hipólito, Ádria, Paulina, Marta, Valéria, Eusébio e Marcelo, dom da Igreja Oriental ao Cemitério de São Calisto,
Santos e Santas Mártires, sepultados nas Catacumbas de São Calisto,
Santo Antérote papa, que viveste todo o teu breve pontificado na prisão,
São Lúcio I papa, obrigado ao exílio porque Vigário de Cristo,
São Estêvão I papa, guarda da pureza da fé,
São Dionísio papa, pai amorável dos irmãos em dificuldade,
São Félix I papa, zeloso na obra da evangelização,
São Eutiquiano papa, apóstolo da ortodoxia,
São Caio papa, amigo dos pobres,
São Milcíades papa, defensor da fé contra a heresia donatista,
São Marcos papa, pastor da Igreja de Roma e promotor do seu calendário litúrgico,
São Dâmaso I papa, "piedoso cultor dos Mártires",
Todos os santos Papas, que vigiais sobre "o altar de Cristo"
Santos Bispos: Optato e Numidiano, evangelizadores das terras africanas,
Santos Bispos: Urbano, Laudiceu, Policarpo e Mano, continuadores da missão dos Apóstolos,
Vós todos, Santos Bispos, sepultados nas Catacumbas de São Calisto,
Santos Sacerdotes, que viveram e morreram "na longa paz",
Jovens e Crianças, que quisestes conservar a vossa pureza por Cristo,
Vós, também, pecadores, convertidos à bondade do Pai, lavados no sangue de Cristo e santificados pelo Espírito Santo,
Vós todas, Almas Santas, cujo corpos repousam no cemitério de São Calisto,
Santas Brígida e Catarina da Suécia,
SS. Carlos Borromeo e Filipe Neri,
S. João Bosco e Beato Miguel Rua,
Santas Maria Mazzarello e Terezinha do Menino Jesus,
Todos os santos peregrinos às Catacumbas de São Calisto e admiradores da fé dos primeiros Cristãos,
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ........ perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ........ ajudai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ...... tende piedade de nós.

Oremos:

Ó Deus, nosso Pai, que fecundaste com o sangue dos Mártires e abençoaste com a presença de tantos Santos o solo das Catacumbas de São Calisto, pelo luminoso exemplo de tão corajosas Testemunhas conserva-nos na fé, para que possamos recolher e degustar com alegria o fruto do seu sacrifício. Por Cristo nosso Senhor. Amém!


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Sinto-me discípulo/a de Jesus.
Meu olhar deste dia será iluminado pela presença de Jesus Cristo,e pelo esforço de testemunhá-lo no meio em que estou.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br