segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Lc 5,17-26 - Livre por dentro e por fora

Em união com todos que se encontram neste ambiente virtual,
iniciamos nossa Leitura Orante do Advento, com a
Canção do Advento

Ó vem, Senhor, não tardes mais!
Vem saciar nossa sede de Paz!
  
  1.   Ó vem, como chega a brisa do vento,
Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!  
2.   Ó vem, como a chuva no chão  
Trazendo fartura de vida e de pão!  
3.   Ó vem, como chega a luz que faltou  
Só tua palavra nos salva Senhor!  
4.   Ó vem, como chega a carta querida  
Bendito carteiro do Reino da Vida!  
5.   Ó vem, como chega o filho esperado  
Caminha conosco Jesus Bem amado!  
6.   Ó vem, como chega o Libertador  
Das mãos do inimigo nos salva Senhor
Veja no blog a melodia desta canção ao lado.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente na Bíblia, o texto: Lc 5,17-26, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Um dia Jesus estava ensinando, e alguns fariseus e alguns mestres da Lei estavam sentados perto dele. Eles tinham vindo de todas as cidades da Galileia e da Judeia e também de Jerusalém. O poder do Senhor estava com Jesus para que ele curasse os doentes. Alguns homens trouxeram um paralítico deitado numa cama e estavam querendo entrar na casa e colocá-lo diante de Jesus. Porém, por causa da multidão, não conseguiram entrar com o paralítico. Então o carregaram para cima do telhado. Fizeram uma abertura nas telhas e o desceram na sua cama em frente de Jesus, no meio das pessoas que estavam ali. Jesus viu que eles tinham fé e disse ao paralítico:
- Meu amigo, os seus pecados estão perdoados!
Os mestres da Lei e os fariseus começaram a pensar:
- Quem é este homem que blasfema contra Deus desta maneira? Ninguém pode perdoar pecados; só Deus tem esse poder.
Porém Jesus sabia o que eles estavam pensando e disse:
- Por que vocês estão pensando assim? O que é mais fácil dizer ao paralítico: "Os seus pecados estão perdoados" ou "Levante-se e ande"? Pois vou mostrar a vocês que eu, o Filho do Homem, tenho poder na terra para perdoar pecados.
Então disse ao paralítico:
- Eu digo a você: levante-se, pegue a sua cama e vá para casa.
No mesmo instante o homem se levantou diante de todos, pegou a cama e foi para casa, louvando a Deus. Todos ficaram muito admirados; e, cheios de medo, louvaram a Deus, dizendo:
- Que coisa maravilhosa nós vimos hoje!

Refletindo
Naquela época, a doença era entendida como causada pelo pecado. Assim pensavam: o pecado invisível era causador dos males visíveis. Para curar aquele paralítico Jesus vai direto à raiz: “os seus pecados são perdoados”, diz ao paralítico. Em seguida, reagem os mestres da Lei. Para eles, Jesus estava blasfemando contra Deus, pois só Deus pode perdoar pecados. Jesus, sabendo o que eles estavam pensando, os questionou e lhes deu mais uma prova de sua divindade, mandando ao paralítico se levantar e andar. O homem, curado, obedeceu e foi para sua casa, louvando a Deus. Foi curado por dentro e por fora. Conquistou, pela graça, a capacidade de caminhar por si.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Meditando
 Nossos pastores na Conferência de Aparecida, confirmaram esta certeza de que Jesus Cristo liberta toda pessoa de todo pecado: Nossa alegria baseia-se no amor do Pai, na participação no mistério pascal de Jesus Cristo que, pelo Espírito Santo, faz-nos passar da morte para a vida, da tristeza para a alegria, do absurdo para o sentido profundo da existência, do desalento para a esperança que não engana. Esta alegria não é um sentimento artificialmente provocado nem um estado de ânimo passageiro. O amor do Pai nos foi revelado em Cristo que nos convida a entrar em seu reino.”( DAp 17).
Creio que Jesus Cristo me liberta de todos os males? Onde o encontro?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Faço minha oração pessoal e depois, rezo a

Oração a Nossa Senhora da Anunciação

Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada, 
ó Maria!
Crestes na mensagem celeste, 
e em vós se cumpriram grandes coisas, 
como vos fora anunciado. 
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação do Filho de Deus
no vosso seio virginal  
e vos tornastes Mãe de Deus. 
Raiou então o dia mais feliz da história da humanidade! 
Os homens tiveram o Mestre divino, 
o Sacerdote único e eterno, 
a Hóstia de reparação, 
o Rei universal! 
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem. 
Maria, alcançai-me a graça de uma fé viva, 
forte, atuante; uma fé que salva e santifica!
Fé no Evangelho, na Igreja, na vida eterna.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. A cada instante, buscarei em Jesus, a minha libertação de todo mal.

Bênção natalina do papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...

Irmã Patrícia Silva, fsp
paulinas.silva@paulinas.com.br