sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Mc 8,34-9,1 - Chamado e condições para seguir Jesus



Invoco, com todos os internautas,
 a luz do Espírito Santo para a Leitura Orante da Palavra.
Ó Espírito Santo,
dá-me um coração grande,
aberto à tua silenciosa e forte palavra inspiradora.


1. Leitura  (Verdade)
- O que a Palavra diz? Leio na Bíblia o texto Mc 8,34-9,1
Aí Jesus chamou a multidão e os discípulos e disse:
- Se alguém quer ser meu seguidor, que esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe. Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa e por causa do evangelho terá a vida verdadeira. O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida. Portanto, se nesta época de incredulidade e maldade alguém tiver vergonha de mim e dos meus ensinamentos, então o Filho do Homem, quando vier na glória do seu Pai com os santos anjos, também terá vergonha dessa pessoa.
E Jesus terminou, dizendo:
- Eu afirmo a vocês que isto é verdade: estão aqui algumas pessoas que não morrerão antes de verem o Reino de Deus chegar com poder.

Refletindo
Jesus convida a  segui-lo e indica o itinerário:
Primeiro, renunciar a si mesmo. O que significa isto? Significa renunciar a toda ambição de poder, domínio, prestígio.
Em segundo lugar,  o discípulo deve tomar a sua cruz e segui-lo. Quer dizer: aceitar, até às últimas conseqüências, as dificuldades, limites, barreiras.

2. Meditação (Caminho)
- O que a Palavra diz para mim?
Como discípulo/a de Jesus, sou capaz de renunciar a mim mesmo/a, ou seja,  não usar a fé, cargos e posições na comunidade para alimentar minha vaidade e poder? Sou capaz de sofrer, renunciando ao meu bem-estar em favor de outras pessoas? 

Meditando
Em Aparecida, disseram os bispos: "
" A própria vocação, a própria liberdade e a própria originalidade são dons de Deus para a plenitude e a serviço do mundo.
Diante da exclusão, Jesus defende os direitos dos fracos e a vida digna de todo ser humano. De seu Mestre, o discípulo tem aprendido a lutar contra toda forma de desprezo da vida e de exploração da pessoa humana. Só o Senhor é autor e dono da vida. O ser humano, sua imagem vivente, é sempre sagrado, desde a sua concepção até a sua morte natural; em todas as circunstâncias e condições de sua vida. Diante das estruturas de morte, Jesus faz presente a vida plena. “Eu vim para dar vida aos homens e para que a tenham em abundância” (Jo 10,10). Por isso, cura os enfermos, expulsa os demônios e compromete os discípulos na promoção da dignidade humana e de relacionamentos sociais fundados na justiça" (DAp 111-112).

3.Oração (Vida)
Rezo com o Bem-aventurado Alberione:
Mestre: a tua vida me  traça o caminho;
a tua doutrina confirma e ilumina os meus  passos;
a tua graça me sustenta e me  conduz no caminho do céu.
Tu és perfeito Mestre: dás  o exemplo,
me  ensinas e me animas  a seguir-te.

4. Contemplação (Vida)
 - Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Renovo o compromisso de seguimento de Jesus e peço-lhe que  abençoe o meu desejo de testemunhar e fazer o bem.

 Bênção
"O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face, e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz” (Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai...

I. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

Nenhum comentário: