domingo, 1 de janeiro de 2017

Lc 2,16-21 - Encontraram Maria, José e o Menino


Encontraram Maria, José e o Menino
Preparo-me para a Leitura, rezando com todas as pessoas que circulam por este ambiente virtual, desejando a todas um ano de 2016 pleno da graça e da paz de Deus, Com elas, rezo:

Oração pela Paz

Senhor Deus de Paz, escutai a nossa súplica!

Tentamos tantas vezes e durante tantos anos 

resolver os nossos conflitos com as nossas forças 

e também com as nossas armas; 

tantos momentos de hostilidade e escuridão; 

tanto sangue derramado; 

tantas vidas despedaçadas; 

tantas esperanças sepultadas... 

Mas os nossos esforços foram em vão. 

Agora, Senhor, ajudai-nos Vós! 

Dai-nos a paz, ensinai-nos a paz, guiai-nos  para a paz. 

Abri os nossos olhos e os nossos corações e 

dai-nos a coragem de dizer: 

«nunca mais a guerra»; 

«com a guerra, tudo fica destruído»! 

Infundi em nós a coragem de realizar gestos concretos 

para construir a paz. 

Senhor, Deus de Abraão e dos Profetas, 

Deus Amor que nos criastes e 

nos chamais a viver como irmãos, 

dai-nos a força para sermos cada dia artesãos da paz; 

dai-nos a capacidade de olhar com benevolência 

todos os irmãos que encontramos no nosso caminho. 

Tornai-nos disponíveis 

para ouvir o grito dos nossos cidadãos 

que nos pedem para transformar as nossas armas em instrumentos de paz, 

os nossos medos em confiança e as nossas tensões em perdão. 

Mantende acesa em nós a chama da esperança para efetuar, 

com paciente perseverança, 

opções de diálogo e reconciliação, 

para que vença finalmente a paz. 

E que do coração de todo o homem 

sejam banidas estas palavras: 

divisão, ódio, guerra! 

Senhor, desarmai a língua e as mãos, 

renovai os corações e as mentes, 

para que a palavra que nos faz encontrar 

seja sempre «irmão», 

e o estilo da nossa vida se torne: 

shalom, paz, salam! Amém.

Papa Francisco

(Invocação pela Paz, Jardins do Vaticano, 8 de junho de 2014)


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Lc 2,16-21
Eles foram depressa, e encontraram Maria e José, e viram o menino deitado na manjedoura. Então contaram o que os anjos tinham dito a respeito dele. Todos os que ouviram o que os pastores disseram ficaram muito admirados. Maria guardava todas essas coisas no seu coração e pensava muito nelas. Então os pastores voltaram para os campos, cantando hinos de louvor a Deus pelo que tinham ouvido e visto.
E tudo tinha acontecido como o anjo havia falado.
Uma semana depois, quando chegou o dia de circuncidar o menino, puseram nele o nome de Jesus. Pois o anjo tinha dado esse nome ao menino antes de ele nascer.
Refletindo
Neste primeiro dia do ano, celebramos Maria, Mãe de Deus. Com ela contemplamos Jesus e meditamos no nosso coração, deixando-o plenificar pelo amor de Deus. Esta foi a primeira Festa Mariana que apareceu na Igreja Ocidental. Sua celebração começou em Roma no século VI.
Em 431, o herege Nestório se atreveu a dizer que Maria não era Mãe de Deus. Por isso, reuniram-se os 200 bispos do mundo em Éfeso -a cidade onde a Santíssima Virgem passou seus últimos anos- e iluminados pelo Espírito Santo declararam: "A Virgem Maria sim é Mãe de Deus porque seu Filho, Cristo, é Deus". E acompanhados por toda a multidão da cidade que os rodeava levando tochas acesas, fizeram uma grande procissão cantando: "Santa Maria, Mãe de Deus, roga por nós pecadores agora e na hora de nossa morte. Amém".
Na cruz, Jesus nos deu Maria como Mãe, ao dizer a João: "eis a tua Mãe".
Em nossa Mãe Maria encontramos o caminho seguro que nos introduz na vida do Senhor Jesus, nos ajuda a nos conformar com Ele e poder dizer como o Apóstolo "vivo eu mas não eu, é Cristo quem vive em mim".

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Devo crescer na minha devoção a Maria, minha querida Mãe.

3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus?
Sendo hoje, Dia Mundial da Paz, cantamos ou rezamos a canção "Grito de Paz", Pe. Zezinho, scj
Um grito de paz
De todos os cantos do mundo
Se ouviu um canto de paz
De todos os povos do mundo
Se ouviu um grito de paz

E todos os pés caminhavam
Em busca da paz
E todos os povos marchavam
Em busca da paz
E todas as bocas cantavam
Um canto de paz
Senhor dá-nos a paz

E todos partiam o pão e se davam as mãos
E todos sentiam de fato que eram irmãos
E o lobo e o cordeiro bebiam do mesmo riacho
Senhor dá-nos paz

Novo céu e nova terra
por causa do pão repartido

E todos davam gloria, gloria a Deus
Glória, glória, glória, glória a Deus

Batiam palmas pro céu
Batiam palmas pra terra
Palmas para um tempo sem guerra
 


4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Contemplarei toda a criação com o olhar de paz, olhar do Criador que ama a cada uma de suas criaturas.

Bênção 

-  Deus nos abençoe e nos guarde todos os dias do novo ano. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém
.


Ir. Patrícia Silva, fsp

patricia.silva@paulinas.com.br


SUGESTÃO: Leia a Mensagem do papa Francisco para hoje,  Dia Mundial da paz.

Acesse: http://paulinascomunica.blogspot.com.br/