sábado, 27 de janeiro de 2018

Mc 4,35-41 - Jesus acalma a tempestade

Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todos os internautas:

Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos:
ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre e
compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida,
tem piedade de nós

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto na Bíblia: Mc 4,35-41, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Naquele dia, de tardinha, Jesus disse aos discípulos:
- Vamos para o outro lado do lago.
Então eles deixaram o povo ali, subiram no barco em que Jesus estava e foram com ele; e outros barcos o acompanharam. De repente, começou a soprar um vento muito forte, e as ondas arrebentavam com tanta força em cima do barco, que ele já estava ficando cheio de água. Jesus estava dormindo na parte detrás do barco, com a cabeça numa almofada. Então os discípulos o acordaram e disseram:
- Mestre! Nós vamos morrer! O senhor não se importa com isso?
Então ele se levantou, falou duro com o vento e disse ao lago:
- Silêncio! Fique quieto!
O vento parou, e tudo ficou calmo. Aí ele perguntou:
- Por que é que vocês são assim tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?
E os discípulos, cheios de medo, diziam uns aos outros:
- Que homem é este que manda até no vento e nas ondas?!
Este foi o primeiro milagre de Jesus relacionado à natureza. Acalmar uma tempestade no mar significava dominar as forças do abismo. Os discípulos se assustaram: - Que homem é este que manda até no vento e nas ondas?
Refletindo
Quando e onde aconteceu o milagre? O texto diz “de tardinha”, no lago. Jesus e os discípulos subiram no barco. E começou a soprar um vento muito forte e as ondas arrebentavam com muita força no barco. Jesus dormia na parte detrás do barco. Os discípulos se apavoram. Então, o acordaram e disseram: Mestre! Nós vamos morrer! O senhor não se importa com isso?
Então, ele se levantou, falou com autoridade ao vento e disse ao lago: Silêncio! Fique quieto! O vento parou, e tudo ficou calmo. Aí, ele chamou a atenção dos discípulos: Por que é que vocês são assim tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Este texto me convida a avaliar a minha fé. A tempestade do texto lido lembra as nossas tempestades. Dizemos que temos fé, que seguimos Jesus, que ele está conosco, mas nos momentos difíceis nos apavoramos como os discípulos. Achamos que Jesus está dormindo no nosso barco. Pense nas muitas situações de vida das famílias, da sociedade, do seu trabalho em que, às vezes, parece que você tem que acordar Jesus.
Meditando
Os bispos, em Aparecida, lembraram os muitos desafios que temos que enfrentar:
"O que nos define não são as circunstâncias dramáticas da vida, nem os desafios da sociedade ou as tarefas que devemos empreender, mas todo o amor recebido do Pai, graças a Jesus Cristo pela unção do Espírito Santo. Esta prioridade fundamental é a que tem presidido todos os nossos trabalhos que oferecemos a Deus, à nossa Igreja, a nosso povo, a cada um dos latino-americanos, enquanto elevamos ao Espírito Santo nossa súplica para que redescubramos a beleza e a alegria de ser cristãos. Aqui está o desafio fundamental que contrapomos: mostrar a capacidade da Igreja de promover e formar discípulos que respondam à vocação recebida e comuniquem em todas as partes, transbordando de gratidão e alegria, o dom do encontro com Jesus Cristo. Não temos outro tesouro a não ser este. Não temos outra felicidade nem outra prioridade que não seja sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades e resistências." (DAp 14).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?

Rezo com toda a Igreja a
Oração do leigo no Ano Nacional do Laicato

Ó Trindade Santa, / Amor pleno e eterno, / que
estabelecestes a Igreja como vossa 'imagem terrena':
Nós vos agradecemos / pelos dons, carismas, / vocações,
ministérios e serviços / que todos os membros do vosso
povo realizam / como “Igreja em saída”, / para o bem
comum, / a missão evangelizadora / e a transformação
social, / no caminho vosso Reino.
Nós vos louvamos / pela presença e organização dos
cristãos leigos e leigas no Brasil / sujeitos eclesiais,
testemunhas de fé, / santidade e ação transformadora.
Nós vos pedimos, que os batizados / atuem como sal da
terra e luz do mundo: / na família, no trabalho, / na política,
e na economia, / nas ciências e nas artes, / na educação,
na cultura e nos meios de comunicação; / na cidade, no
campo e em todo o planeta, / nossa “casa comum”.
Nós vos rogamos que todos contribuam / para que os
cristãos leigos e leigas / compreendam sua vocação e
identidade, / espiritualidade e missão, / e atuem de forma
organizada na Igreja e na sociedade / à luz da evangélica
opção preferencial pelos pobres.
Isto vos suplicamos / pela intercessão da Sagrada Família,
/ Jesus, Maria e José, / modelos para todos os cristão /

Amém!


4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de fé. Em casa, na rua, no trabalho, onde estiver, em alguma situação ameaçadora ou difícil, vou aumentar minha confiança no Senhor, na certeza de que ele está comigo.

Bênção

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


sábado, 20 de janeiro de 2018

Mc 3,20-21 - Era tanta gente!

Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre,
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Mc 3,20-21, e observo pessoas, palavras, relações, lugares
.
Quando Jesus foi para casa, uma grande multidão se ajuntou de novo, e era tanta gente, que ele e os discípulos não tinham tempo nem para comer. Os parentes de Jesus souberam disso e foram buscá-lo porque algumas pessoas estavam dizendo que ele estava louco.
Refletindo
A resistência está dominando também os mais próximos de Jesus: seus familiares. A atitude de ir buscá-lo e dizer que ele estava fora de si, é causada mais pela incompreensão do que pela hostilidade. No versículo 31 define-se melhor quem são estas pessoas: a mãe e os irmãos. Eles não conseguem assimilar o novo modo de ser. Parece que querem impedir sua missão. Julgam que ele esteja sonhando com algo irreal, impossível. A última expressão faz entender isso: “algumas pessoas estavam dizendo que ele estava louco”.

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? O que o texto me diz no momento? Sempre que alguém tem uma proposta nova, diferente, que incomoda, não é compreendido e pode ser até contestado e afastado do meio das demais pessoas. É preciso ter muita clareza de sua proposta e convicções para não se deixar levar pela acomodação ou abandonar o caminho que antes lhe era claro. Jesus nos ensina que não podemos nos afastar do caminho se temos clareza que é de Deus.
Meditando
Os bispos, em Aparecida, nos ajudam a compreender este chamado: "Com perseverante paciência e sabedoria, Jesus convidou a todos para que o seguissem e introduziu aqueles que aceitaram segui-lo no mistério do Reino de Deus." (DAp 276). 
Minha vida reflete esta atitude? Ou prefiro não incomodar?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?

Rezo com toda a Igreja a 
Oração do leigo  (no Ano Nacional do Laicato)

Ó Trindade Santa, / 
Amor pleno e eterno, / 
que estabelecestes a Igreja como vossa 'imagem terrena':
Nós vos agradecemos / 
pelos dons, carismas, / vocações,
ministérios e serviços / 
que todos os membros do vosso
povo realizam / 
como “Igreja em saída”, /
 para o bem comum, / 
a missão evangelizadora / 
e a transformação social, / 
no caminho vosso Reino.
Nós vos louvamos / 
pela presença e organização dos
cristãos leigos e leigas no Brasil / 
sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, / 
santidade e ação transformadora.
Nós vos pedimos, que os batizados / 
atuem como sal da terra e luz do mundo: / 
na família, no trabalho, / 
na política, e na economia, / 
nas ciências e nas artes, / 
na educação, na cultura e nos meios de comunicação; / 
na cidade, no campo e em todo o planeta, / 
nossa “casa comum”. Nós vos rogamos que todos contribuam / 
para que os cristãos leigos e leigas / 
compreendam sua vocação e identidade, / 
espiritualidade e missão, / 
e atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade / 
à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres.
Isto vos suplicamos /
 pela intercessão da Sagrada Família,
/ Jesus, Maria e José, / 
modelos para todos os cristão /
Amém!
4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus, que não é conforme o Projeto de Jesus Mestre. Vou demonstrar pela vida a coerência com os valores do Reino.


Bênção

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp 
ir.patricias@gmail.com

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Mc 3,13-19 – Jesus constitui sua equipe de apóstolos

Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me ao encontro com Deus mediante sua Palavra, rezando: Vem, Espírito Santo, nos nossos corações,
e concede-nos, por intercessão de Maria,
a graça de ler e reler as Escrituras.
Concede-nos, Espírito Santo,
a graça de reconhecer a obra de Deus atuante na História
e a sua presença de misericórdia.
Amém.



1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mc 3, 13-19, e observo pessoas que Jesus chama e o que lhes recomenda.
Jesus subiu um monte, chamou os que ele quis, e eles foram para perto dele. Então escolheu doze homens para ficarem com ele e serem enviados para anunciar o evangelho. A esses doze ele chamou de apóstolos. Eles receberam autoridade para expulsar demônios. Os doze foram estes: Simão, a quem Jesus deu o nome de Pedro; Tiago e João, filhos de Zebedeu (a estes ele deu o nome de Boanerges, que quer dizer "Filhos do Trovão"); André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o nacionalista; e Judas Iscariotes, que traiu Jesus.

Refletindo
Jesus não chamou para seu grupo os mais preparados do seu tempo, mas, os mais disponíveis. Há um provérbio popular que diz: “Deus não chamou os mais capacitados, mas capacitou os que chamou”. Chamou simples pescadores – Pedro, André, Tiago, João. Chamou o cobrador de impostos. Chamou gente simples. Não significa que discriminou. Apenas, significa que o coração mais simples está livre de muitas preocupações. Estes chamados recebem o mesmo poder de Jesus: anunciar o Reino, autoridade para expulsar os espíritos maus e curar todas as doenças, missão de libertar as pessoas de todos os males.

  
2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Sou livre para seguir Jesus? Pelo batismo todo cristão é chamado a seguir Jesus de acordo com seu estado de vida. 
Meditando
Os bispos, em Aparecida, falam deste chamado:
A admiração pela pessoa de Jesus, seu chamado e seu olhar de amor despertam uma resposta consciente e livre desde o mais íntimo do coração do discípulo, uma adesão de toda sua pessoa ao saber que Cristo o chama por seu nome (cf. Jo 10,3). É um “sim” que compromete radicalmente a liberdade do discípulo a se entregar a Jesus, Caminho, Verdade e Vida (cf. Jo 14,6). É uma resposta de amor a quem o amou primeiro “até o extremo” (cf. Jo 13,1). A resposta do discípulo amadurece neste amor de Jesus: “Te seguirei por onde quer que vás(Lc 9,57). (DAp 136).

 3.Oração (Vida)
O que a Palavra me leva a dizer a Deus? 
Oração do leigo no Ano Nacional do Laicato

Ó Trindade Santa, / 
Amor pleno e eterno, / 
que estabelecestes a Igreja como vossa 'imagem terrena':
Nós vos agradecemos / 
pelos dons, carismas, / vocações,
ministérios e serviços / 
que todos os membros do vosso
povo realizam / 
como “Igreja em saída”, /
 para o bem comum, / 
a missão evangelizadora / 
e a transformação social, / 
no caminho vosso Reino.
Nós vos louvamos / 
pela presença e organização dos
cristãos leigos e leigas no Brasil / 
sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, / 
santidade e ação transformadora.
Nós vos pedimos, que os batizados / 
atuem como sal da terra e luz do mundo: / 
na família, no trabalho, / 
na política, e na economia, / 
nas ciências e nas artes, / 
na educação, na cultura e nos meios de comunicação; / 
na cidade, no campo e em todo o planeta, / 
nossa “casa comum”. Nós vos rogamos que todos contribuam / 
para que os cristãos leigos e leigas / 
compreendam sua vocação e identidade, / 
espiritualidade e missão, / 
e atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade / 
à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres.
Isto vos suplicamos /
 pela intercessão da Sagrada Família,
/ Jesus, Maria e José, / 
modelos para todos os cristão /
Amém!
4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
“Somos chamados a encarnar o Evangelho no coração do mundo”(DGAE 2008-2009, no 21). Como vou vivê-lo na missão?
Meu novo olhar me leva a viver a missão de apóstolo e missionário.

 
Bênção

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp 
ir.patricias@gmail.com

 

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Mc 1,40-45 - Não tenham medo de Cristo!

"A fé cristã é, antes de tudo, um encontro com Jesus, uma pessoa que dá à vida um novo horizonte» (Bento XVI, encíclica "Deus caritas est», 1).
Peço este novo horizonte, orando:
Jesus, és o Mestre e a Verdade, 
ilumina-me para que eu melhor compreenda 
a tua Palavra.
1.Leitura ( Verdade)
- O que a Palavra diz?
Leio atentamente o texto de hoje: Mc 1,40-45.
Um leproso chegou perto de Jesus, ajoelhou-se e disse:
- Senhor, eu sei que o senhor pode me curar se quiser.
Jesus ficou com muita pena dele, tocou nele e disse:
- Sim! Eu quero. Você está curado.
No mesmo instante a lepra desapareceu, e ele ficou curado.
E Jesus ordenou duramente:
- Olhe! Não conte isso para ninguém, mas vá pedir ao sacerdote que examine você. Depois, a fim de provar para todos que você está curado, vá oferecer o sacrifício que Moisés ordenou.
Então Jesus o mandou embora. Mas o homem começou a falar muito e espalhou a notícia. Por isso Jesus não podia mais entrar abertamente em qualquer cidade, mas ficava fora, em lugares desertos. E gente de toda parte vinha procurá-lo.
Refletindo
Este texto que é a primeira cura narrada no Evangelho de Marcos.
A lepra, na Bíblia, é símbolo de exclusão, o que é um pecado.
O leproso não podia se apresentar em público, nem conviver com pessoas sadias, pelo perigo de contágio.
Assim, o pecado afastava, isolava e tornava a pessoa intocável.
Por isso, são Paulo afirma que, com o pecado, entrou no mundo a morte (Cf Rm 5,12).
O homem que possuía a lepra chegou perto de Jesus, ajoelhou-se e fez seu pedido de forma interessante:
"Eu sei que o senhor pode me curar se quiser."
Jesus sentiu compaixão daquele homem e tocou nele. Jesus toca o intocável.
Naquela cultura, quem tocasse um leproso era contaminado. Jesus não se preocupa com o que pensarão dele. Vê a pessoa e não, a sua lepra. Tocou nele. E no mesmo Instante o homem ficou curado.

2. Meditação (Caminho)
- O que a Palavra diz para mim?
Se quer ser perdoado, purificado de seus pecados, comece reconhecendo quem é Jesus:
Deus feito homem. Depois, faça como o leproso, peça para ele purificar você, "se ele quiser".
Este dado é importante: "se ele quiser". Deus sabe o que é melhor, o que você nem sempre sabe.
Depois, peça a Jesus que toque em você.
Meditando
Lembraram os bispos, em Aparecida:
"Bento XVI, no início de seu Pontificado, fazendo eco a seu predecessor, o Servo de Deus, João Paulo II, proclama para toda a América Latina: Não temam! Abram, abram de par em par as portas a Cristo!... quem deixa Cristo entrar a não perde nada, nada – absolutamente nada – do que faz a vida livre, bela e grande. Não! Só com esta amizade abrem-se as portas da vida. Só com esta amizade abrem-se realmente as grandes potencialidades da condição humana. Só com esta amizade experimentamos o que é belo e o que nos liberta... Não tenham medo de Cristo! Ele não tira nada e nos dá tudo. Quem se dá a Ele, recebe cem por um. Sim, abram, abram de par em par as portas a Cristo e encontrarão a verdadeira vida" (DAp 15.)

3. Oração (Vida)
- O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Ano Mariano
Rezo com toda a Igreja ao Salmo 104
O Senhor se lembra sempre da aliança.

Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, / anunciai entre as nações seus grandes feitos! / Cantai, entoai salmos para ele, / publicai todas as suas maravilhas! – R.

Gloriai-vos em seu nome que é santo, / exulte o coração que busca a Deus! / Procurai o Senhor Deus e seu poder, / buscai constantemente a sua face! – R.

Descendentes de Abraão, seu servidor, / e filhos de Jacó, seu escolhido, / ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, / vigoram suas leis em toda a terra. – R.


Ele sempre se recorda da aliança, / promulgada a incontáveis gerações; / da aliança que ele fez com Abraão / e do seu santo juramento a Isaac. – R.


4. Contemplação (Vida)
- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Procurarei em cada momento do dia de hoje deixar-me "tocar" pelo Senhor.
Quero vencer aquele limite que tenho e que só eu sei.
Quero estar livre de julgar, condenar, não perdoar, discriminar.
Afastarei qualquer preconceito em relação às pessoas diferentes.
Elas também são amadas por Deus.
Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém. -
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp 
patricia.silva@paulinas.com.br

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Mc 1,29-39 - Casa:lugar da cura, do cuidado e do serviço


Saudação
A nós, a paz de Deus, nosso Pai, a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo, no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:

Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu aí estarei no meio deles",
ficai conosco,aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra
.
(Bv. Alberione)


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mc 1,29-39.
Logo depois, Jesus, Simão, André, Tiago e João saíram da sinagoga e foram até a casa de Simão e de André. A sogra de Simão estava de cama, com febre. Assim que Jesus chegou, contaram a ele que ela estava doente. Ele chegou perto dela, segurou a mão dela e ajudou-a a se levantar. A febre saiu da mulher, e ela começou a cuidar deles.
À tarde, depois do pôr-do-sol, levaram até Jesus todos os doentes e as pessoas que estavam dominadas por demônios. Todo o povo da cidade se reuniu em frente da casa. Jesus curou muitas pessoas de todo tipo de doenças e expulsou muitos demônios. Ele não deixava que os demônios falassem, pois eles sabiam quem Jesus era.
De manhã bem cedo, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou, saiu da cidade, foi para um lugar deserto e ficou ali orando. Simão e os seus companheiros procuraram Jesus por toda parte. Quando o encontraram, disseram:
- Todos estão procurando o senhor.
Jesus respondeu:
- Vamos aos povoados que ficam perto daqui, para que eu possa anunciar o evangelho ali também, pois foi para isso que eu vim.
Jesus andava por toda a Galileia, anunciando o evangelho nas sinagogas e expulsando demônios.
Refletindo
Jesus sai da sinagoga e vai para a casa de Pedro onde a  sua sogra estava com febre alta. Observe a atitude: " Ele chegou perto, segurou a mão dela e ajudou-a a se levantar." A febre deixou a mulher, e ela começou a cuidar deles. Interessante. é que Jesus não falou com a mulher, mas a segura pela mão e a ajuda a se levantar. A mulher, imediatamente, ficou curada, e tão bem, que se põe a cuidar deles. Doentes e
multidão procuravam encontrar Jesus e Ele anunciava a boa notícia do Reino por toda parte.
A sogra de Pedro, nesta narração de Marcos, é a primeira beneficiada do poder curador de Jesus, apenas pelo contato de sua mão.
Um pouco antes deste texto, no versículo 21, está descrito que era dia de sábado, ocasião em que Jesus também expulsou o espírito mau de um homem na sinagoga de Cafarnaum. Em frente a casa de Pedro  o povo se encontra com doentes e pessoas necessitadas de cura. Jesus curou muitas delas. Diante da Palavra e dos milagres de Jesus o Reino de Deus vai se concretizando.
Cabe ressaltar ainda a oração matutina de Jesus num lugar deserto. Os apóstolos o procuram e ao encontrá-lo lhe diz: "Todos estão procurando o senhor". E Jesus decide ir a todos. Andava por toda a Galileia.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra mais me toca o coração? Entro em diálogo com o texto. 
Medito e atualizo. 
Diante de grandes desafios, os bispos em Aparecida, disseram: "Os esforços pastorais orientados para o encontro com Jesus Cristo vivo deram e continuam dando frutos" (DAp 99).
Meus esforços para viver bem, estar bem, são orientados pelo encontro com Cristo vivo?
Ou, considero-me capaz e suficiente para enfrentar os desafios, dispensando a ação de Deus na minha vida? Esforço-me também para levar Jesus a todos?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com toda a Igreja a 
Oração do leigo no Ano Nacional do Laicato

Ó Trindade Santa, / 
Amor pleno e eterno, / 
que estabelecestes a Igreja como vossa 'imagem terrena':
Nós vos agradecemos / 
pelos dons, carismas, / vocações,
ministérios e serviços / 
que todos os membros do vosso
povo realizam / 
como “Igreja em saída”, /
 para o bem comum, / 
a missão evangelizadora / 
e a transformação social, / 
no caminho vosso Reino.
Nós vos louvamos / 
pela presença e organização dos
cristãos leigos e leigas no Brasil / 
sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, / 
santidade e ação transformadora.
Nós vos pedimos, que os batizados / 
atuem como sal da terra e luz do mundo: / 
na família, no trabalho, / 
na política, e na economia, / 
nas ciências e nas artes, / 
na educação, na cultura e nos meios de comunicação; / 
na cidade, no campo e em todo o planeta, / 
nossa “casa comum”. Nós vos rogamos que todos contribuam / 
para que os cristãos leigos e leigas / 
compreendam sua vocação e identidade, / 
espiritualidade e missão, / 
e atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade / 
à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres.
Isto vos suplicamos /
 pela intercessão da Sagrada Família,
/ Jesus, Maria e José, / 
modelos para todos os cristão /
Amém!


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus.  Deixarei que o Senhor me tome pela mão como segurou a mão da sogra de Pedro e me cure de meus males (momentos de silêncio).

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Mc 1,7-11 - Jesus é batizado

- A nós, a paz de Deus, nosso Pai, a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
 para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra.
Oferecimento do dia

Adoro-vos, meu Deus, amo-vos de todo o meu coração. 

Agradeço-vos porque me criastes, me fizestes cristão, 

me conservastes a vida e a saúde. 
Ofereço-vos o meu dia: 
que todas as minhas ações correspondam à vossa vontade. 
E que faça tudo para a vossa glória e a paz das pessoas. 
Livrai-me do pecado, do perigo e de todo o mal. 
Que a vossa graça, benção,
luz e presença permaneçam sempre comigo 
e com todos aqueles que eu amo. Amém.

(Orações da Família Paulina)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
 Leio na Bíblia  Mc 1,7-11
Naquele tempo, João pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”. Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia, e foi batizado por João no rio Jordão. E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer”.

Reflexão
O batismo de Jesus é considerado a segunda epifania ou manifestação. A primeira foi ao magos. No batismo, Jesus se integra à comunidade cristã e aos judeus presentes. Naquela cerimônia, o que era sinal de arrependimento para o povo, para ele é sinal de justiça. E justiça, na Bíblia, significa, amor de Deus para todos. Para todos! Assim, ungido, Jesus declara sua missão.
Quando Jesus saiu da água, aconteceu a manifestação da Santíssima Trindade: "viu o Espírito de Deus" e ouviu o testemunho amoroso do Pai: "Este é o meu Filho querido".
No Batismo de cada cristão ouve-se também esta proclamação: "Eu te batizo em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo".

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? O nosso batismo deriva do  batismo de Cristo. Ser batizado é ser enxertado em Cristo, é aceitar a justiça e os desafios provenientes do anúncio do Evangelho. Ser imerso na água do batismo é aceitar morrer ao pecado.  Meditação
Disseram os bispos, em Aparecida: "Ao receber a fé e o batismo, os cristãos acolhem a ação do Espírito Santo que leva a confessar a Jesus como Filho de Deus e a chamar Deus “Abba”(Paizinho!). Como todos os batizados e batizadas da América Latina e do Caribe “através do sacerdócio comum do Povo de Deus”, somos chamados a viver e a transmitir a comunhão com a Trindade, pois “a evangelização é um chamado à participação da comunhão trinitária” (DAp 157).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Renovo o meu Batismo, renovando a minha fé e meu compromisso cristão.

Creio em Deus-Pai, todo poderoso,

criador do céu e da terra.

E em Jesus Cristo seu único filho, Nosso Senhor, 
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, 
nasceu da Virgem Maria
Padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado, 
desceu a mansão dos mortos, 
ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, 
está sentado à direita de Deus Pai, todo poderoso,
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica, 
na comunhão dos Santos, 
na remissão dos pecados, 
na ressurreição da carne, 
na vida eterna.
Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra? 

Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou viver a minha vida cristã coerente com meus compromissos do meu batismo, em contínua conversão e dando testemunho de minha fé.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp