domingo, 8 de julho de 2018

Mc 6,1-6 - Preconceitos? Ou falta de fé?

Preparo-me para orar a Palavra invocando, 
com todos que circulam na internet, o Espírito Santo:
Espírito de verdade,
consagro-te a minha inteligência,
imaginação e memória, ilumina-me.
Dá-me a graça de conhecer Jesus Cristo Mestre.

1. Leitura ( Verdade)
- O que a Palavra diz?
Leio o texto da Palavra de hoje em Mc 6,1-6.
Jesus foi a Nazaré, sua terra,
e seus discípulos o acompanharam.
Quando chegou o sábado, começou a ensinar na sinagoga.
Muitos que o escutavam ficavam admirados e diziam:
'De onde recebeu ele tudo isto?
Como conseguiu tanta sabedoria?
E esses grandes milagres
que são realizados por suas mãos?
Este homem não é o carpinteiro, filho de Maria
e irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão?
Suas irmãs não moram aqui conosco?'
E ficaram escandalizados por causa dele.
Jesus lhes dizia: 'Um profeta só não é estimado
em sua pátria, entre seus parentes e familiares'.
E ali não pôde fazer milagre algum.
Apenas curou alguns doentes, impondo-lhes as mãos.
E admirou-se com a falta de fé deles.
Jesus percorria os povoados das redondezas, ensinando.

Refletindo
Compreende-se que, sendo Nazaré uma pequena vila de cerca de 300 vizinhos, tivesse um único carpinteiro. O texto diz também que se questionavam se não era ele o irmão de Tiago, José, Judas e Simão. Em aramaico, uma mesma palavra é usada tanto com o sentido de irmão próprio como de parente próximo, e, portanto, não indica que Maria teve outros filhos ou filhas.
Com a baixa auto-estima, ou seja, não acreditando nos valores de um filho da terra, veio a incredulidade, ou seja, não acreditam que Jesus de Nazaré é Filho de Deus.
Na verdade, a fé não cura. Mas, é condição para que o poder de Deus atue com independência de outras intenções. Ali, Jesus curou alguns doentes, diz o texto. A cura é o sinal para encontrar o verdadeiro dom de Jesus: a salvação.
Jesus ficou admirado com a falta de fé que havia ali.

2. Meditação (Caminho)
O que a Palavra diz para mim?
O evangelista Marcos diz quem é Jesus. Os nazarenos não estavam interessados nisto. Só queriam saber dos milagres. Apenas buscavam seus interesses e não, a pessoa de Jesus.

Meditando
Os bispos, na Conferência de Aparecida, lembraram que como cristãos somos portadores de boas novas: 
“Deus amou tanto nosso mundo que nos deu o seu Filho. Ele anuncia a boa nova do Reino aos pobres e aos pecadores. Por isso, nós, como discípulos e missionários de Jesus, queremos e devemos proclamar o Evangelho, que é o próprio Cristo. Anunciamos a nossos povos que Deus nos ama, que sua existência não é ameaça para o homem, que Ele está perto com o poder salvador e libertador de seu Reino, que Ele nos acompanha na tribulação, que alenta incessantemente nossa esperança em meio a todas as provas. Os cristãos somos portadores de boas novas para a humanidade, não profetas de desventuras”. (DAp 30).
É assim que eu me sinto e vivo?

3. Oração (Vida)
O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Acolho no meu coração Jesus de Nazaré e 

Rezo com toda a Igreja a 
Oração do leigo no Ano Nacional do Laicato

Ó Trindade Santa, / Amor pleno e eterno, / que
estabelecestes a Igreja como vossa 'imagem terrena':
Nós vos agradecemos / pelos dons, carismas, / vocações,
ministérios e serviços / que todos os membros do vosso
povo realizam / como “Igreja em saída”, / para o bem
comum, / a missão evangelizadora / e a transformação
social, / no caminho vosso Reino.
Nós vos louvamos / pela presença e organização dos
cristãos leigos e leigas no Brasil / sujeitos eclesiais,
testemunhas de fé, / santidade e ação transformadora.
Nós vos pedimos, que os batizados / atuem como sal da
terra e luz do mundo: / na família, no trabalho, / na política,
e na economia, / nas ciências e nas artes, / na educação,
na cultura e nos meios de comunicação; / na cidade, no
campo e em todo o planeta, / nossa “casa comum”.
Nós vos rogamos que todos contribuam / para que os
cristãos leigos e leigas / compreendam sua vocação e
identidade, / espiritualidade e missão, / e atuem de forma
organizada na Igreja e na sociedade / à luz da evangélica
opção preferencial pelos pobres.
Isto vos suplicamos / pela intercessão da Sagrada Família,
/ Jesus, Maria e José, / modelos para todos os cristãos /

Amém!
4. Contemplação/Ação (Vida)
- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
Depois deste contato com Jesus de Nazaré, vou passar o dia, acolhendo Deus e as suas manifestações nas coisas simples, no pequeno, em cada pessoa.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém. 
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém. 

- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.

- Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
irpatricias@gmail.com