sábado, 19 de outubro de 2019

Lc 12,8-12 - O pecado da dominação!


Mês Missionário

- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparamo-nos para a Leitura, rezando:
Senhor Deus,
Não tenho a menor ideia de para onde estou indo,
Não enxergo o caminho à minha frente,
Não sei ao certo onde irá dar esse caminho.

Também não conheço verdadeiramente a mim mesmo,
E o fato de que penso que estou seguindo a tua vontade
Não significa que realmente esteja seguindo a tua vontade.

Mas acredito que o meu desejo de te agradar
Realmente te agrada.
E espero ter esse desejo em tudo o que fizer,
Espero nunca me afastar desse desejo.
Sei que, se assim o fizer,
Tu me guiaras pelo caminho correto
Embora eu possa nem saber que o estou trilhando.

Assim, confiarei sempre em ti
Embora eu pareça estar perdido
E caminhando na sombra da morte.
E não temerei, porque tu estás sempre comigo
E nunca deixarás que eu enfrente os perigos sozinho.
 Thomas Merton

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Lemos atentamente o texto: Lc 12,8-12, e observamos pessoas, palavras, relações, lugares.
Jesus disse ainda: - Eu digo a vocês que, se alguém afirmar publicamente que é meu, então o Filho do Homem também afirmará, diante dos anjos de Deus, que essa pessoa é dele. Mas aquele que disser publicamente que não é meu, o Filho do Homem também dirá diante dos anjos de Deus que essa pessoa não é dele.
 - Quem falar contra o Filho do Homem será perdoado, porém quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. 
- Quando levarem vocês para serem julgados nas sinagogas ou diante dos governadores e autoridades, não fiquem preocupados, pensando como vão se defender ou o que vão dizer. Pois naquela hora o Espírito Santo lhes ensinará o que devem dizer.
Refletindo
Jesus diz que o testemunho a favor ou contra Ele é que vai nos garantir o céu ou o inferno, ou seja, a separação dele. Fala também da blasfêmia contra o Espírito Santo que, neste contexto parece significar a rejeição intransigente de dar testemunho de Jesus, pelo qual a pessoa se fecha ao perdão de Deus. Quando a pessoa se encontrar em julgamento não deve se preocupar como se defender. O Espírito Santo falará por ela. Como diz o livro de Samuel: “O Espírito do Senhor fala por mim, sua palavra fala em minha língua” (Cf 2 Sm 23,2).

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para nós, hoje?
Qual palavra mais nos toca o coração?
Nossa vida reflete o que o texto diz ou há contradições? Damos testemunho de Jesus Cristo ou temos vergonha?
Meditando
A Conferência de Aparecida nos recorda: “No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação.” (DAp 351).

Na encíclica Laudato sì, diz o papa Francisco:
Crescemos pensando que éramos proprietários e dominadores da terra, autorizados a saqueá-la. A violência, que está no coração humano ferido pelo pecado, vislumbra-se nos sintomas de doença que notamos no solo, na água, no ar e nos seres vivos. Por isso, entre os pobres mais abandonados e maltratados, conta-se a nossa terra oprimida e devastada, que «geme e sofre as dores do parto» (Rm 8, 22). Esquecemo-nos de que nós mesmos somos terra (cf. Gn 2, 7). O nosso corpo é constituído pelos elementos do planeta; o seu ar permite-nos respirar, e a sua água vivifica-nos e restaura-nos. (LS 2).


3.Oração (Vida)
O que o texto nos leva a dizer a Deus? Rezamos com toda Igreja a
Oração do Mês Missionário Extraordinário

Pai Nosso,
o Teu filho unigênito Jesus Cristo,
ressuscitado dentre os mortos,
confiou aos seus discípulos o mandato:
“Ide e fazei discípulos todos os povos”.
Recorda-nos que, pelo batismo,
tornamo-nos participantes da missão da Igreja.
Pelos dons do Espírito Santo, concede-nos a graça
de sermos testemunhas do Evangelho,
corajosos e vigilantes,
para que a missão confiada à Igreja,
ainda longe de estar realizada,
encontre novas e eficazes expressões
que levem vida e luz ao mundo.
Ajuda-nos, Pai Santo,
a fazer com que todos os povos
possam encontrar-se com o amor
e a misericórdia de Jesus Cristo,
Ele que é Deus convosco, vive e reina
na unidade do Espírito Santo,
agora e para sempre.
Amém

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual nosso novo olhar a partir da Palavra? Vamos olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vamos eliminar do nosso modo de pensar e agir dominando as coisas, o mundo que não é meu, mas de Deus.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp