sábado, 14 de dezembro de 2019

Mt 17,10-13 - Aprendo com o Mestre


Em união com todos os que se encontram nas redes sociais
iniciamos nossa Leitura Orante, com a
Canção do Advento
Ó vem, Senhor, não tardes mais!
Vem saciar nossa sede de Paz!   
 

 1.   Ó vem, como chega a brisa do vento,
Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!  
2.   Ó vem, como chega a chuva no chão  
Trazendo fartura de vida e de pão!  
3.   Ó vem, como chega a luz que faltou  
Só tua palavra nos salva Senhor!  
4.   Ó vem, como chega a carta querida  
Bendito carteiro do Reino da Vida!  
5.   Ó vem, como chega o filho esperado  
Caminha conosco Jesus Bem amado!  
6.   Ó vem, como chega o Libertador  
Das mãos do inimigo nos salva Senhor

1.Leitura (Verdade)

- O que a Palavra diz?
Lemos atentamente, na Bíblia, o texto: Mt 17,10-13.
 Ao descerem do monte, 10 os discípulos perguntaram a Jesus: “Por que os mestres da lei dizem que Elias deve vir primeiro?” 11 Jesus respondeu: “Elias vem e colocará tudo em ordem. 12 Ora, eu vos digo, Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do homem será maltratado por eles”. 13 Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Batista.
Refletindo
Os discípulos querem compreender. Os escribas os provocam recordando profecias. Sobre Elias, Jesus lhes diz que este já veio, mas não foi reconhecido. Da mesma forma acontecerá com o Filho do Homem. Para os discípulos, Jesus se referia a João Batista.


2. Meditação (Caminho)
 O que a Palavra diz para nós? 
Os discípulos compreenderam depois que ouviram o Mestre. A fé e o amor me levam a ver de forma diferente as pessoas, imagem de Deus. Preciso  me aproximar mais e escutar a Palavra. Esta é condição para aprender do Mestre, para converter-me e viver como filho de Deus, transformar minha vida e ser  discípulo/a e missionário/a do Mestre Jesus Cristo. 
Meditando
Como nos lembram os bispos, em Aparecida: Não temos outra felicidade nem outra prioridade que não seja sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades e resistências. Este é o melhor serviço – seu serviço! – que a Igreja tem que oferecer às pessoas e nações” (DAp 14).


3. Oração (Vida)
O que a Palavra nos leva a dizer a Deus?
Rezamos a Maria, que tão bem soube ouvir e compreender a Palavra de Deus


A Nossa Senhora da Anunciação


Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada, 

ó Maria!

Crestes na mensagem celeste, 

e em vós se cumpriram grandes coisas, 

como vos fora anunciado. 
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação do Filho de Deus
no vosso seio virginal  
e vos tornastes Mãe de Deus. 
Raiou então o dia mais feliz da história da humanidade! 
Os homens tiveram o Mestre divino, 
o Sacerdote único e eterno, 
a Hóstia de reparação, 
o Rei universal! 
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem. 
Maria, alcançai-me a graça de uma fé viva, 
forte, atuante; uma fé que salva e santifica!
Fé no Evangelho, na Igreja, na vida eterna.


4.Contemplação (Vida)
- Qual o nosso novo olhar a partir da Palavra?
Levamos conosco a luz de Jesus Cristo. Quanto mais esta luz levar em nossos olhos, nossas mãos, nossas palavras, mais iluminado estará o mundo em que vivemos.
Bênção 
-Bênção natalina do papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...


Irmã Patrícia Silva, fsp


Mt 11,2-11 - Felizes os que não abandonam a fé - 15 de dezembro



Domingo da Alegria


Iniciamos rezando, com todos os que navegam nas redes sociais:

Senhor, nós te agradecemos por este dia. 

Abrimos nossas portas e janelas para que tu possas 
Entrar com tua luz. 
Queremos que tu Senhor, definas os contornos de 
Nossos caminhos, 
As cores de nossas palavras e gestos, 
A dimensão de nossos projetos, 
O calor de nossos relacionamentos e o 
Rumo de nossa vida. 
Podes entrar, Senhor em nossas famílias. 
Precisamos, Senhor, de tua presença 
Para aprendermos a partilhar e abençoar!



1. Leitura (Verdade) 

O que diz o texto do dia? 

Lemos atentamente, o texto: Mt 11,2-11 
João Batista estava na cadeia e, quando ouviu falar do que Cristo fazia, mandou que alguns dos seus discípulos fossem perguntar a ele: 

- O senhor é aquele que ia chegar ou devemos esperar outro? 

Jesus respondeu: 
- Voltem e contem a João o que vocês estão ouvindo e vendo. Digam a ele que os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e os pobres recebem o evangelho. E felizes são aqueles que não abandonam a sua fé em mim! 
Quando os discípulos de João foram embora, Jesus começou a dizer ao povo o seguinte a respeito de João: 
- O que vocês foram ver no deserto? Um caniço sacudido pelo vento? O que foram ver? Um homem bem vestido? Ora, os que se vestem bem moram nos palácios! Então me digam: o que esperavam ver? Um profeta? Sim. E eu afirmo que vocês viram muito mais do que um profeta. Porque João é aquele a respeito de quem as Escrituras Sagradas dizem: "Aqui está o meu mensageiro, disse Deus. Eu o enviarei adiante de você para preparar o seu caminho." Eu afirmo a vocês que isto é verdade: de todos os homens que já nasceram, João Batista é o maior. Porém quem é menor no Reino do Céu é maior do que ele. 
Refletindo
Jesus curou doentes, expulsou demônios, deu vida, anunciou a Palavra. E se diz o Messias. Primeiro Jesus fala de sua pessoa e missão. Aponta para os milagres realizados: curou doentes, expulsou demônios, deu vida, anunciou a Palavra. Nisso ressoa um eco da profecia de Isaías: "o vosso Deus vem em pessoa e vos salvará." Os olhos dos cegos se abrem, os ouvidos dos surdos se abrirão, o coxo saltará, a língua do mudo cantará" (Is 35,5). Isso confirma a missão de Jesus como Messias. Em seguida, Jesus define a missão de João. Um verdadeiro profeta. Por seu estilo de vida atraiu o povo, e não pelo luxo, "um homem bem vestido". No deserto e não, num palácio. João é um profeta, afirma Jesus. E até, mais que um profeta. E cita Malaquias:"Aqui está o meu mensageiro, disse Deus. Eu o enviarei adiante de você para preparar o seu caminho." (Ml 3,1). O anúncio de João Batista supera todas as profecias, porque anuncia a presença do Reino e do Messias. 



2. Meditação (Caminho) 

O que o texto diz para nós, hoje? 
Para compreender a identidade de Jesus Cristo, tenho que ter o coração humilde. 
Meditando
Os Bispos em Aparecida nos ajudaram a compreender melhor a identidade de Jesus: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida" (Jo 14,6). Ele é o verdadeiro caminho para o Pai, o qual tanto amou ao mundo que lhe deu o seu Filho único, para que todo aquele que nele crer tenha a vida eterna (cf. Jo 3,16). Esta é a vida eterna: "que te conheçam a ti o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo teu enviado" (Jo 17,3). A fé em Jesus como o Filho do Pai é a porta de entrada para a Vida.´ (DAp 101). 



3.Oração (Vida) 

O que o texto nos leva a dizer a Deus? 
Rezamos, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluímos com a oração: 

3º Domingo do Advento:
A terceira vela hoje acendemos 
E cantamos: "Alegrai-vos no Senhor!" 
No deserto, uma voz escutemos: 
Praticai a justiça e o amor! 

Uma vela, na coroa, acendemos, 
Toda sombra se esvai com sua luz; 
Vigilantes, o Senhor esperemos: 
Chegou o tempo do Advento de Jesus ! 

4. Contemplação
Qual nosso novo olhar, nossas novas atitudes?
Vamos alimentar nossa fé, esta porta de entrada para a vida.




Bênção natalina do papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...


Irmã Patrícia Silva, fsp