segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Lc 2,36-40 - No Templo, a profetisa Ana

Preparamo-nos para a Leitura Orante, 
rezando com todos os visitantes desta página nas redes sociais:
Saudação
- A nós todos, a paz de Deus, nosso Pai,
  a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
  no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
- Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
  Trindade Santíssima
- Pai, Filho, Espírito Santo -
  presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser.
  Eu vos adoro, amo e agradeço.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Lemos atentamente: Lc 2,36-40. Observamos os personagens da cena descrita: o Menino Jesus, Ana, Maria e José.
Havia ali também uma profetisa chamada Ana, que era viúva e muito idosa. Ela era filha de Fanuel, da tribo de Aser. Sete anos depois que ela havia casado, o seu marido morreu. Agora ela estava com oitenta e quatro anos de idade. Nunca saía do pátio do Templo e adorava a Deus dia e noite, jejuando e fazendo orações. Naquele momento ela chegou e começou a louvar a Deus e a falar a respeito do menino para todos os que esperavam a libertação de Jerusalém.
Quando terminaram de fazer tudo o que a Lei do Senhor manda, José e Maria voltaram para a Galileia, para a casa deles na cidade de Nazaré.
O menino crescia e ficava forte; tinha muita sabedoria e era abençoado por Deus.

Refletindo
A profetisa Ana, nos seus 84 anos, estava sempre no templo, adorando a Deus. Ela tem duas atitudes ao ver o Menino Jesus:
1ª Louva a Deus
2ª Fala, anuncia a todos que o Menino é o libertador esperado.
Maria e José, depois de cumprir a Lei do Senhor, voltaram para Nazaré, na Galileia.
O Menino crescia em idade, sabedoria e graça de Deus.

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para nós, hoje?
Podemos nos perguntar: sou uma pessoa atenta aos sinais de Deus? Ao perceber a presença de Deus na minha vida, quais atitudes tenho?
Meditando
 Como Ana, louvamos a Deus e o anunciamos aos demais? Como disseram os bispos em Aparecida: "Como discípulos de Jesus reconhecemos que Ele é o primeiro e maior evangelizador enviado por Deus (cf. Lc 4,44) e, ao mesmo tempo, o Evangelho de Deus (cf. Rm 1,3). Cremos e anunciamos "a boa nova de Jesus, Messias, Filho de Deus" (Mc 1,1). (DAp 103).

3.Oração (Vida)
O que o texto nos leva a dizer a Deus?
Rezamos, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluímos:
Espírito vivificador,
a ti consagro o meu coração:
aumenta em mim o amor a Jesus, Vida da minha vida.
Faze-me sentir filho amado do Pai. Amém.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual nosso novo olhar a partir da Palavra?
Nosso novo olhar é de busca dos sinais de Deus no mundo em que vivemos. Sabemosque "Somos chamados a encarnar o Evangelho no coração do mundo"(Diretrizes da CNBB, no 21). Vamos falar de Deus às pessoas com quem convivemos.

Bênção do Natal
Senhor, volta para mim, na maneira simples de chegar.
E que te possa descobrir
em todos os presépios e casas,
em todas as manjedouras e berços,
em todas as Marias e Josés.


Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp