segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Mc 2,18-22 - Vinho novo em odres novos!

Preparamo-nos para a Leitura Orante, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Trindade Santíssima
- Pai, Filho, Espírito Santo -
presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser.
Eu vos adoro, amo e agradeço.


1. Leitura (Verdade)
- O que a Palavra diz?
Lemos atentamente o texto do Evangelho do Dia: Mc 2,18-22

Naquele tempo, os discípulos de João Batista e os fariseus estavam jejuando. Então, vieram dizer a Jesus: “Por que os discípulos de João e os discípulos dos fariseus jejuam e os teus discípulos não jejuam?” Jesus respondeu: “Os convidados de um casamento poderiam, por acaso, fazer jejum enquanto o noivo está com eles? Enquanto o noivo está com eles, os convidados não podem jejuar. Mas vai chegar o tempo em que o noivo será tirado do meio deles; aí então eles vão jejuar. Ninguém põe um remendo de pano novo numa roupa velha, porque o remendo novo repuxa o pano velho e o rasgão fica maior ainda. Ninguém põe vinho novo em odres velhos, porque o vinho novo arrebenta os odres velhos e o vinho e os odres se perdem. Por isso, vinho novo em odres novos”. 

Refletindo
O texto diz que Jesus vem trazer clima de festa, de alegria. O jejum que ele pede não é como o fazem os fariseus. Segundo eles, o jejum era praticado por lei ou por devoção, como expressão de luto, arrependimento ou humildade. O jejum que Jesus quer é um coração arrependido, é a atitude de perdão e de partilha do que se tem com os mais necessitados. Estar com Jesus é uma festa! Ao falar de vinho novo em odres novos e remendo novo em roupa velha, Ele quer falar de coerência.

2. Meditação(Caminho)
- O que a Palavra diz para nós?
Perguntamo-nos: no nosso ser cristão preferimos as comodidades ou gostamos de servir? Somos coerentes no nosso seguimento de Jesus Cristo, aceitando a cruz como parte da missão? Quais são as nossas cruzes? Quando nos julgam, continuamos confiando em Deus? Acreditamos que Deus nos dá sabedoria para enfrentar os que contradizem nossa fé? Temos convicções que nos ajudam a vencer as dificuldades?
Meditando
Recordamos a palavra dos bispos que também falaram de coerência, em Aparecida e lembraram o testemunho dos mártires: "Identificar-se com Jesus Cristo é também compartilhar seu destino: "Onde eu estiver, aí estará também o meu servo" (Jo 12,26). O cristão vive o mesmo destino do Senhor, inclusive até a cruz: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, carregue a sua cruz e me siga" (Mc 8,34). Estimula-nos o testemunho de tantos missionários e mártires de ontem e de hoje em nossos povos que tem chegado a compartilhar a cruz de Cristo até a entrega de sua vida." (DAp, 140).

3. Oração (Vida)
- O que a Palavra nos leva a dizer a Deus? Rezamos com toda a Igreja

Oferecimento do dia
Adoro-vos, meu Deus, 
amo-vos de todo o meu coração. 
Agradeço-vos porque me criastes, 
me fizestes cristão, 
me conservastes a vida e a saúde.

Ofereço-vos o meu dia: 
que todas as minhas ações correspondam a vossa vontade. 
E que faça tudo para a vossa glória e para a paz dos homens. 
Livrai-me do pecado, do perigo e de todo o mal.

Que a vossa graça, bênção, luz e presença 
permaneçam sempre comigo e 
com todos aqueles que eu amo.


Amém.
                                                     
4. Contemplação(Vida/ Missão)
- Qual o nosso novo olhar a partir da Palavra?
Termos no olhar a certeza de que na coerência ao seguimento de Jesus, Ele nos dará toda luz necessária para testemunhá-lo.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém. -
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.