segunda-feira, 2 de março de 2020

Mt 25,31-46 - Seremos julgados pelo amor




Faça conosco este Retiro, diariamente, 
às 17h30, pela Rádio Nova Aliança - AM 710, FM 103,3 
ou
acessando na internet 
www.novaalianca.org.br

Passo a passo, a caminho com Jesus,
chegamos à 1ª Semana da quaresma 
quando, hoje,  contemplamos Jesus no juízo final.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Creio, Senhor Jesus, que sou parte de seu Corpo.
Trindade Santíssima
- Pai, Filho, Espírito Santo -
presente e atuante na Igreja e na profundidade do meu ser.
Eu vos adoro, amo e agradeço.

Em silêncio e na solidão.
Inclinamos a cabeça. Fechamos os olhos.
Respiramos suavemente, e olhamos
através da imaginação,
para dentro do nosso coração.
Repetimos, respirando:
“Senhor Jesus, tem piedade de nós".

Agora, ouçamos o que ele, o Senhor nos diz



Põe teu coração no meu - Pe. Zezinho,scj
Neste tempo de repouso do nosso coração no de Jesus, 
em silêncio,
 ouvimos o que ele nos quer comunicar.

1. Leitura (Verdade)
- O que a Palavra diz? Vejamos em  Mt 25,31-46 
- Quando o Filho do Homem vier como Rei, com todos os anjos, ele se sentará no seu trono real. Todos os povos da terra se reunirão diante dele, e ele separará as pessoas umas das outras, assim como o pastor separa as ovelhas das cabras. Ele porá os bons à sua direita e os outros, à esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: "Venham, vocês que são abençoados pelo meu Pai! Venham e recebam o Reino que o meu Pai preparou para vocês desde a criação do mundo. Pois eu estava com fome, e vocês me deram comida; estava com sede, e me deram água. Era estrangeiro, e me receberam na sua casa. Estava sem roupa, e me vestiram; estava doente, e cuidaram de mim. Estava na cadeia, e foram me visitar."
- Então os bons perguntarão: "Senhor, quando foi que o vimos com fome e lhe demos comida ou com sede e lhe demos água? Quando foi que vimos o senhor como estrangeiro e o recebemos na nossa casa ou sem roupa e o vestimos? Quando foi que vimos o senhor doente ou na cadeia e fomos visitá-lo?"
- Aí o Rei responderá: "Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quando vocês fizeram isso ao mais humilde dos meus irmãos, foi a mim que fizeram."
- Depois ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: "Afastem-se de mim, vocês que estão debaixo da maldição de Deus! Vão para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos! Pois eu estava com fome, e vocês não me deram comida; estava com sede, e não me deram água. Era estrangeiro, e não me receberam na sua casa; estava sem roupa, e não me vestiram. Estava doente e na cadeia, e vocês não cuidaram de mim."
- Então eles perguntarão: "Senhor, quando foi que vimos o senhor com fome, ou com sede, ou como estrangeiro, ou sem roupa, ou doente, ou na cadeia e não o ajudamos?"
- O Rei responderá: "Eu afirmo a vocês que isto é verdade: todas as vezes que vocês deixaram de ajudar uma destas pessoas mais humildes, foi a mim que deixaram de ajudar."
 


Refletindo
Esta passagem sobre o julgamento final só é descrita por Mateus. Não aparece nos outros evangelhos. Mateus quer insistir sobre um aspecto da vivência cristã.  Qual aspecto? No juízo se manifestará a verdadeira identidade da pessoa, a qual, aliás, o cristão já conhece desde agora: só o amor aos irmãos é o que dá ao homem consistência e salvação; só no amor aos irmãos se encontra concretamente o Senhor. Tiago dirá: “A fé sem obras é morta”. (Tg 2,17).
Quais outros textos podemos ver sobre este mesmo assunto?
Na Bíblia há mais de 300 citações sobre o amor. Alguns textos de Provérbios e onde Jesus fala do amor:
Pr 21,21:
"Quem busca justiça e amor encontrará vida, justiça e honra."

Lc 7,47:
Disse Jesus referindo-se à mulher: "os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, porque ela demonstrou muito amor. Aquele a quem foi perdoado pouco, demonstra pouco amor.»

Jo 13,35:
Disse Jesus: "Se vocês tiverem amor uns para com os outros, todos reconhecerão que vocês são meus discípulos.» 

Jo 15, 12-13:
"O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros, assim como eu amei vocês.  Não existe amor maior do que dar a vida pelos amigos."


2. Meditação(Caminho)
- O que a Palavra diz para nós?
- Perguntemo-nos agora:
- Hoje, na minha realidade, quem são as "mais humildes pessoas"- famintos, maltrapilhos, doentes, encarcerados - de que Jesus fala no Evangelho? Quais são as pessoas a quem devemos amar mais?
- O Senhor não partiu, mas ficou. Ele disse: "Estarei com vocês todos os dias" (Mt 28,20). É o Deus conosco. Quais são os lugares concretos e em quais pessoas ele se faz presente?Meditando
Os bispos, em Aparecida, disseram: “Para ficar parecido verdadeiramente com o Mestre é necessário assumir a centralidade do Mandamento do amor, que Ele quis chamar seu e novo: “Amem-se uns aos outros, como eu os amei” (Jo 15,12). Este amor, com a medida de Jesus, com total dom de si, além de ser o diferencial de cada cristão, não pode deixar de ser a característica de sua Igreja, comunidade discípula de Cristo, cujo testemunho de caridade fraterna será o primeiro e principal anúncio, “todos reconhecerão que sois meus discípulos” (Jo 13,35)." (DAp 138).




                                           Beleza eterna - Pe. Zezinho, scj 


3. Oração (Vida)


- O que a Palavra nos leva a dizer a Deus?
Nosso coração anda buscando a luz que tem o Senhor. Por isso estamos aqui, depois de andar sem rumos e de não resolver nossa fome com as propostas do mundo.
E rezamos  a canção  Hino de São Paulo, inspirada em 
1Cor 13  e vamos nos espelhando nas atitudes que ela apresenta:                                        

Se eu não tiver amor, eu nada sou, Senhor!
1. O amor é compassivo, o amor é serviçal,
o amor não tem inveja, o amor não busca o mal.
2. O amor nunca se irrita, não é nunca descortês,
o amor não é egoísta, o amor nunca é dobrez.
3. O amor desculpa tudo, o amor é caridade,
não se alegra na injustiça, é feliz, só na verdade.
4. O amor suporta tudo, o amor em tudo crê,
o amor guarda a esperança, o amor sempre é fiel.
5. Nossa fé, nossa esperança, junto a Deus, terminará,
mas o amor será eterno, o amor não passará.


.


4. Contemplação(Vida/ Missão) 
- Qual o nosso novo olhar a partir da Palavra? Vou contemplar o mundo de hoje com o olhar de Jesus, na certeza de que o que faz a pobreza ou a  nobreza do meu ser é a minha capacidade de amar. Recordamos e vamos nos lembrar durante o dia a expressão de são João da Cruz: "No entardecer de nossas vidas, seremos julgados sobre o amor".
Recebamos a bênção do cardeal Sérgio da Rocha pedindo a graça de sermos fieis ao amor.

Bênção   DO CARDEAL SÉRGIO DA ROCHA (com BG):
Senhor, nosso Deus, concedei-nos nesta quaresma a graça da conversão e da reconciliação por meio da oração, da penitencia e da caridade. Dai-nos a graça de aprender convosco a  ser livres para amar, acolhendo a vida como dom e compromisso, valorizando e defendendo a vida, especialmente onde ela se encontra mais fragilizada e sofrida. Isto vos pedimos, em nome do Pai, e do Filho e do Espirito Santo. Amém.



                                         Hino ao amor - Pe. Zezinho,scj
                                                            

Põe teu coração no meu