domingo, 21 de junho de 2009

Mc 4,35-41- Jesus acalma uma tempestade

Décima Segunda Semana do Tempo Comum
Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mc 4,35-41, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Naquele dia, de tardinha, Jesus disse aos discípulos:
- Vamos para o outro lado do lago.
Então eles deixaram o povo ali, subiram no barco em que Jesus estava e foram com ele; e outros barcos o acompanharam. De repente, começou a soprar um vento muito forte, e as ondas arrebentavam com tanta força em cima do barco, que ele já estava ficando cheio de água. Jesus estava dormindo na parte detrás do barco, com a cabeça numa almofada. Então os discípulos o acordaram e disseram:
- Mestre! Nós vamos morrer! O senhor não se importa com isso?
Então ele se levantou, falou duro com o vento e disse ao lago:
- Silêncio! Fique quieto!
O vento parou, e tudo ficou calmo. Aí ele perguntou:
- Por que é que vocês são assim tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?
E os discípulos, cheios de medo, diziam uns aos outros:
- Que homem é este que manda até no vento e nas ondas?

Este foi o primeiro milagre de Jesus relacionado à natureza. Acalmar uma tempestade no mar significava dominar as forças do abismo. Os discípulos se assustaram:
- Que homem é este que manda até no vento e nas ondas?
Quando e onde aconteceu o milagre? O texto diz “de tardinha”, no lago. Jesus e os discípulos subiram no barco. E começou a soprar um vento muito forte e as ondas arrebentavam com muita força no barco. Jesus dormia na parte detrás do barco. Os discípulos se apavoram. Então, o acordaram e disseram: Mestre! Nós vamos morrer! O senhor não se importa com isso?
Então, ele se levantou, falou com autoridade ao vento e disse ao lago: Silêncio! Fique quieto! O vento parou, e tudo ficou calmo. Aí, ele chamou a atenção dos discípulos: Por que é que vocês são assim tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Este texto me convida a avaliar a minha fé. A tempestade do texto lido lembra as nossas tempestades. Dizemos que temos fé, que seguimos Jesus, que ele está conosco, mas nos momentos difíceis nos apavoramos como os discípulos. Achamos que Jesus está dormindo no nosso barco. Pense nas muitas situações de vida das famílias, da sociedade, do seu trabalho em que, às vezes, parece que você tem que acordar Jesus.


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo:
Senhor, como os discípulos, ainda não conheciam o teu poder,
foi preciso que quase se afogassem para perceber que estavas ali, do lado deles.
Hoje vivemos situações como a dos discípulos, agitação, assaltos, violências...
Vivemos apreensivos e até amendrontados pelo que possa nos acontecer. Renovo, Senhor, a certeza de que tens poder sobre todas as coisas, poder para nos livrar de todo mal.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de fé.
Em casa, na rua, no trabalho, onde estiver, em alguma situação ameaçadora ou difícil,
vou aumentar minha confiança no Senhor,
na certeza de que ele me ajudará.

Nenhum comentário: