terça-feira, 11 de maio de 2010

Jo 16,5-11- O Espírito é derramado em nossos corações

Inicio este momento de Leitura Orante, em sintonia com as expectativas dos bispos na Conferência de Aparecida:
“Desejamos que a alegria que recebemos no encontro com Jesus Cristo, a quem reconhecemos como o Filho de Deus encarnado e redentor, chegue a todos os homens e mulheres feridos pelas adversidades; desejamos que a alegria da boa nova do Reino de Deus, de Jesus Cristo vencedor do pecado e da morte, chegue a todos quantos jazem à beira do caminho, pedindo esmola e compaixão (cf. Lc 10,29-37; 18,25-43)”.
(DA, 32).
1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Jo 16,5-11, e observo as palavras de Jesus que parecem uma despedida, mas plenas de amor ao nos oferecer o Espírito.
Porém agora eu vou para junto daquele que me enviou. E nenhum de vocês me pergunta: "Aonde é que o senhor vai?" Mas, porque eu disse isso, o coração de vocês ficou cheio de tristeza. Eu falo a verdade quando digo que é melhor para vocês que eu vá. Pois, se não for, o Auxiliador não virá; mas, se eu for, eu o enviarei a vocês. Quando o Auxiliador vier, ele convencerá as pessoas do mundo de que elas têm uma idéia errada a respeito do pecado e do que é direito e justo e também do julgamento de Deus. As pessoas do mundo estão erradas a respeito do pecado porque não crêem em mim; estão erradas a respeito do que é direito e justo porque eu vou para o Pai, e vocês não vão me ver mais. E também estão erradas a respeito do julgamento porque aquele que manda neste mundo já está julgado.
O Mestre garante que quando vier, o Espírito Santo vai revelar o que está errado e também o que é direito e justo. A missão do Espírito é interpretar e nos ajudar a ver a realidade e nela discernir o que é conforme o Projeto de Jesus.
2. Meditação (Caminho) O que o texto diz para mim, hoje?
Jesus me diz que devo contar na minha vida com o Espírito Santo para discernir cada situação, para interpretar os sinais de Deus no meu dia a dia. Os bispos, em Aparecida, disseram que o Espírito é o animador da Igreja e foi “derramado nos nossos corações”: “Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com toda sorte de bênçãos pessoa de Cristo (cf. Ef 1,3). O Deus da Aliança, rico em misericórdia, nos amou primeiro; imerecidamente amou a cada um de nós; por isso o bendizemos, animados pelo Espírito Santo, Espírito vivificador, alma e vida da Igreja. Ele, que foi derramado em nossos corações, geme e intercede por nós e, com seus dons nos fortalece em nosso caminho de discípulos e missionários.”(DA 23).
3.Oração (Vida)O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, com Bento XVI:
Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida,
rosto humano de Deus e rosto divino do homem,
acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu
e a alegria de sermos cristãos.
Vinde ao nosso encontro
e guiai os nossos passos para seguir-vos
e amar-vos na comunhão da vossa Igreja,
celebrando e vivendo o dom da Eucaristia,
carregando a nossa cruz, e motivados por vosso envio.
Dai-nos sempre o fogo de vosso Santo Espírito,
que ilumine as nossas mentes
e desperte em nós o desejo de contemplar-vos,
o amor aos irmãos, especialmente aos aflitos,
e o ardor por anunciar-vos no início deste século.
Discípulos e missionários vossos,
nós queremos remar mar adentro,
para que os nossos povos tenham em vós vida abundante,
e construam com solidariedade a fraternidade e a paz.
Senhor Jesus, vinde e enviai-nos!
Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós. Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Hoje, quero expressar a alegria de ser discípulo do Senhor e de ter sido agraciado com o tesouro do Evangelho. Ser cristão não é uma carga, mas um dom: Deus Pai nos abençoou em Jesus Cristo seu Filho, Salvador do mundo”. (DA,23).

Obs.: Se você quiser receber em seu endereço eletrônico o Evangelho do Dia, acesse o seguinte endereço e preencha o formulário de cadastro - http://www.paulinas.org.br/loja/CentralUsuarioLogin.aspx

Um comentário:

elivaldo epifanio santos disse...

Comentário: Nesta bela passagem do Evangelho, quando Jesus trata de Sua despedida junto aos seus discípulos, Ele nos esclarece sobre a razão e a importância de sua partida: "É de vosso interesse que Eu parta, pois, se não for, o Paráclito não virá a vós". A palavra 'Paráclito' aqui utilizada é uma denominação dada por Jesus ao Espírito Santo. Jesus ainda nos diz: "Mas se for, enviá-lo-ei a vós". E o Espírito revelará ao mundo aquilo que o mundo ainda desconhece.

Percebamos bem o que Jesus nos diz a respeito da ação do Espírito Santo: "E quando Ele vier, estabelecerá a culpabilidade do mundo a respeito do pecado, da justiça e do julgamento". O mundo se recusa a crer que Cristo foi enviado por Deus apesar das evidências das Suas obras e da excelência do Seu ensinamento: "Ele era a luz verdadeira que ilumina todo homem (...). Veio para o que era Seu, e os seus não O receberam. Mas a todos que O receberam deu o poder de se tornarem filhos de Deus (Jo 1,9.11-12)". Esse é o grande pecado: não acolher o Messias. Mas o Espírito Santo estará sempre trabalhando em prol da fé em Jesus Cristo e pela santificação da humanidade.

O estabelecimento da Justiça consiste no apoio dado pelo Espírito Santo de Deus, enviado por Cristo, para o estabelecimento do amor nas relações humanas, renovando a face da terra, através de sua presença, graça e inspiração constante, como nos ensinou Jesus Cristo. Já o causador da mentira, do ódio, da violência, da maldade e do pecado em geral, foi derrotado e condenado quando ocorreu a elevação de Cristo na cruz. Dessa forma, através da doação plena de Jesus Cristo, obtivemos a vitória vida e do amor.

O envio do Espirito Santo é o que dá alento aos discípulos, porque, por mais triste que estivessem por causa da ida de Jesus para o Pai, eles se sentiam confortados pela presença do Paráclito. Nos tempos atuais, não temos a presença física de Jesus como tiveram os apóstolos, porém, temos a sua Santa Presença na Eucaristia e a presença do Espírito Santo em nós. E, como Membros da Igreja, devemos nos alimentar do Seu Corpo, da Sua Palavra e prestar-lhe o culto devido, especialmente com nossa participação na Santa Missa e na prática da oração.

Além disto, o que o mundo precisa saber sobre Deus devemos ter condições de responder, já que somos os herdeiros da Boa Nova de Jesus. A ação do Espírito Santo, derramando suas Graças e Dons, conforme julgue apropriado, nos dá as condições para revelar o imenso amor do Pai por todos nós. Esta é a nossa grande missão e o nosso grande consolo.