segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Mt 6,1-6.16-18 - A caridade, a oração, o jejum

Preparo-me para a Leitura, rezando
Creio, meu Deus, que estou diante de Ti.
Que me vês e escutas as minhas orações.
Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.
Tu me deste tudo: eu te agradeço.
1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 6,1-6.16-18, e observo as comparações que Jesus faz.
Jesus disse:
- Tenham o cuidado de não praticarem os seus deveres religiosos em público a fim de serem vistos pelos outros. Se vocês agirem assim, não receberão nenhuma recompensa do Pai de vocês, que está no céu.
- Quando você der alguma coisa a uma pessoa necessitada, não fique contando o que fez, como os hipócritas fazem nas sinagogas e nas ruas. Eles fazem isso para serem elogiados pelos outros. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: eles já receberam a sua recompensa. Mas você, quando ajudar alguma pessoa necessitada, faça isso de tal modo que nem mesmo o seu amigo mais íntimo fique sabendo do que você fez. Isso deve ficar em segredo; e o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa. - Quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas para serem vistos pelos outros. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: eles já receberam a sua recompensa. Mas você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai, que não pode ser visto. E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa. - Quando vocês jejuarem, não façam uma cara triste como fazem os hipócritas, pois eles fazem isso para todos saberem que eles estão jejuando. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: eles já receberam a sua recompensa. Mas você, quando jejuar, lave o rosto e penteie o cabelo para os outros não saberem que você está jejuando. E somente o seu Pai, que não pode ser visto, saberá que você está jejuando. E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa.
Jesus deixa entrever em várias expressões deste texto, a necessidade de discrição. A falta de discrição pode deturpar a piedade. Mostrar-se religioso, piedoso só para ser visto e louvado pelas pessoas, é valorizar a aparência, é voltar-se para si mesmo, é hipocrisia.
Queria dizer que a verdadeira piedade tem em vista apenas o voltar-se e o encontro com o Pai.
2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra mais me toca o coração?
Quando rezo, em quem penso mais? Em mim mesmo? Ou busco unicamente a Deus?
Fico observando as outras pessoas? Busco aparentar que sou uma pessoa piedosa?
3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo com toda Igreja a
Oração da CF 2010
Ó Deus criador, do qual tudo nos vem,
nós te louvamos pela beleza e perfeição
de tudo que existe
como dádiva gratuita para a vida.

Nesta Campanha da Fraternidade Ecumênica, acolhemos a graça da unidade
e da convivência fraterna,
aprendendo a ser fiéis ao Evangelho.
Ilumina, ó Deus, nossas mentes
para compreender
que a boa nova que vem de ti é amor, compromisso e partilha entre todos nós,
teus filhos e filhas.

Reconhecemos nossos pecados de omissão
diante das injustiças
que causam exclusão social e miséria.
Pedimos por todas as pessoas
que trabalham na promoção
do bem comum
e na condução de uma economia
a serviço da vida.

Guiados pelo teu Espírito,
queremos viver o serviço e a comunhão,
promovendo uma economia
fraterna e solidária,
para que a nossa sociedade
acolha a vinda do teu reino.
Por Cristo, nosso Senhor.
Amém.
4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Os bispos, na Conferência de Aparecida reconheceram e eu concordo com eles:
"A pessoa sempre procura a verdade de seu ser, visto que é esta verdade que ilumina a realidade de tal modo que possa se desenvolver nela com liberdade e alegria, com gozo e esperança." (DA, 42).
Obs.: Faça conosco o Retiro de Quaresma e Páscoa. Veja na Capela Virtual.

Nenhum comentário: