sábado, 26 de janeiro de 2019

Lc 10,1-9 - Todos podem partilhar a fé


Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:


Oração da manhã
 Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, 
pelo calor que cria vida,
pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, 
pela terra, pela água, pelo ar,
 pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo 
os pensamentos que vamos alimentar,
as palavras que vamos dizer, 
os gestos que vamos dirigir,a comunicação
que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, 
os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, 
o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, 
a esperança que vamos promover,a paz
que vamos semear,a fé que vamos viver,
o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor,
a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar
amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, 
no início, durante e no fim deste dia.
Amém. (Ir. Patrícia Silva, fsp)
1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 10,1-12.
Depois disso o Senhor escolheu mais setenta e dois dos seus seguidores e os enviou de dois em dois a fim de que fossem adiante dele para cada cidade e lugar aonde ele tinha de ir. Antes de os enviar, ele disse:
- A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, peçam ao dono da plantação que mande trabalhadores para fazerem a colheita. Vão! Eu estou mandando vocês como ovelhas para o meio de lobos. Não levem bolsa, nem sacola, nem sandálias. E não parem no caminho para cumprimentar ninguém. Quando entrarem numa casa, façam primeiro esta saudação: "Que a paz esteja nesta casa!" Se um homem de paz morar ali, deixem a saudação com ele; mas, se o homem não for de paz, retirem a saudação. Fiquem na mesma casa e comam e bebam o que lhes oferecerem, pois o trabalhador merece o seu salário. Não fiquem mudando de uma casa para outra.
- Quando entrarem numa cidade e forem bem recebidos, comam a comida que derem a vocês. Curem os doentes daquela cidade e digam ao povo dali: "O Reino de Deus chegou até vocês."

Refletindo
Jesus Mestre organiza a equipe de discípulos. Tem objetivo, conteúdo, estratégia e missão claros.
Equipe: setenta e dois discípulos. Setenta na tradição judaica significava o número dos povos do mundo. O número de setenta discípulos manifesta o objetivo de Jesus com relação à humanidade inteira. O novo Povo de Deus envolverá todos os povos da terra.
Objetivo: Atenção à vida das pessoas ("cura dos doentes") e anúncio do Reino de Deus.
Conteúdo: preparar a acolhida do Senhor (pré-missão).
Estratégia: oração, despojamento, ir ao encontro, visitar todas as casas, iniciando com saudação de paz. Missão: a "colheita". Ou seja: formar o novo Povo de Deus.

2. Meditação (Caminho)
O que a Palavra diz para mim?
Respondo aos apelos e convites de Jesus Mestre? Atualizo a Palavra, ligando-a à minha vida.
Faço parte do Novo Povo de Deus. Sou também convocado/a a ser discípulo/a missionário/a atento/a ao bem das pessoas e ao anúncio do Reino.

Meditando
Como disseram os bispos, em Aparecida: " Conhecer a Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou ao nos chamar e nos escolher."(DAp 18).
Qual o meu compromisso com a Igreja? Minha fé é dinâmica, comunicativa. Às vezes, tenho minha fé e compromissos adormecidos, sem expressão.
O papa Francisco fala, na Laudato sì:
A liberdade humana pode prestar a sua contribuição inteligente para uma  evolução positiva, como pode também acrescentar novos males, novas causas de sofrimento e verdadeiros atrasos. Isto dá lugar à apaixonante e dramática história humana, capaz de transformar-se num desabrochamento de libertação, engrandecimento, salvação e amor, ou, pelo contrário, num percurso de declínio e mútua destruição. Por isso a Igreja, com a sua ação, procura não só lembrar o dever de cuidar da natureza, mas também e «sobretudo proteger o homem da destruição de si mesmo» (LS 79).

3. Oração (Vida)
O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Oração pelas vocações
Pai de misericórdia, 
que destes o vosso Filho pela nossa salvação e 
sempre nos sustentais com os dons do vosso Espírito, 
concedei-nos comunidades cristãs vivas, fervorosas e felizes, 
que sejam fontes de vida fraterna e 
suscitem nos jovens o desejo de se consagrarem a Vós e à evangelização.
Sustentai-as no  seu compromisso de propor 
uma adequada catequese vocacional e 
caminhos de especial consagração. 
Dai sabedoria para o necessário discernimento vocacional, 
de modo que, em tudo, 
resplandeça a grandeza do vosso amor misericordioso. 
Maria, Mãe e educadora de Jesus,
interceda por nossa comunidade cristã, para que, 
tornada fecunda pelo Espírito Santo, 
seja fonte de vocações autênticas para o serviço do povo santo de Deus.
Papa Francisco

4. Contemplação(Vida/Missão)
Qual o novo olhar que a Palavra despertou em mim? Hoje, quero viver agradecendo a Deus pela vida.
Vou também enviar uma mensagem de gratidão, dar um telefonema, fazer uma oração pelos médicos e agentes de saúde.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp 
patricia.silva@paulinas.com.br