sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Mt 11,16-19 – Onde está a sabedoria de Deus?


Saudação
- A todos nós que nos encontramos nas redes sociais,
 paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, com a

Canção do Advento
Ó vem, Senhor, não tardes mais! 
Vem Saciar nossa Sede de Paz!   
  1.   Ó vem, como chega a brisa do vento, 
Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!   
2.   Ó vem, como a chuva no chão   
Trazendo fartura de vida e de pão!   
3.   Ó vem, como chega a luz que faltou   
Só tua palavra nos salva Senhor!   
4.   Ó vem, como chega a carta querida   
Bendito carteiro do Reino da Vida!   
5.   Ó vem, como chega o filho esperado   
Caminha conosco Jesus Bem amado!   
6.   Ó vem, como chega o Libertador   
Das mãos do inimigo nos salva Senhor




Veja a melodia desta canção em: http://leituraorantedapalavra.blogspot.com/

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 11,16-19

 Naquele tempo, disse Jesus às multidões: 16“Com quem vou comparar esta geração? São como crianças sentadas nas praças, que gritam para os colegas, dizendo: 17‘Tocamos flauta e vós não dançastes. Entoamos lamentações e vós não batestes no peito!’ 18 Veio João, que não come nem bebe, e dizem: ‘Ele está com um demônio’. 19 Veio o Filho do homem, que come e bebe, e dizem: ‘É um comilão e beberrão, amigo de cobradores de impostos e de pecadores’. Mas a sabedoria foi reconhecida com base em suas obras”.
Refletindo
Jesus compara as pessoas do seu tempo como crianças que brincam e se desentendem. São caprichosas e fazem birra.  Refere-se aos dois grupos que se dividem entre o João penitente e austero, e, Jesus, liberal, a quem catalogam de beberrão, comilão, amigo de pessoas de má fama. João é criticado por não comer, nem beber. Jesus é criticado por comer e beber.  E entre estes, há os que não querem brincar nem de uma forma, nem de outra. E Jesus fala de “resultados”. Resultados que a sabedoria de Deus revela. Numa palavra: são as ações concretas que revelarão os verdadeiros discípulos de Jesus.



2. Meditação (Caminho) 
O que o texto diz para mim, hoje? 
Meditando
 Os bispos latino-americanos nos ajudam a trazer para nossa vida a Palavra: “ Para não cair na armadilha de nos fechar em nós mesmos, devemos nos formar como discípulos missionários sem fronteiras, dispostos a ir “à outra margem”, àquela na qual Cristo não é ainda reconhecido como Deus e Senhor, e a Igreja não está presente” (DAp 376).


3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?  Faço minha oração pessoal e depois,  rezo
Oração do Anúncio
O Anjo do Senhor (Angelus)

- O Anjo do Senhor anunciou a Maria,
- E ela concebeu do Espírito Santo.

- Eis aqui a serva do Senhor,
-  Faça-se em mim segundo a vossa palavra.

- E o Verbo se fez carne,
- E habitou entre nós.

Ave Maria,
cheia de graça,
o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres,
bendito é o fruto em Vosso ventre,
Jesus.
Santa Maria Mãe de Deus,
rogai por nós os pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amém.


- Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
- Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.


Oremos
Infundi, Senhor, em nossos corações,  a vossa graça, a fim de que, conhecendo, pelo anúncio do Anjo, a encarnação de vosso Filho Jesus Cristo, cheguemos por sua paixão e morte à gloria da ressurreição. Pelo mesmo Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. 
Como era no princípio, agora e sempre. Amém! 

4.Contemplação (Vida e Missão) 
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus, sem partidarismos ou parcialidades, sem  cair na armadilha de me fechar em mim mesmo/a.

Bênção
-Bênção natalina do papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Mt 11,11-15 - O precursor do Senhor

Saudação
- A todos nós que nos encontramos na rede social,
paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles", ficai conosco, aqui reunidos, pela grande rede da internet,
para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto na minha Bíblia: Mt 11,11-15, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
 Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 11“Em verdade eu vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no reino dos céus é maior do que ele. 12 Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam. 13 Com efeito, todos os profetas e a lei profetizaram até João. 14 E se quereis aceitar, ele é o Elias que há de vir. 15 Quem tem ouvidos ouça”. 
Refletindo
Jesus diz que João é o menor no Reino. Mas diz ainda que ele é Elias. Queria dizer que o fogo do Espírito estava nele e o fazia “correr adiante” , como “precursor” do Senhor que vem. João é mais que um profeta (Lc 7,26). Nele, o Espírito Santo conclui a tarefa de “falar pelos profetas”. Ele é a voz do que vem. E a mensagem de João é forte. Diz que o Reino dos céus é dos violentos. Como? Esta violência entende-se como renunciar às nossas grandezas e tornar-nos pequenos. O próprio Jesus nos ensinou fazendo-se pequeno. “Tornar-se criança” em relação a Deus é a condição para entrar no Reino (Mt 18,3-4). É preciso nascer de novo, “nascer do alto” (Jo 3,7). Assim, João nos prepara para o Natal. E o mistério do Natal realiza-se em nós quando Cristo “toma forma” em nós. (Gl 4,19).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Como posso concretizar na minha vida esta mensagem de João Batista?
Meditando
Ajudam-me os bispos que, em Aparecida falaram também de conversão: “No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação. “No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação. (DAp 351).
Vou buscar este caminho através de um sério exame de consciência e do sacramento da reconciliação.

3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus? Faço meu exame de consciência, em espaço maior de tempo, seguindo a sugestão do Pe. Tiago Alberione, no roteiro que segue.
Diz ele: “Então o Coração de Jesus curará o nosso das suas doenças (indiferença, desconfiança, má inclinação, paixões doentias, sentimentos vãos, aspirações humanas...), e o fará bater em uníssono com o seu pela glória de Deus e a paz das pessoas. Nos fará compreender o abismo do nosso nada e a grande elevação em Jesus Cristo”. Nesta época de preparação ao Natal este apelo nos ajuda a fazer um exame de consciência, procurar o sacramento da reconciliação. Esta é uma maneira bastante cristã de celebrar o Natal.
Como fazer o Exame de Consciência?

Padre Alberione indica os seguintes passos:
- Oração inicial:
 Peço graças para fazer bem o exame. Peço a ajuda de Deus para recordar as vezes em que faltei e também, peço força, decisão para me corrigir.
Pode se rezar:
Em nome do Pai, do Filho e  do Espírito Santo.
Trindade  Santíssima - Pai, Filho, Espírito Santo
presente e atuante na Igreja e na profundidade do meu ser,
eu vos adoro, amo e agradeço.
- Agradecimento. Agradeço a Deus por todas as graças recebidas em toda a minha vida. Rezo com São Paulo: 1Tm 1,12-17:
"Dou graças a Cristo Jesus, nosso Senhor, porque, apesar de eu ser antes blasfemador, perseguidor e insolente, me fortaleceu, confiou em mim e me  chamou para seu serviço. Teve compaixão de mim, porque eu errava por ignorância e falta de fé. O Senhor Deus me deu muitas graças, com a fé e o amor de Jesus Cristo...Ao Rei dos séculos, ao Deus único, imortal e invisível, honra e glória pelos séculos dos séculos. Amém".
- Exame: peço conta de mim mesmo sobre os pensamentos, palavras e ações. Posso me servir da carta de São Paulo aos Coríntios para me examinar,1Cor 13,1-13 (pode ler na própria Bíblia, o texto todo): "O amor é paciente, é amável, o amor não é invejoso nem fanfarrão, não é orgulhoso, não faz coisas inconvenientes, não procura o próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça... tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta(...)" É assim que amo?
-Arrependimento: Peço perdão a Deus, de forma espontânea. Deixo o coração falar ao Pai misericordioso.
Digo como o filho pródigo: "Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço chamar-me teu filho" (Lc 15,18)
- Proponho viver conforme à vontade de Deus. Rezo o Pai Nosso. (empenho-me por me confessar e receber o sacramento da reconciliação).

Jesus Mestre, a tua vida é preceito, caminho, segurança única, verdadeira, infalível.

O Presépio, Nazaré, o Calvário, tudo é um caminho de amor ao Pai, de pureza
infinita, de amor às pessoas, ao Sacrifício...
Faze com que eu a conheça, faze com que eu coloque, a cada momento, o meu pé sobre as tuas pegadas.(...) O caminho largo não é teu: Jesus, eu ignoro todo caminho não indicado por ti. Aquilo que Tu queres, eu quero.


4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou agir conforme o Projeto de Jesus Mestre para mim. Vou viver todos os dias de minha vida como uma pessoa reconciliada.


Bênção 

Bênção de Natal do Papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Lc 1,39-47 - Maria visita Isabel - Nossa Senhora de Guadalupe



Hoje, celebramos Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina

A imagem da Virgem de Guadalupe apareceu impressa no manto do índio João Diego, em 1531, na cidade do México. Seu culto propagou-se rapidamente e muito contribuiu para a difusão da fé entre os indígenas. O santuário atual foi concluído em 1709 e elevado à categoria de basílica pelo Papa São Pio X, em 1904.

Em 1910, o mesmo Papa proclamou Nossa Senhora de Guadalupe padroeira da América Latina. João Diego foi canonizado pelo Papa João Paulo II em 31 de julho de 2002.

A presença de Maria de Guadalupe é um abraço amoroso a todos os seus devotos, mas é também uma opção profunda pelos pobres e marginalizados.

Com efeito, o diálogo de Maria começa com um indígena, o centro de irradiação é Tepeyac, às margens da cidade, entre as pessoas simples e abandonadas.




Saudemo-nos


- A todos nós que nos encontramos nas redes sociais,


paz de Deus, nosso Pai,


a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,


no amor e na comunhão do Espírito Santo.


- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!


Preparo-me para a Leitura, rezando:


Senhor Jesus Cristo,


que vos fizestes pobre para nos enriquecer,


concedei-nos que, a vosso exemplo,


possamos contribuir na nossa pobreza


para que as riquezas do vosso Evangelho


possam chegar a todas as pessoas.


Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo.


Amém.






1. Leitura (Verdade)


O que diz o texto do dia?


Leio atentamente o texto:


Lc 1,39-47, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.


39 Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40 Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41 Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42 Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43 Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44 Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45 Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. 46 Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu salvador”.


Refletindo


Lucas narra o encontro destas duas mães. Maria, mãe do Filho de Deus e Isabel, mãe do precursor, João batista. Uma jovenzinha, Maria. E outra, de idade avançada, Isabel. Maria era virgem. Isabel, de idade avançada. Feita a saudação de Maria, Isabel responde profetizando: "Você é a mais abençoada de todas as mulheres. A criança que você vai ter é abençoada também. Quem sou eu para que a mãe do meu Senhor venha me visitar?" Nestas palavras, Isabel manifesta fé, reconhece a maternidade e o Messias, quando diz "meu Senhor". Ao dizer "você é a mais abençoada", esta bênção traz alegria para Isabel e a seu filho: "a criança ficou alegre e se mexeu dentro da minha barriga". Esta bênção, fruto da fé, gera uma série imensa de louvores a Deus que Maria expressa no seu cântico. A visita de Maria a Isabel tornou-se a "visita de Deus ao seu povo", diz o Catecismo da Igreja Católica (717)






2. Meditação (Caminho)


O que o texto diz para mim, hoje?

Meditando

Hoje, festa de Nossa Senhora de Guadalupe, recordamos as palavras dos bispos na Conferência de Aparecida: "Nossos povos encontram a ternura e o amor de Deus no rosto de Maria. Nela vem refletida a mensagem essencial do Evangelho. Nossa Mãe querida, desde o santuário de Guadalupe, faz sentir a seus filhos menores que eles estão na dobra de seu manto. Agora, desde Aparecida, convida-os a lançar as redes ao mundo, para tirar do anonimato aqueles que estão submersos no esquecimento e aproximá-los da luz da fé. Ela, reunindo os filhos, integra nossos povos ao redor de Jesus Cristo." (DAp 265).






3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo com todo o povo a






Oração de João Paulo II a Nossa Senhora de Guadalupe




Ó Virgem Imaculada, Mãe do Deus Verdadeiro e Mãe da Igreja!, que deste lugar revelastes Vossa clemência e Vossa piedade a todos os que pedem por Vossa proteção, ouvi a oração que Vos dirigimos com filial confiança, e apresentai-a ao Vosso Filho Jesus, nosso único Redentor.




Mãe de Misericórdia, Mestra do sacrifício oculto e silencioso, a Vós, que viestes a nós pecadores, dedicamos neste dia todos o nosso ser e todo nosso amor. Também dedicamos a Vós nossa vida, nosso trabalho, nossas alegrias, enfermidades e tristezas. Concedei-nos paz, justiça e prosperidade a nossos povos; pois confiamos a Vosso cuidado tudo o que temos e tudo o que somos, nossa Senhora e Mãe. Desejamos ser inteiramente Vossos e caminhar Convosco pelo caminho da completa fidelidade a Jesus Cristo em Sua Igreja; amparai-nos sempre com Vossa Mão amorosa.




Virgem de Guadalupe, Mãe das Américas, a Vós rezamos por todos os Bispos, para que consigam levar os fiéis ao longo dos caminhos da intensa vida cristã, do amor e humilde serviço a Deus e às almas. Contemplai esta imensa messe, e intercedei junto ao Senhor para que Ele desperte a fome pela santidade em todo o povo de Deus, e grandes e abundantes vocações de sacerdotes e religiosos, fortes na fé e zelosos dispensadores dos mistérios Divinos.




Concedei a nossos lares a graça do amor e do respeito à vida desde seu início, com o mesmo amor com o qual concebestes em Vosso ventre a vida do Filho de Deus. Bem-Aventurada Virgem Maria, protegei nossas famílias, para que sejam sempre unidas e abençoai a educação de nossos filhos.




Nossa esperança, olhai sobre nós com compaixão, ensinai-nos a ir continuamente a Jesus e, se cairmos, ajudai-nos a levantarmos novamente, para retornar a Ele, por meio da confissão de nossas faltas e pecados, no Sacramento da Penitência, que concede paz à alma.




Nós Vos pedimos que nos alcanceis um grande amor a todos os Santos Sacramentos, que são, como foram, os sinais que Vosso Filho nos deixou na terra.




Assim, Santíssima Mãe, com a paz de Deus em nossas consciências, com nossos corações libertos do mal e do ódio, seremos capazes de levar a todos a verdadeira alegria e a verdadeira paz, que vem a nós de vosso Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, que com Deus Pai e o Espírito Santo, vive e reina pelos séculos. Amém.








4.Contemplação (Vida e Missão)


Qual meu novo olhar a partir da Palavra?


Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus e o coração de Maria, reconhecendo as graças que Ele nos concede a cada instante.






Bênção


Bênção natalina do papa Francisco


Iluminado pela esperança evangélica que provém da gruta humilde de Belém,
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos:
para as crianças e os idosos,
para os jovens e as famílias,
para os pobres e os marginalizados.
Nascido para nós,
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação;
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados.
Em nome do Pai...
Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Mt 18,12-14 - O que fazer com o que se perdeu?

   
Com todos que se encontram neste ambiente virtual, iniciamos nossa Leitura Orante do Advento, com a
Canção do Advento

Ó vem, Senhor, não tardes mais! 

Vem saciar nossa sede de Paz!   


 1.   Ó vem, como chega a brisa do vento, 

Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!  

2.   Ó vem, como chega a chuva no chão   

Trazendo fartura de vida e de pão!  

3.   Ó vem, como chega a luz que faltou   

Só tua palavra nos salva Senhor!  

4.   Ó vem, como chega a carta querida   

Bendito carteiro do Reino da Vida!  

5.   Ó vem, como chega o filho esperado   

Caminha conosco Jesus Bem amado!  

6.   Ó vem, como chega o Libertador   

Das mãos do inimigo nos salva Senhor

Veja a melodia desta canção, ao lado.
   
1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto, na minha Bíblia: Mt 18,12-14 – E a que se perdeu?
O que é que vocês acham que faz um homem que tem cem ovelhas, e uma delas se perde? Será que não deixa as noventa e nove pastando no monte e vai procurar a ovelha perdida? Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quando ele a encontrar, ficará muito mais contente por causa dessa ovelha do que pelas noventa e nove que não se perderam. Assim também o Pai de vocês, que está no céu, não quer que nenhum destes pequeninos se perca.
Refletindo
Um problema que devem enfrentar os que seguem Jesus é o julgamento, ou seja,  pensar que algumas pessoas estão irremediavelmente perdidas porque se afastaram. Na parábola de Jesus, o pastor deixa as 99 ovelhas que não se perderam  e vai procurar a ovelha que se perdeu. Ele quer dizer que veio ao mundo para salvar o que pensamos estar perdido. A comunidade, a Igreja, a família, o grupo que segue Jesus, não tem outra alternativa se constata que algum membro se extraviou. Como o pastor, o seguidor de Jesus, seu discípulo e missionário, deve fazer todo empenho para recuperar esta pessoa.
   
2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim?
Quero seguir Jesus Cristo e para isto jamais poderei me deixar dominar pelo espírito de competição e pela tentação de julgar ou de excluir. Se alguém se afastou, devo ir ao encontro desta pessoa e tentar ajudá-la, recuperá-la. 
Meditando
Em Aparecida, os bispos disseram: "Conversão: É a resposta inicial de quem escutou o Senhor com admiração, crê n’Ele pela ação do Espírito, decide-se ser seu amigo e ir após Ele, mudando sua forma de pensar e de viver, aceitando a cruz de Cristo, consciente de que morrer para o pecado é alcançar a vida. No Batismo e no sacramento da reconciliação se atualiza para nós a redenção de Cristo." (DAp 278b).
      
3.Oração (Vida)
O que o texto diz para mim?
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo o Salmo 23 ( no início deste texto) e rezo a Oração que nos faz todos irmãos:
Pai Nosso
      
4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Hoje, vou  olhar as pessoas com olhar de fraternidade e de acolhimento e pedir ao Senhor a graça de uma "contínua conversão". Quero ir ao encontro de alguém que a mim "parece perdido".
      
Bênção 
Bênção de Natal do Papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica que 
provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam 
a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam 
ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...
Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

   

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Lc 5,17-26 - Livre por dentro e por fora

Em união com todos que se encontram nas redes sociais
iniciamos nossa Leitura Orante do Advento, com a
Canção do Advento

Ó vem, Senhor, não tardes mais!
Vem saciar nossa sede de Paz!
   


  1.   Ó vem, como chega a brisa do vento,
Trazendo aos pobres justiça e bom tempo!  
2.   Ó vem, como a chuva no chão  
Trazendo fartura de vida e de pão!  
3.   Ó vem, como chega a luz que faltou  
Só tua palavra nos salva Senhor!  
4.   Ó vem, como chega a carta querida  
Bendito carteiro do Reino da Vida!  
5.   Ó vem, como chega o filho esperado  
Caminha conosco Jesus Bem amado!  
6.   Ó vem, como chega o Libertador  
Das mãos do inimigo nos salva Senhor

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente na Bíblia, o texto: Lc 5,17-26, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Um dia Jesus estava ensinando, e alguns fariseus e alguns mestres da Lei estavam sentados perto dele. Eles tinham vindo de todas as cidades da Galileia e da Judeia e também de Jerusalém. O poder do Senhor estava com Jesus para que ele curasse os doentes. Alguns homens trouxeram um paralítico deitado numa cama e estavam querendo entrar na casa e colocá-lo diante de Jesus. Porém, por causa da multidão, não conseguiram entrar com o paralítico. Então o carregaram para cima do telhado. Fizeram uma abertura nas telhas e o desceram na sua cama em frente de Jesus, no meio das pessoas que estavam ali. Jesus viu que eles tinham fé e disse ao paralítico:
- Meu amigo, os seus pecados estão perdoados!
Os mestres da Lei e os fariseus começaram a pensar:
- Quem é este homem que blasfema contra Deus desta maneira? Ninguém pode perdoar pecados; só Deus tem esse poder.
Porém Jesus sabia o que eles estavam pensando e disse:
- Por que vocês estão pensando assim? O que é mais fácil dizer ao paralítico: "Os seus pecados estão perdoados" ou "Levante-se e ande"? Pois vou mostrar a vocês que eu, o Filho do Homem, tenho poder na terra para perdoar pecados.
Então disse ao paralítico:
- Eu digo a você: levante-se, pegue a sua cama e vá para casa.
No mesmo instante o homem se levantou diante de todos, pegou a cama e foi para casa, louvando a Deus. Todos ficaram muito admirados; e, cheios de medo, louvaram a Deus, dizendo:
- Que coisa maravilhosa nós vimos hoje!


Refletindo
Naquela época, a doença era entendida como causada pelo pecado. Assim pensavam: o pecado invisível era causador dos males visíveis. Para curar aquele paralítico Jesus vai direto à raiz: “os seus pecados são perdoados”, diz ao paralítico. Em seguida, reagem os mestres da Lei. Para eles, Jesus estava blasfemando contra Deus, pois só Deus pode perdoar pecados. Jesus, sabendo o que eles estavam pensando, os questionou e lhes deu mais uma prova de sua divindade, mandando ao paralítico se levantar e andar. O homem, curado, obedeceu e foi para sua casa, louvando a Deus. Foi curado por dentro e por fora. Conquistou, pela graça, a capacidade de caminhar por si.

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje?
Meditando
Nossos pastores na Conferência de Aparecida, confirmaram esta certeza de que Jesus Cristo liberta toda pessoa de todo pecado: 
Nossa alegria baseia-se no amor do Pai, na participação no mistério pascal de Jesus Cristo que, pelo Espírito Santo, faz-nos passar da morte para a vida, da tristeza para a alegria, do absurdo para o sentido profundo da existência, do desalento para a esperança que não engana. Esta alegria não é um sentimento artificialmente provocado nem um estado de ânimo passageiro. O amor do Pai nos foi revelado em Cristo que nos convida a entrar em seu reino.”( DAp 17).
Creio que Jesus Cristo me liberta de todos os males? Onde o encontro?

3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus?
Faço minha oração pessoal e depois, rezo a


Oração a Nossa Senhora da Anunciação


Todas as gerações vos proclamem bem-aventurada, 

ó Maria!

Crestes na mensagem celeste, 

e em vós se cumpriram grandes coisas, 
como vos fora anunciado. 
Maria, eu vos louvo!
Crestes na encarnação do Filho de Deus
no vosso seio virginal  
e vos tornastes Mãe de Deus. 
Raiou então o dia mais feliz da história da humanidade! 
Os homens tiveram o Mestre divino, 
o Sacerdote único e eterno, 
a Hóstia de reparação, 
o Rei universal! 
A fé é dom de Deus e fonte de todo bem. 
Maria, alcançai-me a graça de uma fé viva, 
forte, atuante; uma fé que salva e santifica!
Fé no Evangelho, na Igreja, na vida eterna.

4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. 
A cada instante, buscarei em Jesus, a minha libertação de todo mal.


Bênção natalina do papa Francisco
Iluminado pela esperança evangélica,
 que provém da gruta humilde de Belém, 
invoco os dons natalícios da alegria e da paz para todos: 
para as crianças e os idosos, 
para os jovens e as famílias, 
para os pobres e os marginalizados. 
Nascido para nós, 
Jesus conforte quantos suportam a prova da doença e da tribulação; 
sustente aqueles que se dedicam ao serviço dos irmãos mais necessitados. 
Em nome do Pai...

Irmã Patrícia Silva, fsp
paulinas.silva@paulinas.com.br

domingo, 9 de dezembro de 2018

Lc 3,1-6 – Preparem o caminho.O profeta João Batista clama

Saudação
- A todos nós que nos encontramos neste ambiente virtual,
paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles", ficai conosco, aqui reunidos, pela grande rede da internet,
para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.
(Bv. Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto:
Lc 3,1-6, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.


Fazia quinze anos que Tibério era o Imperador romano. Nesse tempo Pôncio Pilatos era o governador da Judeia, Herodes governava a Galileia, o seu irmão Filipe governava a região da Ituréia e Traconites, e Lisânias era o governador de Abilene. E Anás e Caifás eram os Grandes Sacerdotes. Foi nesse tempo que a mensagem de Deus foi dada, no deserto, a João, filho de Zacarias. E João atravessou toda a região do rio Jordão, anunciando esta mensagem:
- Arrependam-se dos seus pecados e sejam batizados, que Deus perdoará vocês.
Isso aconteceu como o profeta Isaías tinha escrito no seu livro:
"Alguém está gritando no deserto:
Preparem o caminho para o Senhor passar!
Abram estradas retas para ele!
Todos os vales serão aterrados,
e todos os morros e montes
serão aplanados.
Os caminhos tortos serão endireitados,
e as estradas esburacadas
serão consertadas.
E todos verão a salvação que Deus dá."

Refletindo
João Batista é a figura de um profeta. É um profeta que prepara a vinda do Messias, anunciando por toda a região do Jordão o arrependimento dos pecados e o batismo para o perdão. A água corrente do rio tinha o simbolismo de “lavar”, “purificar”. O rito de imersão nas águas do Jordão selava o perdão de Deus. Como o profeta Isaías, a quem cita, usa um tom imperativo de exortação: “preparem o caminho”, “abram estradas retas”. Numa palavra: “mudem de vida!”.
O "deserto", região árida, de areia e pedras é descrito em Deuteronômio como "grande e terrível"  cheio de serpentes e escorpiões e era um lugar onde não se encontrava água. No entanto, na Bíblia, o deserto é uma barreira e um meio de comunicação. Perder-se no deserto é quase sinônimo de morte. De outro lado, foi no deserto que  Israel encontrou Deus pela primeira vez.  A caminhada histórica, de 40 anos, pelo deserto, representa o encontro do povo com Deus, especialmente em momentos de dificuldade.Israel carregou o sentimento de que não teria atravessado o deserto se não fosse a manifestação de Deus.(Dt 8,14ss).Jesus também passou 40 dias no deserto (Mt 4,1ss). Período de tentações. Paulo passou também pelo deserto depois de sua conversão (Gl 1,17).
"Todos os vales serão aterrados,
e todos os morros e montanhas
serão aplanados.
Os caminhos tortuosos serão endireitados",
Os vales serão aterrados. Estes "vales" simbolizam a opressão. As "montanhas", o poder político que explora. Os "caminhos tortuosos" são o bloqueio do relacionamento por meio da injustiça.
Este texto de Isaías inserido no Evangelho de Lucas simboliza a salvação de Deus que chega por meio de Jesus Cristo.
Assim, diz João: “todos verão a salvação que Deus dá”. Salvação tem o mesmo sentido de Salvador: “Todos verão o Salvador!”

2. Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? Tenho também eu que preparar o caminho. Devo abrir estradas. Quais?
O que o texto me diz no momento?
Meditando
Os bispos, na Conferência de Aparecida, nos ajudaram a entender o sentido de conversão. Disseram: A Conversão: É a resposta inicial de quem escutou o Senhor com admiração, crê n’Ele pela ação do Espírito, decide-se ser seu amigo e ir após Ele, mudando sua forma de pensar e de viver, aceitando a cruz de Cristo, consciente de que morrer para o pecado é alcançar a vida. No Batismo e no sacramento da reconciliação se atualiza para nós a redenção de Cristo. (DAp 278,b).

3.Oração (Vida)

O que o texto me leva a dizer a Deus? Faço minha oração pessoal e depois,
rezo o Salmo 126.:
SALMO 126 (125) *

Deus transforma o sofrimento em alegria

R. Maravilhas fez conosco o Senhor. Exultemos de alegria

1*       Quando o Senhor  mudou a sorte de Sião, parecíamos sonhar:

2         a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua de canções.

Até entre as nações se comentava: «Javé foi grande com eles!»

3         Sim, o Senhor  foi grande conosco, e por isso estamos alegres.

4         Que o Senhor  mude a nossa sorte, como as torrentes do deserto.

5       Os que semeiam com lágrimas, ceifam em meio a canções.

6         Vão andando e chorando ao levar a semente.

Ao regressar, voltam cantando, trazendo seus feixes.


4.Contemplação (Vida e Missão)

Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com a decisão de me converter, mudando minha forma de pensar e de viver.

Bênção 

- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. patricia Silva, fsp

patricia.silva@paulinas.com.br