sábado, 23 de maio de 2015

Jo 21,20-25 - Quem ama, aproxima as pessoas de Jesus

Preparo-me, com todos os internautas,  para a Leitura Orante, 
recordando o que disse Bento XVI:
 “A oração é o caminho silencioso que nos conduz diretamente ao coração de Deus; 
é o respiro da alma que nos doa paz nas tempestades da vida”. 
Assim invoco o Espírito:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.



1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Jo 21,20-25, e observo pessoas, palavras, relações.
Então Pedro virou para trás e viu que o discípulo que Jesus amava vinha atrás dele. Este era o mesmo que estava ao lado de Jesus durante o jantar da Páscoa e que havia chegado para mais perto dele e perguntado: "Senhor, quem é o traidor?" Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus:
- O que diz, Senhor, a respeito deste aqui?
Jesus respondeu:
- Se eu quiser que ele viva até que eu volte, o que é que você tem com isso? Venha comigo!
Então se espalhou entre os seguidores de Jesus a notícia de que aquele discípulo não ia morrer. Mas Jesus não disse isso. Ele apenas disse: "Se eu quiser que ele viva até que eu volte, o que é que você tem com isso?"
Este é o discípulo que falou destas coisas e as escreveu. E nós sabemos que o que ele disse é verdade. Ainda há muitas outras coisas que Jesus fez. Se todas elas fossem escritas, uma por uma, acho que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos.

 Neste texto que é o final do Evangelho de João, é recordado o discípulo amado – João – como modelo dos seguidores de Jesus. O discípulo amado é aquele que também ama e, por amar, conduz as pessoas a Jesus.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Posso me comparar a João? Amo a Jesus e levo outras pessoas por este mesmo caminho?
Disseram os bispos em Aparecida:  "O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identificanos com Jesus-Caminho, abrindo-nos a seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade, ensinando-nos a renunciar a nossas mentiras e ambições pessoais; e nos identifica com Jesus-Vida, permitindo-nos abraçar seu plano de amor e nos entregar para que outros “tenham vida nEle”.(DAp 137. )

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, e concluo com a Oração da Unidade:
Pai Nosso que estais nos céus.... e ao Espírito Santo:
Ao Espírito Santo ( pedindo-lhe os dons)
Ó Espírito Santo,
por intercessão da Rainha de Pentecostes,
cura a minha mente da irreflexão, ignorância, carências,
dureza, prejuízos, erros, perversões,
e concebe em mim a Sabedoria de Jesus- Verdade em tudo.
Cura a minha sensibilidade da indiferença, desconfiança
e más inclinações, paixões, sentimentos, afetos,
e concebe os gostos, sentimentos, inclinações de Jesus-Vida, em tudo.
Cura a minha vontade   da inércia, superficialidade,
inconstância, inveja, obstinação, maus costumes,
e concebe Jesus Cristo-Caminho em mim.
Eleva divinamente em mim: a inteligência com o dom do Intelecto,
a sabedoria com o dom da Sabedoria,
a ciência com o a Ciência,
a prudência com o Conselho,
a justiça com a Piedade,
e Fortaleza com o dom da Força Espiritual,
a temperança com Temor de Deus.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é aquele sugerido pelos Bispos da América Latina: “O compromisso missionário de toda a comunidade. Ela sai ao encontro dos afastados, interessa-se por sua situação, a fim de reencantá-los com a Igreja e convidá-los a novamente se envolverem com ela.” (DAp 226,d).

Bênção Ecumênica
Que o Senhor Deus os abençoe e proteja,
encha seus corações de ternura e suas almas de alegria,
seus ouvidos de música e suas narinas de perfume,
suas línguas de canções que levem esperança.

Que Jesus Cristo, a água viva, esteja atrás de vocês como proteção,
diante de vocês como guia, ao seu lado como companhia,
dentro de vocês como consolo, sobre vocês como bênção.
Que o Espírito doador de vida sopre sobre vocês
para que seus pensamentos sejam santos,
atue em vocês para que seu trabalho seja santo,
impulsione seus corações para que amem o que é santo,
fortaleça-os para que defendam o que é santo.
Que Ele habite em seus corações, regando sua secura e derretendo sua frieza,
que Ele alimente no mais profundo de suas almas o fogo do seu amor
e conceda a vocês uma fé verdadeira, uma esperança firme
e um amor sincero e perfeito.

Veja textos para a  Semana de Oração em 
http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20140611_week-prayer-2015_po.html#TEXTO_BÍBLICO_PARA_O_ANO_DE_2015_

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Jo 21,15-19 - "Tome conta das minhas ovelhas!"

Começamos nossa oração rezando uma das Orações da Semana da Unidade:
Deus Pai, Santo e eterno,
nós te agradecemos por chamar cada um de nós pelo nome.
Em ti vivemos, agimos e crescemos.
Rezamos pelas Igrejas e pelos cristãos do mundo inteiro.
Faze que vivamos sempre mais na fé
e no amor até chegarmos à unidade que tu desejas.


 1. Leitura (Verdade)
O que a Palavra diz?
Faço a leitura lenta e atenta, na Bíblia, do texto da Palavra do dia: Jo 21,15-19.
Quando eles acabaram de comer, Jesus perguntou a Simão Pedro:
- Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros me amam?
- Sim, o senhor sabe que eu o amo, Senhor! - respondeu ele.
Então Jesus lhe disse:
- Tome conta das minhas ovelhas!
E perguntou pela segunda vez:
- Simão, filho de João, você me ama?
Pedro respondeu:
- Sim, o senhor sabe que eu o amo, Senhor!
E Jesus lhe disse outra vez:
- Tome conta das minhas ovelhas!
E perguntou pela terceira vez:
- Simão, filho de João, você me ama?
Então Pedro ficou triste por Jesus ter perguntado três vezes: "Você me ama?" E respondeu:
- O senhor sabe tudo e sabe que eu o amo, Senhor!
E Jesus ordenou:
- Tome conta das minhas ovelhas. Quando você era moço, você se aprontava e ia para onde queria. Mas afirmo a você que isto é verdade: quando for velho, você estenderá as mãos, alguém vai amarrá-las e o levará para onde você não vai querer ir.
Ao dizer isso, Jesus estava dando a entender de que modo Pedro ia morrer e assim fazer com que Deus fosse louvado.
Então Jesus disse a Pedro:
- Venha comigo!
É a terceira vez que Jesus ressuscitado aparece aos discípulos. O diálogo com Pedro desperta várias reações: de reconciliação, depois que havia negado o Mestre por três vezes; de missão: “Tome conta das minhas ovelhas”. Pedro recebe esta missão especial na comunidade que sempre será o “rebanho” de Jesus.

2. Meditação (Caminho)
O que a Palavra diz para mim?
Sob a luz da verdade – Jesus está vivo! – e confia a Igreja aos apóstolos na pessoa de Pedro. Em que consiste “tomar conta do rebanho”? Os bispos, em Aparecida, falaram de “tarefas prioritárias” dos discípulos e missionários de Jesus: “O fato de ser discípulos e missionários de Jesus Cristo para que nossos povos, n'Ele, tenham vida leva-nos a assumir evangelicamente e a partir da perspectiva do Reino as tarefas prioritárias que contribuem para a dignificação do ser humano e a trabalhar junto com os demais cidadãos e instituições para o bem do ser humano. O amor de misericórdia para com todos os que vêem vulnerada sua vida em qualquer de suas dimensões, como bem nos mostra o Senhor em todos seus gestos de misericórdia, requer que socorramos as necessidades urgentes, ao mesmo tempo que colaboremos com outros organismos ou instituições para organizar estruturas mais justas nos âmbitos nacionais e internacionais. É urgente criar estruturas que consolidem uma ordem social, econômica e política na qual não haja iniquidade e onde haja possibilidade para todos. Igualmente, requerem-se novas estruturas que promovam uma autêntica convivência humana, que impeçam a prepotência de alguns e que facilitem o diálogo construtivo para os necessários consensos sociais.".(DAp 384).

3. Oração (Vida)
O que a Palavra me leva a dizer a Deus?
Meu coração já está em sintonia com todas as Igrejas cristãs que celebram a Semana de Oração pela Unidade. Faço com todos, a oração:
Senhor, reúne-nos todos em Cristo. Faze de nós tua morada.
 Difunde sobre nós o teu Espírito para que nos aproximemos sempre mais de Jesus Cristo
e possamos dar testemunho da nossa vida e da nossa unidade nele.
Fortalece nossa ação em favor da paz e da reconciliação na Igreja e na sociedade.
Nós oramos por aqueles que não têm abrigo, refugiados,
que não têm alimento, não têm trabalho, não têm medicamentos, não têm paz.
Que possamos reconhecer e servir Cristo através daqueles que sofrem e passam necessidade.
Reúne-nos todos em Cristo. Faze de nós tua morada.
Ó Deus, com a fecundidade do teu Espírito animaste a vida e a missão dos primeiros discípulos e discípulas de Jesus. Ilumina com o mesmo Espírito os nossos corações, e acende neles o fogo do teu amor, para que sejamos testemunhas da tua Ressurreição. Pedimos isso em nome de Jesus, nosso Senhor. Amém!

4. Contemplação (Vida/Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Com os bispos reconheço:
“Às vezes esquecemos que a unidade é, antes de tudo, um dom do Espírito Santo, e oramos pouco por esta intenção. “Esta conversão do coração e esta santidade de vida, juntamente com as orações particulares e públicas pela unidade dos cristãos, hão de ser considerado como a alma de todo o movimento ecumênico e com razão pode se chamar ecumenismo espiritual( DAp 230).
Meu novo olhar é em direção à unidade dos cristãos.

Bênção Ecumênica

Que o Senhor Deus os abençoe e proteja,
encha seus corações de ternura e suas almas de alegria,
seus ouvidos de música e suas narinas de perfume,
suas línguas de canções que levem esperança.

Que Jesus Cristo, a água viva, esteja atrás de vocês como proteção,

diante de vocês como guia, ao seu lado como companhia,
dentro de vocês como consolo, sobre vocês como bênção.
Que o Espírito doador de vida sopre sobre vocês
para que seus pensamentos sejam santos,
atue em vocês para que seu trabalho seja santo,
impulsione seus corações para que amem o que é santo,
fortaleça-os para que defendam o que é santo.
Que Ele habite em seus corações, regando sua secura e derretendo sua frieza,
que Ele alimente no mais profundo de suas almas o fogo do seu amor
e conceda a vocês uma fé verdadeira, uma esperança firme
e um amor sincero e perfeito.

Veja textos para a  Semana de Oração em 

http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20140611_week-prayer-2015_po.html#TEXTO_BÍBLICO_PARA_O_ANO_DE_2015_


Ir. Patrícia Silva, fsp

patricia.silva@paulinas.com.br

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Frei Carlos Mesters no Sertão Vivo

Jo 17,20-26 - Jesus ora pelos que vão crer

Estamos na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos
Começamos nossa oração rezando pela unidade
Oramos por todos aqueles que têm coração frio.
Oramos por aqueles que pensam que já viram tudo.
Agradecemos pelos profetas do passado e de hoje
que partilharam o que Deus lhes revelou.
Agradecemos por aqueles que, por amor a Cristo,
trouxeram justiça e libertação aos oprimidos.
Louvamos a Deus por todas as pessoas
que estão vivendo revelações de sua Palavra.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Jo 17,20-26, e observo as palavras de Jesus na sua oração ao Pai.
Jesus continuou:
— Não peço somente por eles, mas também em favor das pessoas que vão crer em mim por meio da mensagem deles. E peço que todos sejam um. E assim como tu, meu Pai, estás unido comigo, e eu estou unido contigo, que todos os que crerem também estejam unidos a nós para que o mundo creia que tu me enviaste. A natureza divina que tu me deste eu reparti com eles a fim de que possam ser um, assim como tu e eu somos um. Eu estou unido com eles, e tu estás unido comigo, para que eles sejam completamente unidos, a fim de que o mundo saiba que me enviaste e que amas os meus seguidores como também me amas.
— Pai, quero que, onde eu estiver, aqueles que me deste estejam comigo a fim de que vejam a minha natureza divina, que tu me deste; pois me amaste antes da criação do mundo. Pai justo, o mundo não te conhece, mas eu te conheço; e aqueles que me deste sabem que tu me enviaste. Eu fiz com que eles te conheçam e continuarei a fazer isso para que o amor que tens por mim esteja neles e para que eu também esteja unido com eles.
Jesus pede pelo que ainda vão crer nele, por meio da pregação dos apóstolos. Também estes ele os quer junto de si, na comunhão e na unidade.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Aprendo de Jesus Mestre a orar ao Pai e faço minhas as suas intenções: pelos que vão crer e para que todos sejam um e conheçam o Pai. Relembro as palavras do bispos na Conferência de Aparecida: “Como resposta generosa à oração do Senhor “para que todos sejam um” (Jo 17,21), os Papas nos tem incentivado a avançar pacientemente no caminho da unidade(..) Bento XVI abriu seu pontificado dizendo: “Não bastam as manifestações de bons sentimentos. Fazem falta gestos concretos que penetrem nos espíritos e sacudam as consciências, impulsionando cada um à conversão interior, que é o fundamento de todo progresso no caminho do ecumenismo”(DAp 234).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com os que participam da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos com mais um gesto.
Senhor, minha fé é preciosa.
Eu me apeguei a ela em momentos de grande tensão.
Não posso imaginar a vida sem ela.
Quero essa fé para os meus filhos.
Não podemos deixar a responsabilidade para outros.
Somos chamados a testemunhar nossa fé.
Através dos tempos, homens e mulheres
têm espalhado a Palavra de Deus
e lugares escuros se tornaram claros.
Relembramos
aqueles que inspiraram a fé que temos hoje.
Somos testemunhas dessas coisas.
Oramos por aqueles que defendem a fé em Cristo,
mesmo quando enfrentam o ridículo, a perseguição, a morte.
Agradecemos por aqueles que nos influenciaram.
E em silêncio agradecemos pelas coisas da fé
que são mais importantes para cada um de nós.
Louvamos a Deus por sua fidelidade
que permanece para sempre.
Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Com Bento XVI também eu penso que “não bastam as manifestações de bons sentimentos. Fazem falta gestos concretos que penetrem nos espíritos e sacudam as consciências, impulsionando cada um à conversão interior, que é o fundamento de todo progresso no caminho do ecumenismo(DAp 234).

Bênção final
Deus, que conhece nossas alegrias, sofrimentos e esperanças, nos guie hoje e sempre.
Nele somos encorajados a viver na fé
e conduzir uma vida digna e santa, conforme o Evangelho. Amém.
Que o Senhor vos abençoe e vos guarde.
Que o Senhor faça resplandecer sua face sobre vós, e vos seja favorável.
Que o Senhor volte para vós a sua face e vos dê a paz. Amém
.

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

Veja textos para a  Semana de Oração em
http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20140611_week-prayer-2015_po.html#TEXTO_BÍBLICO_PARA_O_ANO_DE_2015_

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br



quarta-feira, 20 de maio de 2015

Jo 17,11b-19 - Que todos sejam um!

Começamos nossa oração, rezando pela unidade, com a 
Oração da Semana da Unidade:
Oramos por todos aqueles que têm coração frio.
Oramos por aqueles que pensam que já viram tudo.
Agradecemos pelos profetas do passado e de hoje
que partilharam o que Deus lhes revelou.
Agradecemos por aqueles que, por amor a Cristo,
trouxeram justiça e libertação aos oprimidos.
Louvamos a Deus por todas as pessoas
que estão vivendo revelações de sua Palavra.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Jo 17,11b-19, e observo as palavras de Jesus na sua oração ao Pai.
Pai santo, pelo poder do teu nome, o nome que me deste, guarda-os para que sejam um, assim como tu e eu somos um. Quando estava com eles no mundo, eu os guardava pelo poder do teu nome, o mesmo nome que me deste. Tomei conta deles; e nenhum se perdeu, a não ser aquele que já ia se perder para que se cumprisse o que as Escrituras Sagradas dizem. E agora estou indo para perto de ti. Mas digo isso enquanto estou no mundo para que o coração deles fique cheio da minha alegria. Eu lhes dei a tua mensagem, mas o mundo ficou com ódio deles porque eles não são do mundo, como eu também não sou. Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. Assim como eu não sou do mundo, eles também não são. Que eles sejam teus por meio da verdade; a tua mensagem é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei. Em favor deles eu me entrego completamente a ti. Faço isso para que, de fato, eles também sejam completamente teus.
Jesus fala ao Pai, na sua oração, por aqueles que ele chamou e com eles formou seu grupo de apóstolos. Aqueles que Ele enviou em missão. Ele deseja que o coração dos seus seguidores sejam cheios da sua alegria. Pede ao Pai que os guarde do Maligno. Mais ainda: entrega-se em favor dos seus seguidores.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Aprendo de Jesus Mestre a orar ao Pai e faço minhas as suas intenções: rezo em favor dos que seguem Jesus. Estando na Semana de Oração pela Unidade dos cristãos, recordamos as palavras dos bispos, Na Conferência de Aparecida: A compreensão e a prática da eclesiologia de comunhão nos conduz ao diálogo ecumênico. A relação com os irmãos e irmãs batizados de outras Igrejas e comunidades eclesiais é um caminho irrenunciável para o discípulo e missionário, pois a falta de unidade representa um escândalo, um pecado e um atraso do cumprimento do desejo de Cristo: “para que todos sejam um, como tu, Pai,estás em mim e eu em ti. E para que também eles estejam em nós, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste” (Jo 17,21).(DAp 227).

3. Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, com todos, e, se possível, com o grupo com o qual trabalho, na comunidade ou minha família, a Oração da Unidade:
Senhor, hoje temos conhecimento de desastres naturais
que ocorrem do outro lado do mundo.
Mas ainda assim deixamos de notar quando nosso vizinho sofre perdas
e não sabemos o que eles festejam na casa ao lado.
Sentimo-me como estrangeiros em minha própria terra.
Às vezes somos chamados a ficar quietos.
Se olharmos e escutarmos, encontraremos Cristo no outro.
Se olharmos para dentro, encontraremos Cristo em nós mesmos.
E, se estivermos abertos ao desafio e à vulnerabilidade,
então o Espírito Santo nos mostrará onde Deus nos quer.
Deus está em todas as situações. Ninguém é um estranho para Deus.
Temos visto Deus em ação no que é grande e no que é pequeno.
Oramos por todos que se encontram em circunstâncias trágicas.
Agradecemos pelas agências internacionais de assistência,
por serviços de emergência e por indivíduos que fazem
sacrifícios pessoais para ajudar seu próximo.
Louvamos a Deus, pelo dom e pelo poder da oração
– porque sempre há algo que podemos fazer –
podemos orar.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu olhar quer hoje traduzir o desejo de diálogo com o diferente e descobrir a presença de Deus nas mais diversas situações e pessoas. Com os bispos reconheço:
“Faz mais de quarenta anos que o Concílio Vaticano II reconheceu a ação do Espírito Santo no movimento pela unidade dos cristãos. Desde então, temos colhido muitos frutos. Neste campo, necessitamos de mais agentes de diálogo e melhor qualificados.”(DAp 231).

Bênção Ecumênica

Que o Senhor Deus os abençoe e proteja,
encha seus corações de ternura e suas almas de alegria,
seus ouvidos de música e suas narinas de perfume,
suas línguas de canções que levem esperança.

Que Jesus Cristo, a água viva, esteja atrás de vocês como proteção,
diante de vocês como guia, ao seu lado como companhia,
dentro de vocês como consolo, sobre vocês como bênção.
Que o Espírito doador de vida sopre sobre vocês
para que seus pensamentos sejam santos,
atue em vocês para que seu trabalho seja santo,
impulsione seus corações para que amem o que é santo,
fortaleça-os para que defendam o que é santo.
Que Ele habite em seus corações, regando sua secura e derretendo sua frieza,
que Ele alimente no mais profundo de suas almas o fogo do seu amor
e conceda a vocês uma fé verdadeira, uma esperança firme
e um amor sincero e perfeito.

Veja textos para a  Semana de Oração em
http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20140611_week-prayer-2015_po.html#TEXTO_BÍBLICO_PARA_O_ANO_DE_2015_

Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br



terça-feira, 19 de maio de 2015

Jo 17,1-11- A oração de Jesus

Estamos na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 
de 17 a 25 de maio
Tema: Jesus lhe disse: Dá-me de beber!
(João 4,7)

Começo nossa oração rezando, com todos os internautas, pela unidade, com uma das
Orações da Semana da Unidade:
Oramos por todos aqueles que têm coração frio.
Oramos por aqueles que pensam que já viram tudo.
Agradecemos pelos profetas do passado e de hoje
que partilharam o que Deus lhes revelou.
Agradecemos por aqueles que, por amor a Cristo,
trouxeram justiça e libertação aos oprimidos.
Louvamos a Deus por todas as pessoas
que estão vivendo revelações de sua Palavra.
Amém. 

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Jo 17,1-11a, e observo as palavras de Jesus na sua oração ao Pai.
Depois de dizer essas coisas, Jesus olhou para o céu e disse:
- Pai, chegou a hora. Revela a natureza divina do teu Filho a fim de que ele revele a tua natureza gloriosa. Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna a todos os que lhe deste. E a vida eterna é esta: que eles conheçam a ti, que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo. Eu revelei no mundo a tua natureza gloriosa, terminando assim o trabalho que me deste para fazer. E agora, Pai, dá-me na tua presença a mesma grandeza divina que eu tinha contigo antes de o mundo existir. - Eu mostrei quem tu és para aqueles que tiraste do mundo e me deste. Eles eram teus, e tu os deste para mim. Eles têm obedecido à tua mensagem e agora sabem que tudo o que me tens dado vem de ti. Pois eu lhes entreguei a mensagem que tu me deste, e eles a receberam, e ficaram sabendo que é verdade que eu vim de ti, e creram que tu me enviaste. - Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha natureza divina se revela por meio daqueles que me deste. Agora estou indo para perto de ti. Eles continuam no mundo, mas eu não estou mais no mundo.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Aprendo de Jesus Mestre a orar ao Pai e faço minhas as suas intenções: rezo em favor dos que conhecem, crêem e seguem Jesus.
Os bispos, em Aparecida, disseram sobre a oração: Jesus está presente em meio a uma comunidade viva na fé e no amor fraterno. Ali Ele cumpre sua promessa: “Onde estão dois ou três reunidos em meu nome, ali estou eu no meio deles” (Mt 18,20). Ele está em todos os discípulos que procuram fazer sua a existência de Jesus, e viver sua própria vida escondida na vida de Cristo (cf. Cl 3,3). Eles experimentam a força de sua ressurreição até se identificar profundamente com Ele: “Já não vivo eu, mas é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20).” (DAp 256).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? Rezo com todos que celebram a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos:
Damos graças a Deus pelos dons da comunicação –
pela conversa face a face, pelo telefone,
pelo rádio, pela televisão e pela rede eletrônica mundial.
Damos graças a Deus por tudo que nos conecta
e nos permite manter contato.
Damos graças a Deus pelo Espírito Santo.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Com os bispos reconheço:
“Às vezes esquecemos que a unidade é, antes de tudo, um dom do Espírito Santo, e oramos pouco por esta intenção. “Esta conversão do coração e esta santidade de vida, juntamente com as orações particulares e públicas pela unidade dos cristãos, hão de ser considerado como a alma de todo o movimento ecumênico e com razão pode se chamar ecumenismo espiritual( DAp 230).
Meu novo olhar é em direção à unidade dos cristãos.

Bênção Ecumênica
Que o Senhor Deus os abençoe e proteja,
encha seus corações de ternura e suas almas de alegria,
seus ouvidos de música e suas narinas de perfume,
suas línguas de canções que levem esperança.

Que Jesus Cristo, a água viva, esteja atrás de vocês como proteção,
diante de vocês como guia, ao seu lado como companhia,
dentro de vocês como consolo, sobre vocês como bênção.
Que o Espírito doador de vida sopre sobre vocês
para que seus pensamentos sejam santos,
atue em vocês para que seu trabalho seja santo,
impulsione seus corações para que amem o que é santo,
fortaleça-os para que defendam o que é santo.
Que Ele habite em seus corações, regando sua secura e derretendo sua frieza,
que Ele alimente no mais profundo de suas almas o fogo do seu amor
e conceda a vocês uma fé verdadeira, uma esperança firme
e um amor sincero e perfeito.

Veja textos para a  Semana de Oração em 
Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br


 

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Jo 16,29-33 - Tenham coragem!

Estamos na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 
de 17 a 25 de maio
Tema: Jesus lhe disse: Dá-me de beber!
(João 4,7)
Preparo-me para a Leitura Orante fazendo com todos os internautas a oração:
Oramos por todos aqueles que têm coração frio.
Oramos por aqueles que pensam que já viram tudo.
Agradecemos pelos profetas do passado e de hoje
que partilharam o que Deus lhes revelou.
Agradecemos por aqueles que, por amor a Cristo,
trouxeram justiça e libertação aos oprimidos.
Louvamos a Deus por todas as pessoas
que estão vivendo revelações de sua Palavra.
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Jo 16,29-33, e observo os discípulos dialogando com Jesus.
Então os seus discípulos disseram:
- Agora, sim, o senhor está falando claramente e não por meio de comparações. Sabemos agora que o senhor conhece tudo e não precisa que ninguém lhe faça perguntas. Por isso nós cremos que o senhor veio de Deus.
E Jesus respondeu:
- Então agora vocês crêem? Pois chegou a hora de vocês todos serem espalhados, cada um para a sua casa; e assim vão me deixar sozinho. Mas eu não estou só, pois o Pai está comigo. Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo.
Os ensinamentos de Jesus estão sendo assimilados aos poucos pelos discípulos. O Mestre sabe que, apesar disso, os seus mais próximos seguidores, se dispersarão, o abandonarão na hora mais decisiva de sua vida, a sua Paixão. Os discípulos entendem intelectualmente, mas na hora de demonstrar isto, na prática, abandonam Jesus. Mas, Ele, prevendo esta fraqueza, os anima, dizendo-lhes que mesmo na deserção dos amigos, Deus não o abandonará: “O Pai está comigo”. E adianta-lhes: “vocês vão sofrer, mas tenham coragem. Eu venci o mundo”.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Às vezes, também eu entendo a proposta de Jesus, sei quais são os caminhos de Deus, mas não os consigo viver no dia a dia. Quero renovar a fé de que “o Pai está comigo” e, ciente de que Jesus venceu, eu também terei a vitória sobre qualquer mal. Penso também, com os bispos na Conferência de Aparecida, na unidade dos cristãos: “Os discípulos de Jesus são chamados a viver em comunhão com o Pai (1 Jo 1,30 e com seu Filho morto e ressuscitado, na “comunhão no Espírito Santo” (1 Cor 13,13). O mistério da Trindade é a fonte, o modelo e a meta do mistério da Igreja: “um povo reunido pela unidade do Pai do Filho e do Espírito”, chamado em Cristo “como sacramento ou sinal e instrumento da íntima união com Deus e da unidade de todo o gênero humano”. A comunhão dos fiéis e das Igrejas locais do Povo de Deus se sustenta na comunhão com a Trindade.” (DAp 155).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, e concluo com a Oração pela Unidade:
Santo Espírito de Liberdade,
quando os pobres anseiam
por fartura partilhada
e injustiça vencida
e a Igreja aspira à unidade,
desafia-nos a captar essas duas visões
como fios vitais de uma única tapeçaria.
Aguça nossa percepção e imaginação
para tecê-los juntos
nas pegadas de Jesus
para a vida do mundo,
para a glória de Deus!
Pai nosso...

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar, como o da minha Igreja, é ecumênico: "A compreensão e a prática da eclesiologia de comunhão nos conduz ao diálogo ecumênico. A relação com os irmãos e irmãs batizados de outras Igrejas e comunidades eclesiais é um caminho irrenunciável para o discípulo e missionário, pois a falta de unidade representa um escândalo, um pecado e um atraso do cumprimento do desejo de Cristo: "para que todos sejam um, como tu, Pai,estás em mim e eu em ti. E para que também eles estejam em nós, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste" (Jo 17,21) (DAp 227).

Bênção Ecumênica
Que o Senhor Deus os abençoe e proteja,
encha seus corações de ternura e suas almas de alegria,
seus ouvidos de música e suas narinas de perfume,
suas línguas de canções que levem esperança.

Que Jesus Cristo, a água viva, esteja atrás de vocês como proteção,
diante de vocês como guia, ao seu lado como companhia,
dentro de vocês como consolo, sobre vocês como bênção.
Que o Espírito doador de vida sopre sobre vocês
para que seus pensamentos sejam santos,
atue em vocês para que seu trabalho seja santo,
impulsione seus corações para que amem o que é santo,
fortaleça-os para que defendam o que é santo.
Que Ele habite em seus corações, regando sua secura e derretendo sua frieza,
que Ele alimente no mais profundo de suas almas o fogo do seu amor
e conceda a vocês uma fé verdadeira, uma esperança firme
e um amor sincero e perfeito.

Veja textos para a  Semana de Oração em 
http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20140611_week-prayer-2015_po.html#TEXTO_BÍBLICO_PARA_O_ANO_DE_2015_
    
Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br